Quatro dias e 15 ônibus incendiados depois

São Luís começa mais uma semana em estado de alerta por causa do risco de mais ataques a ônibus e outros atos de terror praticados por facções criminosas. Até agora, foram 15 coletivos incendiados, em diferentes bairros, desde a última quinta-feira. O perigo ainda não foi afastado, apesar da intensa mobilização policial. Para fazer frente à audácia das quadrilhas, a PM suspendeu até mesmo as folgas dos militares para reforçar o contingente nas ruas. A Força Nacional de Segurança Pública também foi requisitada pelo Governo do Estado e desembarca hoje na Ilha. Ainda assim, a bandidagem continua aterrorizando a população, sem trégua, provando que mentores e autores estão dispostos a matar ou morrer para manter a engrenagem do crime em pleno funcionamento.
Já houve dezenas de prisões e apreensões de adolescentes envolvidos nos ataques a ônibus. A polícia também fechou o cerco nas áreas dominadas por facções, como Liberdade, Coroadinho e Alto do Calhau. As abordagens a ônibus em pleno itinerário tornaram-se ainda mais frequentes e as revistas em bares, clubes e em via pública também viraram rotina
Apesar de todo o efetivo e aparato envolvidos e da estratégia de enfrentamento montada, as facções não se intimidam. Tudo indica que as ordens de mais ataques continuam partindo de um comando central do crime sem que haja a devida interceptação. A realidade é que a inteligência policial ainda não conseguiu neutralizar a comunicação entre o topo e a base da hierarquia da bandidagem.
A despeito de qualquer operação de rua ou reunião em gabinetes para traçar planos de combate, o clima de terror continua longe de ser afastado. Se é uma retaliação a medidas mais enérgicas contra presos recolhidos Complexo Penitenciário de Pedrinhas, que se mantenha o rigor, até fazer cessar completamente o ímpeto dos bandidos.
A tranquilidade dos cidadãos depende fundamentalmente da capacidade policial de sufocar o crime. Com estrutura cada vez mais organizada, atuante em toda a região metropolitana, as facções criminosas espalham o pânico quanto têm interesses contrariados. Parece ser o caso agora, mas é impensável ceder esse tipo pressão. Pelo contrário, as forças de segurança devem ser implacáveis, uma vez que o sucesso do crime significa o fracasso da sociedade.

Nova ação contra Waldir Maranhão

O advogado Pedro Leonel Pinto de Carvalho já protocolou uma nova ação popular, na Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, pedindo a indisponibilidade de bens, com bloqueio de R$ 368 mil, do presidente interino da Câmara Federal, deputado Waldir Maranhão (PP).
A ação se refere ao período em que o parlamentar teria atuado como professor “fantasma” na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), recebendo salários paralelos como deputado.
O advogado já havia conseguido uma decisão, na mesma Vara de Interesses Difusos, proferida pelo juiz Douglas de Melo Martins, que bloqueou R$ 235 mil do médico Thiago Augusto Maranhão, filho do deputado, acusado de ter sido funcionário “fantasma” do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE), recebendo R$ 7,5 mil/mensais, como assessor no gabinete do ex-presidente do órgão, conselheiro Edmar Cutrim.

A atuação “fantasma” de Waldir Maranhão na UEMA teria lhe rendido R$ 16 mil por mês entre fevereiro de 2014 e dezembro de 2015, somando-se a quantia de R$ 368.140, 09.

Empresa que retirar ônibus de circulação será punida

Qualquer empresa que explore a concessão do serviço de transporte público na região metropolitana será punida, a partir de agora, caso retire ônibus de circulação em meio à onda de ataques incendiários a coletivos, como os 15 perpetrados até ontem por facções criminosas. A aplicação da penalidade foi definida ontem em reunião entre o governador Flávio Dino (PCdoB) com o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), e representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (SET), do Procon, da Agência Estadual de Mobilidade Urbana (MOB) e das forças de segurança pública.
A intenção dos governantes é preservar o direito de ir e vir da população, que desde os primeiros incêndios a coletivos, registrados na última quinta-feira, vem sendo prejudicada pela falta de transporte, principalmente à noite. Para manter a frota em circulação enquanto perdurar a barbárie, fiscais do Procon, da MOB e homens da Polícia Militar vão monitorar o fluxo de ônibus diretamente nas garagens das empresas.
Até o momento, foram presos 50 criminosos suspeitos de envolvimento nos incêndios a coletivos e em outras ações criminosas praticadas em retaliação à quebra do suposto acordo firmado entre o atual governo e os líderes de facções para manutenção de regalias e outras violações dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. As operações policiais continuam, com reforço da Força Nacional, a partir de hoje, mas os bandidos mantêm a audácia e ontem incendiaram mais um ônibus, o segundo no bairro Alto Turu.
A medida do governo é bem vinda, mas deve estar associada à atitude implacável de combate ao crime, com resposta dura e proporcional à ousadia da bandidagem. Só assim a paz será restabelecida e o simples ato de se locomover deixará de representar grave ameaça à vida.

12ª Festança Junina no Ceprama abre São João do Maranhão na próxima sexta-feira

Começou a contagem regressiva para a abertura oficial do São João do Maranhão 2016. A 12ª Festança Junina no Ceprama abrirá oficialmente os festejos de Santo Antônio, São Pedro, São João e São Marçal na próxima sexta-feira (27), na Madre Deus, em São Luís (MA). Durante três dias, boieiros, cantadores, dançarinos, coreiras, músicos e organizadores mostrarão ao público grandes shows e apresentações da cultura popular.

Com patrocínio da Cemar e Governo do Maranhão (Sectur), via Lei Estadual de Incentivo à Cultura, a 12ª edição da Festança Junina no Ceprama acontecerá de 27 a 29, a partir das 19h, no Ceprama. A festa tem apoio do Restaurante Feijão de Corda, Sesc e do XXXVI Congresso Brasileiro de Guias de Turismo. A realização é de Mario Jorge Produções. A entrada custará R$ 5,00 (cinco reais) com renda revertida à Fundação Antônio Dino.
O produtor cultural Mário Jorge informa que na sexta-feira (27), as atrações são Boi de Maracanã, Boi Barrica, Boi de Sonhos, Boi de Nina Rodrigues, Boi União da Baixada e encerrando a programação shows de Mano Borges, Carlinhos Veloz, Tutuca e Gabriel Melônio. No sábado (28), tem Boi de Morros, Boi de Santa Fé, Boi de Upaon-Açu, Boi da Pindoba, Boi Meu Tamarineiro e show de Djalma Chaves. 

No domingo (29), será animada pela Dança Portuguesa Majestade de Portugal de Rosário, Boi de Axixá, Boi Novilho Branco, Boi Mocidade Axixaense, Boi de Leonardo, Boi Encanto do Olho d´Água e Boi da Madre Deus. Neste ano, o Barracão da Festança será animado na sexta-feira (27), por seu Raimundo e Forró Pé no Chão, e no sábado (28) e domingo (29) pelo forró pé de serra, com Inaldo Bartolomeu. Viva a Festança Junina no Ceprama!


Ministro decide fazer auditoria no Minha Casa, Minha Vida

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, disse que fará uma auditoria na modalidade Entidades do Minha Casa, Minha Vida. “O Minha Casa, Minha Vida vai sofrer ajustes para não gerar falsas expectativas às entidades”, afirmou o ministro durante coletiva de imprensa. “Vamos colocar critérios para ajudar a modalidade ter uma eficiência maior na relação entre contratação e entrega.”
Na entrevista coletiva, Araújo citou reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo” que mostra que a entrega de moradias da modalidade Entidades representa entre 1% e 1,5% do programa como um todo. Segundo o ministro, das 61 mil unidades contratadas pela modalidade, desde 2009, apenas 7.548 foram entregues até o fim de março.
Em entrevista à Rádio Estadão, o ministro disse que a revogação da contratação de mais de 11 mil moradias dentro da linha Entidades do programa Minha Casa Minha Vida ocorreu porque era necessário ter maior clareza sobre a efetividade da ação.
 
A decisão interrompeu o processo de financiamento das unidades habitacionais que seriam feitas por entidades representativas de assentados de reforma agrária e atingidos por barragens, refugiados, quilombolas, pescadores artesanais, ribeirinhos e indígenas. A contratação dessas unidades foi anunciada pela presidente Dilma Rousseff um dia antes de ela ser afastada do cargo.
 
“Precisávamos ter mais clareza sobre os motivos da contratação dessas unidades. Qualquer medida tomada no último dia de um governo é questionável”, afirmou. “Esta modalidade do MCMV entrega dinheiro às entidades da sociedade civil e significa em torno de 1% do programa. Nós queremos ajudar as entidades e dar mais transparência às operações.”
 
“Vamos criar modelos de gestão mais eficaz, pois há reclamações sobre qualidade das unidades. Nós vamos fazer um processo firme de fiscalização.”

Lançamento

Araújo disse que a revisão das regras será feita pela nova equipe da Secretaria de Habitação e que ele mesmo já marcou conversas com as entidades. O ministro afirmou que, depois de realizada a auditoria, vai fazer um lançamento dessa modalidade, mas sem dar uma data para a cerimônia.
Na terça-feira (17), Araújo revogou a autorização para a contratação de 11.250 unidades da modalidade Entidades do programa. Segundo ele, nos últimos dias o governo da presidente afastada Dilma Rousseff havia autorizado a contratação de mais 34 mil unidades, mas o volume de recursos era correspondente a 6.280 moradias. “O volume de recursos disponíveis é bem menor do que a portaria que apontava a seleção para esse conjunto de unidades. Isso passaria a gerar uma forte pressão sobre as unidades da Caixa sem o devido o volume de recursos para esse atendimento”, afirmou.
O ministro também revogou as alterações nas regras para a contratação de moradias da versão rural do MCMV. Elas foram publicadas no Diário Oficial da União no primeiro dia do governo Temer. No Dia do Trabalho, às vésperas da votação do impeachment pelo Senado, Dilma anunciou a contratação de 25 mil moradias da modalidade entidades até 2018. As portarias revogadas foram assinadas pela ministra Inês Magalhães – substituta de Gilberto Kassab (atual ministro de Ciência, Tecnologia e Comunicações) – por ordem de Dilma.
Após a revogação das portarias, a coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) prometeu reagir com protestos “contundentes” nas principais capitais do país.
A modalidade entidades programa difere da maneira como o governo toca as outras obras do Minha Casa, Minha Vida. Primeiro, pela forma como são feitos os repasses, parcelados, diretamente para as entidades.
No restante do programa, os pagamentos são feitos às construtoras na medida em que as obras andam. Engenheiros dos bancos públicos (Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil) são responsáveis por essa medição. No MCMV Entidades, uma parcela do dinheiro é repassada antes mesmo do início das obras. As associações e os movimentos sociais têm liberdade para contratar as construtoras ou construir as casas por meio de mutirões, por exemplo. 
As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.

Prefeitura de Paço do Lumiar e Governo do Estado incentivam produtores rurais do município

A Prefeitura de Paço do Lumiar e o Governo do Estado iniciaram, nesta quarta-feira (18), a distribuição de sementes de grãos selecionadas aos agricultores do município. A ação é resultado da parceria entre a Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) e a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (AGERP/MA).
A entrega das sementes visa fortalecer as ações para o desenvolvimento da agricultura familiar em Paço do Lumiar, dando suportes às famílias do campo e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população nas comunidades rurais.
Conforme o secretário de Agricultura de Paço do Lumiar, Rodrigo Costa, a atividade dará tranqüilidade aos produtores rurais quanto à aquisição de sementes para o plantio. “A gestão Josemar tem buscado apoio dos órgãos ligados a agricultura para que possamos dar continuidade aos programas de incentivo à produção e a economia local”.
Foram disponibilizadas, nesta primeira etapa, 2 mil kg de sementes de feijão, beneficiando agricultores cadastrados no Programa de Distribuição de Sementes. Cada agricultor receberá de acordo com a demanda de sua área. Cerca de 250 famílias serão atendidas em diversas localidades do município.
“Essa ação é muito importante porque estamos incentivando a produção agrícola na zona rural e garantindo alimentos na mesa das famílias de Paço do Lumiar. Estamos trabalhando conjuntamente com a equipe competente da secretaria de Agricultura do município, que tem se esforçado para dar assistência a todas as famílias, de acordo com as necessidades dos agricultores locais. O período chuvoso é intenso na região, sinal de que a colheita será boa para nosso povo”, destacou o titular da Semapa.
“A distribuição das sementes para o município se torna muito importante, principalmente porque nós trabalhamos com a agricultura familiar e as sementes ajudam diretamente o pequeno agricultor. As sementes têm um alto poder de germinação e, assim, o que contribui para um aumento no tamanho da área plantada de cada família”, explicou a Engenheira Agrônoma da AGERP/MA, Vilacir Reboucas.
Para o presidente da Associação dos Agricultores e Agricultoras Familiares da Vila Residencial Nova Canaã, Raimundo Silva, a garantia de entrega de sementes de grãos é mais um importante apoio à agricultura de Paço do Lumiar. “Recebemos os kits com as sementes de feijão e daremos início ao plantio para garantir a colheita de um produto com qualidade, possibilitando um aumento na produção agrícola em toda zona rural do município, ajudando a nós que vivemos da comercialização desses produtos”, concluiu.

Giro pelos municípios: Em Peritoró, empresário Etevaldo Sampaio desiste de pré-candidatura a vereador e declara apoio a Edmilson Marques

O empresário, Eteldo Sampaio (PRB), desistiu de sua pré-candidatura a vereador nas eleições deste ano, no município de Peritoró/MA, e declarou seu apoio à pré-candidatura de Edmilson Marques, mais conhecido também como Edmilson da Delegacia, e que está disputado uma vaga de vereador no mesmo município, pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB), no grupo liderado pela chapa de Joana da Amovelar (PDT), pré-candidata a prefeita de Peritoró.

De acordo com Etevaldo Sampaio, a decisão de desistir da disputa, e declarar o seu apoio à pré-candidatura de Edmilson Marques, aconteceu durante reunião na manhã desta terça-feira (17) onde, após amplo diálogo, os dois decidiram somar forças em prol de um projeto comum.

Eu decidi renunciar e oferecer o meu irrestrito apoio à pré-candidatura de Edmilson Marques, pois reconheço que ele é o melhor nome para disputar uma vaga no legislativo municipal de Peritoró. Conheço a sua história de vida, o seu caráter, a sua humildade. Ele é um jovem honesto, preparado, com ideias novas, e que se tornou ao longo dos anos um exemplo de liderança local. Decidi aderir à sua pré-campanha, pois tenho plena convicção de que ele saberá honrar cada voto que receber de cada cidadão peritoroense, que irá depositar nele a sua confiança”, justificou.

Com a adesão do empresário, Edmilson Marques fortalece ainda mais a sua pré-campanha para vereador em Peritoró.  Apesar de ser a primeira vez que coloca o seu nome para disputar eleições, o jovem pré-candidato vem conquistando apoios importantes ao seu projeto, e já está se mostrando uma das principais forças políticas locais da nova geração.

Vereador pede aumento nas marcações de consultas na Unidade de Saúde AMAR, na Vila Cruzado

A Câmara Municipal de São Luís aprovou nesta última segunda-feira, 16, a solicitação do vereador Roberto Rocha Júnior (PSB), para que a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), aumente o número de marcações de consultas na Unidade de Saúde da Família- AMAR, localizada no bairro Vila Cruzado. Segundo o parlamentar, a medida visa garantir que os moradores da Vicente Fialho e comunidades vizinhas também sejam beneficiados com os atendimentos na unidade.

“A AMAR é um local que disponibiliza uma grande variedade de atendimentos de saúde, sendo por isso, motivo de grande demanda da comunidade de toda aquela região. Porém, os moradores estão reclamando que as consultas emergenciais têm superado a oferta no atendimento, e este é o motivo pelo qual estamos solicitando o aumento das fichas para marcações de consultas”, justificou Roberto Rocha Júnior.

AMAR-A unidade de Saúde Amar oferece atendimentos nas áreas de clínica médica, ginecologia, pediatria, odontologia, fisioterapia, terapia ocupacional, consultas de enfermagens, assistência ao pré-natal, entre outros serviços prestados dentro da estratégia Saúde da Família.

Prefeitura de São Luís vai acabar com lixão próximo ao Viva da Cidade Operaria

Com o objetivo de acabar com um lixão próximo ao Viva da Cidade Operaria, a Coordenação Regional da Cidade Operária por meio da Coordenação de Limpeza Pública estará na manhã deste sábado (14) realizando a primeira etapa para a revitalização do espaço. Com a iniciativa, o local passará a ser utilizado pela população para o lazer e ajudará combater o mosquito Aedes Aegypti .
Durante a primeira etapa da “Ação” de revitalização do espaço, o terreno será completamente limpo e serão colocados pneus no entrono da área para que carroceiros não joguem lixo no local. E no próximo sábado (21) será feito o plantio de mudas e instalação de placas.
A iniciativa é do coordenador regional da Cidade Operária, Ciro Nolasco, que abraçou a causa. “Mesmo licenciado da função de coordenador regional da CO não posso fechar os olhos para este problema. Peço a participação de membros deste grupo na ação e apoio para não jogar nem permitir aquele lixão”, declarou.
De acordo com Ciro Nolasco, o lixão que se formou no local incomodada os moradores. “Assumi o compromisso de acabar com o lixão próximo ao Viva Cidade Operária, que muito tem incomodado moradores da redondeza. Mesmo com a limpeza constante feita pela prefeitura, alguns carroceiros acessam a área para jogar lixo. Levamos os fatos ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior que pediu uma solução para o caso do coordenador de limpeza pública, Nelson Buriti,que fará a limpeza geram da área”, completou.
Além de transformar o local em uma área mais agradável, a limpeza no local ajudará a combater a propagação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunya.

Empresários do setor imobiliário selam parceria no serviço de locação em São Luís

Ronierd Barros e Ademar Mariano dão as mãos para simbolizar parceria
Embora os números do mercado imobiliário sinalizem desaceleração, os empresários Ronierd Barros e Ademar Mariano, proprietários de tradicionais empresas em locação e venda de imóveis no Maranhão, têm boas perspectivas de negócios. A expectativa é de crescimento a partir de dezembro deste ano, resultados que deverão se manter em 2017.
Entre as estratégias de crescimento, Ronierd Barros e Ademar Mariano acabam de oficializar parcerias entre suas empresas, que atuam no setor da construção civil, locação e outros segmentos. O objetivo é reunir as experiências vivenciadas ao longo de mais de 20 anos no mercado imobiliário e gerar crescimento no setor de locação em cidades como São Luís e Imperatriz, além de outras que gerem demandas.
Em entrevista, Ademar Mariano ressaltou a parceria com o empresário Ronierd Barros como um negócio promissor, já que ao longo dos anos, eles constituíram uma segunda empresa em sociedade (Barros Ribeiro). Ademar lembra que em São Luís, a primeira empresa em sociedade com Ronierd foi no ano de 2009, que trouxe resultados positivos e com perspectivas de crescimento não só regional, mas com abrangência em todo o território nacional e no exterior.
A oferta de imóveis e as modalidades de financiamento, taxas de juros e a realidade econômica do consumidor são pontos que vêm frustrando o sonho de milhões de brasileiros de conquistar a casa própria. Atualmente, muitos têm deixando de honrar com os pagamentos de prestações, outros não dispõem de recursos tampouco para pagar a entrada. “Embora o cenário seja este, acreditamos em novos tempos. A compra de um imóvel para uso próprio ou para investimento é sempre um bom negócio mesmo tendo sua liquidez neste momento um pouco lenta. Porém, sua valorização e renda demonstram serem o mais atraente investimentos dos negócios”, informou Mariano.
Quanto ao momento político, o empresário acredita que, resolvida a questão política e promovida algumas reformas emergenciais e controlado o déficit de contas públicas, a confiança do brasileiro voltará, favorecendo então a retomada da geração de emprego e renda.
“A persistência é um fator primordial para todo empreendedor que pretende se manter no mercado. As crises existem, porém são passageiras. Com um bom planejamento, uma boa equipe e muito trabalho, não há crise que resista”, finalizou Ademar Mariano.