Força Nacional na área

Tropa federal chegou a São Luís por terra, pela BR-135, e foi recepcionada por homens da Polícia Militar
O reforço federal solicitado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) chegou no início da tarde de hoje a São Luís. Os 127 homens da Força Nacional de Segurança Pública enviados ao Maranhão ficarão alojados no estádio Castelão e atuarão no combate às facções criminosas, que desde o último dia 18 vêm espalhando o terror na região metropolitana, com sucessivos ataques incendiários a ônibus e outros atos criminosos.
Até agora, foram 16 coletivos queimados. Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET), o prejuízo acumulado apenas com os coletivos queimados que registraram perda total foi de aproximadamente R$ 1 milhão.
Espera-se que com a presença das tropas a paz volte a reinar entre a população e que cessem as perdas financeiras do combalido sistema de transporte público que serve à Ilha.

“Ele não enlouqueceu! É inacreditável”, dispara presidente nacional do PSB contra Luciano Leitoa

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, foi procurado para falar sobre a destituição do senador Roberto Rocha do cargo de presidente do diretório de São Luís ocorrida nesta segunda-feira (23), a pedido do presidente estadual do PSB, Luciano Leitoa. O dirigente reagiu com surpresa e a primeira palavra disparada foi:“ele não enlouqueceu!”. O líder socialista ainda completou: “é inacreditável fazer isso com um senador”.
Siqueira diz que estava completamente surpreso com a decisão e que jamais autorizaria qualquer ato contra o senador Roberto Rocha, que é o presidente legítimo do PSB em São Luís.
Diante dessa situação, o jornalista Diego Emir perguntou a Carlos Siqueira se vai haver uma intervenção no PSB do Maranhão. Ainda surpreendido com a informação, o socialista disse que não poderia falar sobre o assunto sem ter um comunicado oficial do diretório estadual, mas que está em curso um pedido para que o diretório nacional promova adequações no Maranhão.
No entanto foi apurado que o ato de Luciano Leitoa foi premeditado, uma vez que ele recebeu informações concretas que nas próximas semanas, o PSB do Maranhão vai passar por um processo de intervenção. Uma vez que o senador Roberto Rocha vem pressionando e diz só fica no partido de assumir o comando estadual da legenda.
Carlos Siqueira encerrou o contato telefônico informando que não há justificativa nenhuma para praticar a destituição do senador Roberto Rocha e que tal ato é inadmissível.
Reproduzido do blogue Diego Emir

Abelhas ‘atacam’ carro para seguir rainha presa em porta-malas

Uma abelha-rainha ficou presa no porta-malas de um carro e foi seguida por outras 20 mil abelhas por dois dias! O caso aconteceu em Pembrokeshire, na Inglaterra.
O dono do veículo dirigiu sem perceber que o inseto havia ficado preso. Só se deu conta quando viu o enxame tomando conta da parte traseira do carro.
“Inicialmente, pensamos que as abelhas haviam sido atraídas por algum doce”, disse Roger Burns, do grupo de cultivadores de abelhas Pembrokeshire Beekeepers, em reportagem do “Metro”.
Ele utilizou uma caixa de papelão para retirar as abelhas, foi ferroado vinte vezes mas de nada adiantou: o vento acabou levando a rainha de volta ao porta-malas e as abelhas voltaram a fazer morada no carro.
Foram necessários cinco especialistas para resolver a bronca. Só 48 horas depois, a ‘prisioneira’ foi liberada.
Reproduzida pela fonte O Viral

Sindicato desmente Procon sobre notificação para evitar venda de combustível em vasilhames

O Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Maranhão informou, em nota distribuída à imprensa, não ter sido notificado pelo Procon nesta segunda-feira, 23 de maio, sobre a venda de combustíveis, explicando que a comercialização de produtos derivados de petróleo pelos postos só é permitida da bomba para os tanques dos veículos ou em vasilhames certificados pelo INMETRO, independente da capacidade, conforme regulamenta a Resolução 20/2014 da ANP.
“Fui surpreendido no começo da noite com a informação de que o Procon teria notificado o Sindicato acerca da venda de combustíveis em vasilhames. Ocorre que isso não ocorreu e os revendedores já cumprem ao que dispõe a lei relativo a este assunto”, declara Orlando Santos, presidente do Sindcombustíveis-MA.
A entidade comunica ainda colaborar permanentemente com os órgãos de segurança e que, tal como fez em 2014, quando dos primeiros registros de ataques a ônibus em São Luís, orientou a classe a suspender a venda de combustíveis em qualquer tipo de recipiente para ajudar na defesa da população e pedindo que, em caso de suspeitas, que o 190 fosse acionado.
Vasta legislação regulamenta o mercado de combustíveis e a fiscalização beneficia o setor, mantendo em atividade apenas aqueles que cumprem a lei. O Sindicato esclarece também que o Sindicato não comercializa combustíveis, portanto, não pode ser responsabilizado se algum revendedor, associado ou não, deixar de cumprir ao que a legislação prevê, pois cada posto revendedor é responsável individualmente pelas suas práticas comerciais.
A venda de combustíveis em saco plástico e garrafa pet é proibida desde o ano 2000. A proibição não é da venda avulsa, mas quanto ao recipiente em que o produto é armazenado, isso porque se trata de produto altamente inflamável e o seu transporte é ilegal. A norma 15.594-1:2008 diz que os recipientes de combustíveis devem ser rígidos, metálicos ou não metálicos, devidamente certificados e fabricados para este fim, permitindo o escoamento da eletricidade estática gerada durante o abastecimento para os recipientes metálicos. Os recipientes não metálicos devem ter capacidade máxima de 50 litros e atender aos regulamentos municipais, estaduais ou federais aplicáveis.

Lojas do Centro, shoppings e supermercados abrirão no feriado de Corpus Christi

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA) informa que nesta quinta-feira (26), feriado de Corpus Christi, o comércio lojista poderá funcionar em São Luís das 8h às 14h para os estabelecimentos de rua e das 14h às 20h para as lojas de shopping centers, com pagamento de 100% sobre o valor da hora normal e mais gratificação de R$ 40.
Conforme acordo firmado por meio da Convenção Coletiva de Trabalho, os demais segmentos do comércio não classificados como lojistas, como varejistas de materiais elétricos ou eletrodomésticos não poderão funcionar nessa data.
No caso dos supermercados, a convenção coletiva assinada pelo Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de São Luís (Sincovaga) e o Sindicato dos Empregados no Comércio de São Luís, define que esse tipo de estabelecimento funcionará normalmente.
Comércio lojista
Conforme o Art. 577 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) é considerado Comércio Lojista as categorias econômicas compreendidas no 2º Grupo Varejista do plano da Confederação Nacional do Comércio (CNC), a saber: estabelecimentos de tecidos, de vestuários, adorno e acessórios de arte, de louças finas, de cirurgia, de móveis e congêneres.

Wellington é o que mais cresce na corrida eleitoral em São Luís

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) registra o maior crescimento das intenções de votos na sucessão municipal em São Luís em pesquisas recentes, contratadas por partidos políticos, emissoras de TV e pré-candidatos. Dependendo do cenário, Wellington chega a aparecer até na terceira posição. Como as pesquisas não foram registradas na Justiça Eleitoral, o blog não divulgará os números.
Principal surpresa da pré-campanha, Wellington do Curso vem exibindo índices de popularidade crescente na capital. Tudo em razão do seu trabalho incessante em defesa das causas populares e do contato direto e permanente com as comunidade e com representantes de diferentes segmentos da sociedade.
Sobre o desempenho nas pesquisas, o que se contata é a ascensão progressiva do deputado. O cenário mais favorável para ele é aquele em que se exclui os nomes do ex-prefeito João Castelo (PSDB) da lista de pré-candidatos e do colega de parlamento Bira do Pindaré, que trava uma briga interna dentro do PSB para consolidar-se como candidato do partido na disputa.
Sem Castelo e Bira, Wellington fica em terceiro lugar, na pesquisa induzida. Com Castelo, cai para quarto, mas ostenta índice nada desprezível. Diante do cacife que vem conquistando, a tendência é de solidificação e crescimento ainda maior.
De fato, Wellington tem feito a diferença no parlamento estadual. Em seu mandato, tem dado ênfase à atuação em São Luís. É crítico ferrenho da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PSB) e expõe de forma clara os problemas e demandas que o poder público municipal não consegue solucionar, seja na saúde, na educação, na infraestrutura, dentre outros setores.
Em âmbito estadual, dedica atenção especial á segurança pública, reforçando sempre a necessidade de mais investimentos públicos nessa área.
Destemido e independente, Wellington trava debates acalorados com o colega Edivaldo Holanda (PTC), pai do prefeito da capital.
Por falar e mostrar sempre a realidade, lançando mão de exemplos que provam quão legítimo é o seu discurso, Wellington vê seu conceito elevar-se dia após dia junto à população, o que reforça seu compromisso e ânimo para a disputa.

Josemar Sobreiro autoriza novo seletivo para contratação de médicos para Paço do Lumiar

O prefeito Josemar Sobreiro autorizou a realização de um novo seletivo para a contratação temporária de médicos que irão atuar na rede de saúde de Paço do Lumiar. O edital nº02/2016, que trata das normas do Processo Seletivo Simplificado para admissão temporária de médicos já está disponível na página da prefeitura na internet.
A contratação tem como objetivo reforçar e ampliar o número de profissionais do quadro de clínicos gerais e médicos, garantindo, desta forma, um atendimento especializado com qualidade às famílias luminenses.
“Vamos realizar mais um seletivo para que possamos dotar a Saúde de Paço do Lumiar de todas as condições adequadas para um serviço com qualidade à nossa população. Esses novos médicos chegam para somar forças e ampliar a oferta de atendimento especializado em nossas unidades”, ressaltou o prefeito Josemar Sobreiro.
Estão sendo disponibilizadas um total de 15 vagas, sendo 8 para contratação imediata e mais 7 para cadastro de reserva, distribuídas nas especialidades de Clínico Geral (10), Cardiologista (2), Geriatra (1) e Pediatra (2). A remuneração mensal varia entre R$ 2.642,48 a R$ 3.523,30, de acordo com a especialidade e a carga horária de trabalho.
As inscrições são gratuitas e devem ser feitas nos dias 6 e 7 de junho, mediante a entrega de títulos na sede Secretaria Municipal da Saúde (Semus), localizada na Avenida 13, CSU – s/nº, Maiobão, no horário das 8 às 14h. No ato da inscrição, os candidatos devem apresentar RG, CPF, documentos de comprovação de títulos e de experiência profissional, juntamente com a ficha preenchida corretamente.
A análise e seleção dos candidatos ocorrerão com a avaliação curricular de títulos e da experiência profissional. O resultado preliminar está previsto para ser divulgado até o dia 08 de junho.
A jornada semanal de trabalho será de 40 horas semanais para clínico geral e de 30 horas para as outras especialidades. A contratação terá prazo determinado de 12 meses, podendo ser prorrogada por igual período.

Tributo a um folclorista

Personagem memorável da cultura popular do Maranhão.
O folclorista Leôncio Rodrigues, morto em 2005, aos 81 anos, é alvo de justa homenagem póstuma na forma de registro fonográfico de composições de sua autoria e de outros artistas que com ele mantiveram estreita relação de amizade e musical. Idealizado pelo músico e produtor cultural Fernando Rodrigues, filho do homenageado e líder da Banda Mákina Du Tempo, o CD “Tributo a Leôncio Rodrigues – Toada de Cantador” foi relançado e traz três músicas assinadas por Leôncio, uma delas interpretada por ninguém menos do que a cantora Alcione.

“Rei do Terreiro”, faixa de abertura do CD, é uma toada assinada pelo homenageado e o consagrado compositor maranhense Oberdan Oliveira. Com sua voz potente e inconfundível, a Marron eterniza a canção, que fala do destino que todo cantador de bumba-meu-boi tem de reverenciar São João.   
A parceria se repete na terceira faixa, “Sabiá Mensageiro”, entoada pelo próprio Oberdan. Na 11ª faixa, outra obra de Leôncio Rodrigues, “Cinco Letras”, escrita com o também falecido Humberto de Maracanã, com quem manteve frutífera e inspirada relação de amizade.   
Diversos outros artistas cantam e assinam composições no disco, como Augusto Bastos, Betto Pereira, Erasmo Dibel, Pepete, Rogério Du Maranhão, Salomão Jr., Normando, Josias Sobrinho, João Chiador, Humberto de Maracanã e Chiquinho França.
Trajetória
Leôncio Rodrigues teve, por décadas, ativa participação na cultura popular do Maranhão. Foi dono do Boi Proteção de São João, um boi de promessa, doado no ano de sua morte à igreja do mesmo nome. Entre suas produções destacam-se o CD “Toada de Cantador” e a coletânea “Ilha do Amor”, que reuniu toadas dos sotaques de zabumba, orquestra e de Pindaré, compostas por ícones do folclore local, como Coxinho, Josemar Prazeres, Joubert Queiroz e Manoel Leôncio.              
Destacou-se em várias outras funções e ocupou cargos públicos, como o de secretário municipal de Trânsito. Atuou também como árbitro de futebol e professor de educação física. Foi ainda administrador do Cemitério do Gavião, época em que foi inscrita, no arco de entrada, a seguinte frase, de sua autoria: “Nós fomos o que tu és. Tu serás o que nós somos”.      

Prefeitura realizará operações para fiscalizar condições de acessibilidade em vias

A Prefeitura de São Luís vai realizar operações de fiscalização em vários pontos da cidade a fim de averiguar as condições de acessibilidade das vias. A ação, que será coordenada pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), foi anunciada na manhã desta segunda-feira (23) durante entrevista coletiva realizada no Fórum Desembargador Sarney Costa (Calhau). Estiveram presentes na ocasião o titular da Semurh, Diogo Lima; o juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins; e o promotor Ronald Pinheiro.
A ação compõe a política pública desenvolvida na gestão do prefeito Edivaldo para oferecer mais acessibilidade às pessoas com deficiência. A Blitz da Acessibilidade é parte do conjunto de ações acordados entre a Prefeitura de São Luís e o Ministério Público com o objetivo de tornar as ruas da cidade acessíveis às pessoas com deficiência no prazo máximo de dez anos. Os padrões de acessibilidade para as ruas e avenidas da capital maranhense deverão ser os fixados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

“O prefeito Edivaldo está comprometido com o atendimento a esta demanda, que é de uma significativa parcela da população de São Luís e vai ajudar a proporcionar cidadania e avançar na garantia efetiva dos direitos das pessoas com deficiência”, afirmou o titular da Semurh, Diogo Lima.

O secretário explicou ainda que, a princípios, as fiscalizações terão finalidade educativa e foco nas adequações de calçadas e rampas. As fiscalizações da Blitz da Acessibilidade serão feitas por uma equipe especializada, a bordo de uma unidade móvel especialmente destacada para as operações.
ADEQUAÇÕES
Segundo adiantou a coordenadora da Blitz da Acessibilidade, Ivete Pinheiro Nagai, as primeiras atividades da equipe terão por objetivo conscientizar sobre a importância do tema, por meio de uma carta informando acerca da existência de determinação judicial sobre acessibilidade em passeios públicos. No documento,o proprietário do imóvel – caso seja necessário – será solicitado a adequar a calçada de sua propriedade e responsabilidade no prazo de 90 dias a contar do recebimento da notificação, em consonância com a Lei 4.590/2006 (Lei dos Muros e Calçadas).
O documento também define como as calçadas devem ser construídas: Os passeios devem ter superfície regular, contínua, firme e antiderrapante em qualquer condição climática (podendo ser utilizado cimento), executados sem mudanças abruptas de nível ou inclinações que dificultem a circulação dos pedestres. A altura das calçadas pode ser de até quinze centímetros. Caso seja colocado qualquer obstáculo na calçada (árvores, lixeiras, rampas, escadas), deve ser observada a largura livre mínima de 1,20m que viabilize a passagem de cadeirantes. As rampas para acesso de veículos devem ter inclinação máxima de 20%, conforme as normas técnicas da ABNT.
A notificação serve como licença para execução de obra de adaptação de passeio público e poderá ser apresentada em caso de fiscalização. A prefeitura também vai adquirir rampas, além de promover medidas de estímulo à utilização de piso tátil em empreendimentos. “Começaremos nossas blitzen pelas avenidas de grande fluxo, que servirão de parâmetros para adequarmos nossos controles em logradouros, rampas, praças, imóveis e pavimentações das vias”, afirmou Diogo Lima.
O juiz Douglas de Melo Martins disse que o tema da acessibilidade abrange inclusive a acessibilidade de todos os cidadãos, principalmente no que diz respeito a calçadas, causando consequências de diversos tipos. “A Vara de Interesses Difusos e Coletivos entendeu por bem priorizar esse processo e chamar as partes para celebrar o acordo que atinge desde trânsito até a segurança. E com a colaboração da Prefeitura e da sociedade faremos cumprir normas que beneficiam não somente a pessoa com dificuldade de locomoção, mas também a todos os cidadãos”.
Para o promotor Ronald Pinheiro, a acessibilidade é essencial para a população e na sentença judicial buscou-se um consenso em relação à realidade econômica e de orçamento da Prefeitura de São Luís e a da população. “O modelo é o de criar metas, um trabalho conjunto entre o poder público, de provedor e fiscalização. O Ministério Público participará efetivamente na aferição dos 10% do projeto a serem atingidos a cada ano, com a finalidade de tornar São Luís uma cidade para todos se locomoverem”, acrescentou.
A Prefeitura de São Luís tem realizado um amplo programa de reestruturação e de construção de praças desenvolvidos na gestão do prefeito Edivaldo. As praças reinuauguradas na atual gestão são dotadas de acessibilidade, conforme determinado pela atual gestão. A mais recente iniciativa de investimento foi a Praça do Letrado, completamente reformada. Também este ano, a Praça Irmã Gabriella Torselli, localizada na Avenida Mato Grosso, no bairro Turu, foi entregue à população.
Foram recuperadas ainda as praças do Pantheon (Centro), Praça do Circo Escola (Cidade Operária); as praças da Camboa e Carlos Chaib (Camboa); Praça José de Ribamar dos Santos Corrêa (no bairro Rio Anil); Praça da Roxinha (Ipase de Baixo); Renascer e Ruy Frazão, (Cohab); as praças Verão, Jackson Lago e das Árvores (Cohatrac) e a primeira etapa da reforma da Praça do Pescador, no Portinho, todas com condições de acessibilidade garantidas.
Em abril deste ano, a Prefeitura de São Luís deu início a obras de melhoria de acessibilidade na região central da cidade, por meio da construção de rampas de acesso, rebaixamento de canteiros centrais e instalação de sinalizações indicativas, conforme parâmetros determinados pela ABNT. A atual gestão investe também na intelação de novos abrigos nos pontos de ônibus – todos com espaço reservado para cadeirantes – e incluiu a garantia de acessibilidade em 100% da frota como um dos principais itens do edital da licitação do transporte público em curso atualmente.

Postos são notificados a não vender combustíveis em galões, a fim de evitar queima de ônibus

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon/MA) juntamente com o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar notificaram, nesta segunda-feira (23), o Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Maranhão (SindCombustíveis-MA) por suspeita de venda ilegal de combustíveis inflamáveis.
A notificação reitera o disposto na Resolução n° 41/2013 da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que proíbe a comercialização de combustíveis inflamáveis em recipientes fora das normas nacionais de segurança. Na prática, isso significa que a conhecida prática de levar um recipiente de plástico para comprar gasolina direto da bomba é ilegal. Combustíveis comercializados fora da bomba devem estar envasados em recipientes com o selo da ANP.
De acordo com o presidente do Procon, Duarte Júnior, a ação conjunta entre Instituto, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar tem o objetivo de impedir que combustíveis inflamáveis sejam utilizados para fins criminosos. “O Procon irá fiscalizar com mais rigidez o cumprimento desta norma junto aos postos de combustíveis, por questões de segurança pública. Caso se verifique qualquer desobediência, os revendedores sofrerão as sanções administrativas e criminais cabíveis”, afirmou o presidente.
Cerca de 200 postos que integram o SindCombustíveis-MA deverão ser notificados. Em caso de descumprimento, os revendedores poderão sofrer sanções que variam de multa até a suspensão das atividades.
Os órgãos reiteram que o consumidor é o maior, melhor e principal fiscal das relações de consumo, e que a venda ilegal de combustíveis inflamáveis é um atentado contra a segurança pública. Caso identifique qualquer indício de irregularidade, o consumidor pode formalizar denúncia por meio do aplicativo do Procon disponível para download, pelo site ou em qualquer unidade física mais próxima. Além de poder denunciar perante a PM e o Corpo de Bombeiros.
Fonte: Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos