Flávio entrega ambulância e anuncia investimentos para Anajatuba

Em solenidade no Palácio dos Leões, em São Luís na manhã desta terça-feira (16), o prefeito municipal de Anajatuba, Sidney Pereira (PCdoB), recebeu uma ambulância do governo do estado.

O veículo possui duas macas, duas pranchas, um umidificador, cadeira de rodas, cilindro e bala de transporte para oxigênio. Estas ambulâncias estão equipadas de modo a serem usadas como Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e semi-UTI, e podem ser transformadas em Unidade de Suporte Avançado (USA).

Em conversa com Sidney, o governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou investimentos para a cidade. Fizermos uma troca de investimentos, o governo iria liberar para o carnaval 2018, mas será convertido para a reformar do hospital municipal, sendo o valor do convênio para o carnaval seria R$ 100.000,00 (cem mil reais), para a reforma o governador liberaria R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), e além da ampliação do matadouro da cidade no valor de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais).

Outro anúncio feito pelo governador foi a liberação de R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais) pra pavimentação asfáltica de mais 6 Km da estrada do Afoga, que vai beneficiar milhares de moradores é uma reivindicação antiga da população.

“A estrada do Afoga é bastante significativa e vai oferecer a infraestrutura necessária que vai ajudar nosso cidade a crescer, escoando a safra, criando rotas comerciais, enfim, levando desenvolvimento e melhores condições de vida para a população”, ressaltou o prefeito.

Lava Jato-17 réus soltos após segunda condenação

Resultado de imagem para ex-ministro José Dirceu preso
Ex-Ministro José Dirceu.

17 réus da Lava Jato já tiveram suas condenações confirmadas no Tribunal Regional Federal, como pode acontecer com o ex-presidente Lula no próximo dia 24, mas ainda não foram presos devido a recursos na própria corte.

Desde o início da operação, há quase quatro anos, apenas três acusados que estavam soltos tiveram a prisão decretada devido à conclusão de seus processos na segunda instância, situação que pode ocorrer com o petista, se os juízes da corte entenderem que ele é culpado.

Essa “antessala” da cadeia tem alvos conhecidos da Lava Jato, sendo o principal deles o ex-ministro José Dirceu, que conseguiu no Supremo Tribunal Federal no ano passado o direito de responder o processo em liberdade.

Dirceu foi condenado por Moro em 2016, teve a pena confirmada pelo Tribunal Regional em setembro e agora aguarda a conclusão de pendências de seu julgamento.

Esses embargos são encaminhados pelas defesas para questionar a decisão principal da corte, mas não costumam reverter o teor do que foi determinado. Ou seja: é improvável uma reviravolta no atual estágio, e o ex-ministro deve acabar voltando à prisão, mas não há um prazo.

Além de Dirceu, estão nessa situação o ex-sócio da empreiteira Engevix Gerson Almada, executivos da Mendes Júnior e Galvão Engenharia que chegaram a ser presos (mas agora recorrerem em liberdade) e o ex-assessor do Partido Progressista João Cláudio Genu, conhecido por ter sido condenado também no escândalo do mensalão.

Alguns deles respondem em liberdade graças a habeas corpus obtidos no Supremo -casos de Genu e Dirceu.

O número de casos só não é maior porque parte dos condenados recebeu penas pequenas, na qual não há obrigação de cumprimento de prisão em regime fechado, e porque dezenas de condenados são delatores que firmaram acordo com a Justiça. Eles estão em regimes alternativos de cumprimento de pena, como o domiciliar ou até o aberto.

Uma minoria já foi condenada em segunda instância, mas já estava presa preventivamente por ordem de Moro –caso do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, que é réu na mesma ação de Lula e em outros processos.

Além deles, há cerca de outras 25 pessoas em prisão preventiva (sem prazo determinado) sob ordem de Moro.

Desde 2014, o juiz já condenou 110 pessoas na operação -três delas foram absolvidas pela corte com sede em Porto Alegre.

Para Lula, o impacto maior do julgamento no Rio Grande do Sul neste mês deve ser sobre seus direitos políticos. Especialistas entendem que a confirmação da condenação pela segunda instância já é suficiente para enquadrar um candidato na Lei da Ficha Limpa, ainda que possa haver julgamento de embargos.

Conforme o entendimento do Supremo Tribunal Federal, é possível determinar o cumprimento da pena de prisão se o réu for condenado em segunda instância, mesmo que ele possa recorrer a instâncias superiores.

Nos casos da Lava Jato no Paraná, porém, isso só aconteceu pela primeira vez em agosto passado, após três anos e meio do início da operação. Márcio Bonilho e Waldomiro de Oliveira, ambos acusados de lavar dinheiro com o doleiro Alberto Youssef, foram detidos para que começassem a cumprir penas, respectivamente, de 14 anos e de 13 anos e 2 meses de prisão.

A ação penal tinha sido aberta em 2014, foi julgada na segunda instância no fim de 2016, mas os recursos se estenderam pelo ano seguinte.

Também em 2017, ocorreu a prisão do ex-executivo da OAS Agenor Franklin Medeiros após ter sua apelação rejeitada pelos juízes da segunda instância. Entre o julgamento do caso no TRF e a ordem para a prisão, passaram-se dez meses.

O trâmite tende a se alongar caso haja divergência entre os três juízes da oitava turma da corte, que analisam os casos da Lava Jato. Se o placar pela condenação for de 2 a 1, por exemplo, o réu tem o direito de pedir embargos infringentes, que serão julgados por um grupo de juízes da oitava e da sétima turmas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Informações da Folha press.

Casal é executados com mais de 30 tiros em Goiânia

O casal Amanda Hoehn Corrello, de 21 anos, e o marido, Patrik Rabelo de Sousa, de 31 anos, foi morto na noite de sábado (13) dentro do carro no setor Amin Camargo, em Goiânia. Segundo familiares, os dois voltavam de uma festa quando foram baleados. De acordo com a Polícia Civil, o casal estava em uma BMW, quando uma VW Saveiro se aproximou e um ocupante atirou várias vezes contra as vítimas e fugiu. Os disparos foram dados do lado onde à mulher estava como passageira.

Ainda não há suspeitas sobre a motivação do crime e nem sobre o autor.

Foto/Reprodução Facebook

O seu Carnaval é com a Banda Mákina du Tempo

A Banda Mákina du Tempo animará o seu carnaval e não deixará ninguém fora da pista.

A pré-temporada de carnaval já teve início em São Luís. A banda Mákina du Tempo é uma das mais procuradas e prestigiadas pelos foliões para animar neste carnaval. A banda que resgatou a cultura popular do Maranhão, é conhecido por sua música contagiante e por não deixar ninguém parado e por onde passa arrasta multidões.

Especialidade da banda

A Mákina du tempo é especialista em reviver o melhor das marchinhas de carnaval, relembrar músicas consideradas imortais e relembrar grandes sucessos atuais.

Propósito da Mákina du Tempo

A Mákina du Tempo tem como objetivo animar festas de carnavais, bailes de formatura, colação de grau, aniversários, convenções e grandes eventos. A especialidade da Mákina du Tempo é reviver o melhor da música e relembrar grandes sucessos atuais ou de outras épocas, assim como apresentar as músicas dos seus Nove CD’s, mostradas dentro do repertório da Mákina du Tempo.

Sobre a Mákina du Tempo

É uma banda renomada na capital por ter conquistado e consolidado o seu espaço em São Luís e municípios. Tendo como origem a cidade de São Luís do Maranhão, “Ilha do Amor’ e Patrimônio da Humanidade”, a banda, com mais de 16 anos de existência, tem em sua formação músicos de renome nacional, com ampla experiência no ramo musical. Fundada há 35 anos, a Mákina du Tempo tem larga tradição em animar bailes de formatura, colações de grau, aniversários, convenções e outros grandes eventos. Em seus nove CD’s, a Mákina du Tempo gravou quase todos os ritmos musicais, com experiência e qualidade reconhecidas

Prefeitura de São Luís inicia preparação do circuito do Carnaval de Todos 2018

A Prefeitura já iniciou os serviços de preparação para a festa Momesca.

A capital maranhense entra no clima do Carnaval e a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado estão juntos na organização desta grande festa que é o Carnaval de Todos 2018. Os circuitos da folia já estão recebendo uma atenção especial da Prefeitura que está trabalhando para deixar os locais com toda infraestrutura necessária para brincantes e brincadeiras. O trabalho envolve além da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) a de Obras e Serviços Público (Semosp), Comitê de Limpeza, Urbanismo e Habitação (Semurh), por meio da Blitz Urbana; Trânsito e Transporte (SMTT) e Segurança com Cidadania (Semusc).

O espaço onde será montado a Passarela do Samba, no Anel Viário, está recebendo melhoria da iluminação, pavimentação e limpeza. As equipes finalizam a iluminação, limpeza e melhoramento asfáltico no local que receberá as agremiações e o público. Durante esta semana, as equipes trabalharam na limpeza e capina da área. Foram instalados e ligados os refletores e torres para iluminação do espaço onde será montada a passarela, pelas equipes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

São realizados ainda serviços de adequação do local com pintura do piso, recuperação de rede elétrica e manutenção do solo com melhoria asfáltica. Após a conclusão destes procedimentos, começará a montagem da estrutura física da passarela. O Comitê de Limpeza Urbana realiza varrição antes e depois dos eventos que ocorrem na passarela e também nos circuitos de rua da Madre Deus e Rua do Egito.

Segundo o secretário municipal de Cultura (Secult), Marlon Botão, a estrutura deste ano terá as mesmas configurações e dimensões dos anos anteriores. Marlon Botão destaca a expectativa para este período festivo e a importância para a economia e o turismo local. “Seguindo orientação do prefeito Edivaldo está sendo garantido além da infraestrutura necessária para a festa o pagamento do subsidio às agremiações que se credenciaram para participar dos desfiles e a logística dos serviços públicos, tanto na Passarela quantos nos demais ponto de folia, como tem acontecido todos os anos” destacou o secretário. “Apesar da crise econômica a Prefeitura assegura toda a estrutura para a realização da festa, bem com o subsidio às agremiações”, enfatizou o secretário.

ESTRUTURA


Principal ponto de concentração de foliões, a Passarela do Samba com a vasta programação de desfiles anima o Carnaval. Além das atrações carnavalescas, a passarela vai contar com serviços diversos na área de segurança, saúde, limpeza, meio ambiente, vigilância sanitária, turismo, trânsito e transportes.

A infraestrutura para o evento contará com banheiros químicos, central de atendimento de urgência/saúde, iluminação, som, decoração, barracas de bebidas e comidas em seu entorno, bares, espaços reservados para a imprensa e para a concentração das agremiações, arquibancadas e camarotes. A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) terá plantão durante todo o evento para atendimento ao público.

Com capacidade para nove mil pessoas, a estrutura conta com camarotes; cabines de jurados; cadeiras de pista com acessibilidade para pessoas com deficiência; e arquibancadas com capacidade de aproximadamente seis mil lugares. “Nossa expectativa é atrair milhares de pessoas para o Anel Viário, movimentando a economia da cultura local e o nosso setor turístico”, reforça Marlon Botão.

CORTE MOMESCA E JURADOS

No site da Prefeitura – http://www.saoluis.ma.gov.br/ estão abertas as inscrições para o concurso que vai escolher a Corte Momesca – Rei Momo, Rainha e Princesas do Carnaval e o edital para jurados no concurso da Passarela do Samba, com inscrições abertas até o dia 26 de janeiro. O concurso para Corte Momesca fica com inscrição aberta até o dia 19.

O concurso para a Corte Momesca é dividido em quatro etapas: inscrição; pré-seletiva de candidatos (caso haja mais de 10 inscritos por categoria); seletiva de candidatos (avaliação artística); e exercício do reinado da corte, que vai de 2 a 13 de fevereiro. Esta última etapa inicia com a coroação da Corte Momesca e termina com a premiação dos blocos tradicionais, organizados e escolas de samba campeãs do Carnaval 2018.

Além das faixas, coroas, fantasias, cetro e tiaras, a Corte Momesca 2018 receberá a seguinte premiação: ao Rei Momo e Rainha do Carnaval serão pagos a quantia de R$ 5 mil e às duas Princesas escolhidas, a premiação é de R$ 3.500,00.

Jefferson Portela consegue conquistas históricas na segurança do Maranhão

Secretário de Estado da Segurança Pública do Maranhão Jefferson Portela.

Discursos dele, invariavelmente recheados de estatísticas que chamam a atenção para as desigualdades sociais e evidenciam a natureza social do crime, lembram sempre a intervenção de um sociólogo militante de esquerda, em oposição aos apostolados de violência e capitalismo selvagem da direita corrupta do país.

Mas não são a fala de um militante; são as certezas do Secretário de Estado da Segurança Pública, Dr. Jefferson Portela, responsável pela formação da equipe e planejamento que culminou na mais drástica redução da criminalidade de toda a história dos últimos 50 anos do Maranhão.

Preocupação real em fazer justiça e com a segurança da sociedade, lealdade incontestável a seus colegas nos planos civil e militar e intransigência no combate à criminalidade, o levaram a promover a integração das forças policiais em proporção jamais vista, criar novas superintendências de combate ao crime, inclusive o crime de corrupção, através da SECCOR e reestruturar completamente a segurança pública no Estado, contando, para tanto, com o apoio e investimentos maciços garantidos pelo governador Flávio Dino.

Com Jefferson Portela na condição de Secretário de Segurança Pública, megaoperações policiais, milimetricamente planejadas, escorraçaram do Maranhão assaltantes de bancos que, quase diariamente, tocavam o terror em pequenos municípios, explodindo caixas eletrônicos, assaltando empresas de transportes de valores, fazendo reféns e se evadindo mata adentro. A Polícia Civil e o Cosar, um batalhão de selva especialmente treinado, reduziram quase a zero os assaltos a bancos no Maranhão.

Durante 10 anos, até 2014, toda a curva da criminalidade foi ascendente no Estado. Mas chegamos a 2017 com o crime reduzido em todas as suas modalidades, com os crimes de latrocínio praticamente zerados em diversos períodos e com o Maranhão sendo o estado que mais apreendeu drogas em todo o Nordeste do país, graças ao trabalho da Superintendência de Combate ao Narcotráfico (Senarc), criada neste governo e sob a gestão de Jefferson Portela. É provável que nunca os dados oficiais da Secretaria de Segurança tenham sido tão positivos e em tão pouco tempo.

O poder de resolutividade da Polícia Civil, a partir da introdução de modernas tecnologias de combate ao crime, inauguração de laboratórios, equipagem das polícias, serviços de inteligência, cresceu a olhos vistos, com a maioria dos crimes sendo solucionados em até 72 horas.

Uma notícia de grande vulto para um estado onde grassava a impunidade, principalmente da autoria criminosa intelectual.

A agiotagem, a pistolagem e o narcotráfico foram restritos no agir de uma polícia com efetivos bem maiores, melhor assalariada, promovida, concursada, treinada e requalificada. No impacto de 60 mil vítimas de homicídios por ano no Brasil, os Crimes Violentos Letais Intencionais foram reduzidos em 40 % no Maranhão. E esse ritmo de segurança chegou também ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde 60 detentos foram assassinados no ano de 2013 e 18 no ano de 2014, sob a égide e domínio do crime organizado que até toque de recolher decretava em São Luís.

São conquistas históricas do Sistema Estadual de Segurança, das quais devem se orgulhar o governador Flávio Dino, o secretário Jefferson Portela e toda sua equipe, o comandante geral da PM, coronel Pereira porque, certamente, jamais serão esquecidas pelo povo do Maranhão.

 

 

 

 

 

 

 

Por JM Cunha Santos/Ascom-SSP

“Cidade está cada vez mais limpa com o trabalho conjunto da Prefeitura e da população”, diz Edivaldo

O prefeito Edivaldo entregou o nono Ecoponto da cidade no bairro do São Francisco O prefeito Edivaldo entregou na manhã deste sábado (13) o nono Ecoponto da cidade. O novo espaço funcionará na Avenida Ferreira Gullar, no bairro do São Francisco. A proposta do equipamento é eliminar pontos de descarte irregular de resíduos sólidos na cidade. Com a inauguração de mais esse Ecoponto, a Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, reforça a política municipal de gestão dos resíduos sólidos e contribui para uma cidade ainda mais limpa.

Ao lado da primeira-dama, Camila Holanda, e do pai, o deputado estadual Edivaldo Holanda, prefeito enfatizou que a gestão tem cumprido o compromisso com a limpeza pública. “Temos desenvolvido uma série de ações na área da limpeza urbana com o objetivo de tornar nossa capital um exemplo para as demais cidades. Com a contribuição da população, temos avançado nessa área e vamos continuar trabalhando para que, de mãos dadas, possamos fazer nossa cidade cada vez mais limpa e melhor”, ressaltou.

O Ecoponto São Francisco segue o modelo dos demais já em funcionamento. Os equipamentos contam com instalações sanitárias, estacionamento, setores de recebimento e acondicionamento temporário dos materiais e área de manobra de equipamentos e veículos. Cada Ecoponto possui, ainda, quatro baias de alvenaria cobertas e sinalizadas, para a deposição do material coletado. Além do São Francisco, o Ecoponto vai atender moradores de bairros adjacentes como Ilhinha, alcançando uma população de cerca de 20 mil habitantes.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, explicou como o trabalho desenvolvido pelo comitê tem contribuído para fortalecer a política da limpeza pública. “Essa é uma área com grande incidência de descarte irregular na cidade, mesmo com a coleta domiciliar realizada de forma regular. Outro benefício do equipamento é que ele proporciona a inclusão das cooperativas de reciclagem nesse ciclo virtuoso de desenvolvimento sustentável e de geração de emprego e renda”, disse.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, também acompanhou a solenidade de inauguração do Ecoponto e enfatizou o impacto positivo da entrega em outras políticas públicas. “Um dos pontos fortes da gestão do prefeito Edivaldo é a transversalidade de suas ações. Uma ação como essa aparentemente apenas voltada para a limpeza abrange uma série de outras áreas como a da saúde pública. Uma cidade mais limpa é um lugar onde a população goza de melhor saúde. Ações como essa têm contribuído para a redução da incidência de doenças como Zika vírus, Chikungunya e Dengue”, contou.

Além do São Francisco, outros pontos estratégicos da cidade já foram contemplados com um Ecoponto. Os equipamentos estão localizados em bairros como Parque Amazonas, Angelim, Bequimão, Habitacional Turu, Jardim América, Jardim Renascença, Residencial Esperança e Cidade Operária. Os Ecopontos funcionam de segunda a Sábado, das 7h às 19h, e também recebem resíduos de áreas adjacentes.

APROVAÇÃO

A funcionalidade do Ecoponto conta com a aprovação da população. “Pra gente é muito bom. Eu vejo essa ação como uma resposta positiva do poder público às nossas necessidades. A comunidade precisa desse apoio”, contou o morador Cláudio Costa, 50 anos. “Agora a gente tem um lugar certo e adequado para descartar o lixo. Assim, fica tudo mais organizado e a cidade mais limpa”, acrescentou o carroceiro Manoel Barros, 56 anos.

ORIENTAÇÃO

Para incentivar especialmente os carroceiros a utilizarem o Ecoponto, o poder público municipal, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, realizou ação de divulgação no São Francisco. A atividade, executada ao longo da Avenida Ferreira Gullar e outras vias do bairro, alcançou também lojas de materiais de construção. O objetivo da ação foi informar sobre a funcionalidade do espaço, que recebe resíduos não recolhidos na coleta domiciliar.

ECOPONTOS

Os Ecopontos são equipamentos da Prefeitura de São Luís que atendem ao que determina à Lei nº 12.303/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Através dos Ecopontos, a Prefeitura de São Luís já encaminhou para a destinação adequada mais de 10 mil toneladas, de maio de 2016 a dezembro de 2017, atendendo a ordem de prioridade para o gerenciamento dos resíduos que é reutilização, reciclagem, tratamento dos resíduos sólidos e disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos.

Os Ecopontos recebem restos de construção civil, poda e capina doméstica bem como móveis e eletrodomésticos velhos; eletrônicos como televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados; madeiras; óleo de cozinha; pneus; e recicláveis como plástico, papel, isopor, metais e vidros.

Acompanharam a inauguração os secretários municipais Pablo Rebouças (Governo); Mádison Leonardo (Urbanismo e Habitação) e Andreia Lauande (Assistência Social); o presidente da Agência Executiva Metropolitana, Pedro Lucas Fernandes; e os vereadores Osmar Filho, Raimundo

Inep adianta em um dia data de divulgação das notas do Enem

As notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2017 serão divulgadas no dia 18 de janeiro (próxima quinta-feira), um dia antes do que havia sido anunciado no ano passado pela pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pela realização do exame. Os resultados estarão disponíveis na “Página do Participante”, área reservada aos candidatos no site do Inep. Para acessá-la, o candidato precisa informar o número do CPF e a senha cadastrada. Os menores de 18 anos que prestaram o Enem com o objetivo de autoavaliação de conhecimentos só terão acesso às notas 60 dias depois dessa divulgação, assim como os espelhos das redações de todos os participantes. Com as notas do Enem, os participantes podem concorrer a vagas nas universidades federais que integram o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), a bolsas do Prouni (Programa Universidade para Todo Universidade para Todos) e a financiamentos do Fies (Programa de Financiamento Estudantil). A nota também pode ser utilizada para participação em diversos processos seletivos.

Dá para estudar até no exterior com ela. Ao todo, 27 universidades portuguesas já aceitam a nota do Enem como critério para ingresso nas instituições. No entanto, não dá mais para ter o certificado do ensino médio com ela. A possibilidade foi extinta na edição do ano passado. Quem deseja obter o certificado precisa prestar o Encceja (Exame Nacional para Certificação de de Competências de Jovens e Adultos)

Sisu A senha usada pelo candidato para acessar as notas na “Página do Participante” é a mesma que deve ser usada para se inscrever nas vagas do Sisu. As inscrições serão abertas no dia 29 de janeiro e vão até 1º de fevereiro. Este ano, estão sendo disponibilizadas 239.601 vagas.

Mais informações acesse https://educacao.uol.com.br/noticias/2018/01/12/inep-adianta-em-um-dia-data-de-divulgacao-das-notas-do-enem.htm?utm_source=facebook.com&utm_medium=social&utm_campaign=fb-noticias&utm_content=geral

Balada Unicórnio a festa mais esperada das férias

Balada Unicórnio a festa mais esperada das férias

A mania que conquistou o mundo vai agitar as férias da criançada. Neste sábado (13/01), a criançada vai se divertir a vontade na festa temática mais esperada e divertida do ano “Balada Unicórnio”. Prepare as fantasias para cair na folia!

A Balada Unicórnio reunirá os amantes deste personagem encantador, no dia 13 de janeiro, no Espaço Renascença, a partir das 18h com decoração temática, música, sorteio de brindes, serviço kids all inclusive e muito mais, sob o comando da Banda Deeloop e do Dj Jr. Bulacha. O evento está sendo produzido pela T2E.

Ingresso limitados, com Serviço kids All Inclusive:

 

Serviço kids all inclusive

Algodão doce

Pipocas

Mini Dogs

Mini Pizzas

Mini Hambúrgueres

Água sem gás, refrigerante e Shakes

Serviço:

O que? “Balada Unicórnio”

Onde? Espaço Renascença

Atrações: Banda Deeloop e do Dj Jr. Bulacha

Horário: 18h

Quanto? R$ 60,00

Pontos de venda

Ingressos limitados a venda nas lojas e no site da Bilheteria Digital e nas lojas Puket (Tropical Shopping e Shopping da Ilha).

Informações:

(98) 98414 3215

(98) 98728 2292

(98) 99110 4009

Realização: T2E e Class Eventos.

Prefeitura atualiza mapeamento anual de áreas de risco na capital

Equipe da Defesa Civil Municipal durante vistoria em casarões do Centro Histórico

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), concluiu, nesta terça-feira (9), a etapa de visitas a áreas consideradas de risco na capital. As informações levantadas farão parte da atualização do mapeamento anual feito pelo poder público municipal, cuja próxima etapa será a catalogação destes dados. O mapeamento tem caráter preventivo, sendo uma orientaçã do prefeito Edivaldo. A ação tem ainda o objetivo de orientar os moradores sobre os perigos de permanecer em locais apontados como de risco, principalmente durante o período chuvoso.

Desde o início da gestão do prefeito Edivaldo, o trabalho de conscientização e monitoramento se intensificou. Com isso, os números de risco caíram.”O trabalho de vistoria dos prédios e casarões do Centro Histórico é realizado de forma permanente por orientação do prefeito Edivaldo. Neste período a ação se intensifica devido à proximidade das chuvas. Toda a operação é planejada com antecedência que inclui o mapeamento das áreas, monitoramento da situação destes prédios e orientação às famílias que estejam residindo em locais considerados de risco. Estamos nos antecipando para prevenir incidentes e garantir a segurança das pessoas”, reforça o secretário da Semusc e coordenador da Defesa Civil Municipal, Breno Galdino.

O bem-estar das pessoas que vivem nesses locais é uma preocupação da gestão municipal que realiza anualmente esse levantamento para monitorar as áreas de risco, tomar providências junto a outros órgãos competentes e conscientizar os moradores do perigo de continuar no local. “É uma orientação do prefeito Edivaldo que neste período de chuvas intensas, estejamos em permanente estado de alerta”, reforço

Este ano, a etapa de visitas às áreas consideradas de risco foi encerrada no Centro Histórico, onde a Defesa Civil fez o levantamento de todos os prédios em situação de perigo iminente de desabamento. A superintendente de Defesa Civil Municipal, Elitânia Barros, destacou a relevância da ação para a prevenção de possíveis ocorrências e para a proteção das pessoas que habitam os prédios catalogados como pontos de risco.

Por meio do trabalho, segundo pontuou a superintendente de Defesa Civil, a Prefeitura de São Luís já conseguiu uma redução significativa do número de prédios em situação de perigo, ocupados por pessoas. O registro do último levanatamento, realizado em 2017, apontou 29 prédios habitados em situação de risco no Centro Hisórico. Foram mapeados 60 pontos de risco nas sete áreas cobertadas pelo levantamento na capital.

A gestora de Defesa Civil municipal acredita que o relatório atual aponte uma redução ainda mais significativa nesse número, devido a alguns fatores considerados relevantes, entre eles o fato de que muitos imóveis mencionados no último levantamento foram desocupados e reformados, a exemplo do que aconteceu com prédio 458 da Rua do Giz e o imóvel que hoje abriga a Casa do Bairro, na Rua da Palma. O solar foi amplamente reformado para congregar ações sociais desenvolvidas em atenção às crianças e adolescentes em situações de vulnerabilidade e risco social.

Outro aspecto, é que muitos dos imóveis anteriormente catalogados como perigosos foram desocupados e os moradores incluídos no programa Aluguel Social ou contemplados com unidades habitacionais do programa federal ‘Minha Casa, Minha Vida’, executado pela Prefeitura. “Dessa forma, a Prefeitura evitou que essas famílias continuassem vivendo em situação de perigo em prédios condenados pela Defesa Civil, no Centro Histórico”, acrescentou Elitânia Barros.

AÇÕES EDUCATIVAS

Além do monitoramento das áreas, a Defesa Civil Municipal também realiza ações educativas durante o processo de levantamento das informações, orientando as famílias sobre os perigos e a forma de agir em casos de possíveis deslizamentos ou desabamentos. Os agentes da Defesa Civil também distribuem materiais educativos voltados ao público infantil e adesivos com os números da Defesa Civil (153 ou 3212-8473).

O resultado da atualização do mapeamento será encaminhado aos órgãos competentes, como o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), a Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social, entre outros órgãos afins à questão.