Vítima reconhece acusados de estupro coletivo no Piauí em vídeo do WhatsApp

Em depoimento prestado na terça-feira (14), na Delegacia de Feminicídio, a moça de 21 anos que foi vítima de estupro coletivo em Sigefredo Pacheco (a 164 km ao norte de Teresina) reconheceu três dos quatro suspeitos. Ela não lembrava da violência que sofreu e tomou conhecimento do estupro depois do vídeo circular pelo aplicativo WhatsApp.
No vídeo, os estupradores dizem ironicamente: “Amanhã todo mundo preso em Sigefredo Pacheco”. Com o reconhecimento, a polícia está em diligências para prender os agressores. A vítima contou à delegada Anamelka Cadena que tomou um copo de bebida alcoólica e não se lembra do que aconteceu depois.
De acordo com a advogada de defesa Josefa Miranda, o crime foi praticado dentro de um carro no dia 3 de junho e foi registrado para apuração da polícia no dia 13, depois do vazamento do vídeo no WhatsApp. “Eles produziram a principal prova para incriminá-los, que foi a gravação do vídeo”, afirmou a advogada.
A Secretaria de Segurança Pública do Piauí não revelou o nome dos suspeitos do estupro coletivo, mas confirmou que as diligências estavam sendo feitas para prendê-los. O caso é conduzido pela delegacia de Campo Maior, que fica a 80 km de Sigefredo Pacheco, com apoio do Núcleo de Feminicídio, em Teresina.
Fonte: UOL O Estadão Teresina.

Maior sucatão de São Luís, na verdade, era um desmanche

Maior empresa do ramo de sucatas de automóveis em operação em São Luís, o Sucatão Brasil teve uma das suas filiais, localizada na Avenida Casemiro Júnior, no bairro Anil, fechada ontem pela polícia por suspeita de ser um desmanche. Detido, o proprietário negou o crime, mas no estabelecimento foram encontrados pelo menos dois veículos com registro de roubo completamente desmontados e centenas de peças com chassi raspado.
Tudo começou quando um cliente, à procura de uma peça, acabou se deparando com o seu veículo, um Chevrolet Agile, totalmente desmanchado. O carro havia sido tomado de assalto no último dia 5, no bairro Madre Deus.
Em silêncio, a vítima deixou o Sacatão Brasil e acionou a polícia. Minutos depois, uma equipe da Seic chegou ao local e flagrou o ilícito.
O proprietário foi encaminhado à superintendência, onde disse não saber que as peças que comercializava se tratavam de produto de roubo.
Mesmo com a negativa, o empresário continua preso e seu outrora movimentado e lucrativo sucatão segue interditado.
Um dos carros com registro de roubo flagrados pela Seic nos fundos do Sucatão Brasil, no Sacavém

Um dos carros com registro de roubo flagrados pela Seic nos fundos do Sucatão Brasil, no Anil
Policial verifica carcaça de veículo que seria comercializada pelo sucatão

Policial verifica carcaça de veículo que seria comercializada pelo sucatão

Ricardinho do Salão fortalece pré-candidatura a vereador em Paço do Lumiar

Com mais de 30 anos de envolvimento com as causas populares em Paço do Lumiar, Ricardinho do Salão vem fortalecendo seu nome como pré-candidato a vereador no município. Será sua segunda experiência nas urnas – na eleição de 2012, obteve mais de 206 votos, um cacife eleitoral nada desprezível para alguém oriundo da comunidade.
Filiado ao PV, Ricardinho do Salão desponta como nome de peso para conquistar uma cadeira na Câmara Municipal luminense, com apoio de diversas lideranças políticas e comunitárias. Uma prova da sua força foi a adesão dos líderes Pedro Kubanakan e Alex do Vassoural, que também disputariam a eleição de vereador, à sua pré-candidatura.
Carismático e lutador incansável em favor do desenvolvimento de Paço do Lumiar, Ricardinho tem forte representatividade no segmento de beleza. Proprietário de um dos salões mais bem frequentados do município, localizado na Avenida 13 do conjunto Maiobão, ele conta conta com o apoio de outros cinco estabelecimento do gênero. Todos fecharam com sua pré-candidatura por acreditar que ele pode não só trabalhar pela valorização da classe, como buscar benefícios para toda a população.
Propostas
As propostas de Ricardinho do Salão abrangem diferentes áreas da administração pública município. Ele pretende ser o porta-voz do povo na busca por melhorias nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, dentre outros setores da administração pública municipal nos quais um vereador tem a prerrogativa de interceder.
Dizendo-se preparado para representar a população luminense no parlamento municipal, Ricardinho do Saláo critica a omissão dos atuais vereadores do município e cobra ação efetiva da Câmara. “Não entendo por que os vereadores não tomam uma atitude em favor desse povo sofrido”, questiona.
Ligado também às comunidades evangélicas, ele também desenvolve trabalho junto às igrejas, das quais espera todo o apoio possível. “Se for a vontade de Deus, com o apoio do povo, vamos chegar lá”, assinala.

Tocha Olímpica na Universidade Ceuma

Campus Turu da Universidade Ceuma foi ponto de apoio para a passagem da Tocha Olímpica por São Luís

Campus Turu da Universidade Ceuma foi ponto de apoio para a passagem da Tocha Olímpica por São Luís
Durante todo o dia de domingo, 12, a Tocha Olímpica percorreu São Luís, por um trajeto de 39 quilômetros, em um percurso que incluiu 20 bairros. O ponto de partida do revezamento foi a Praça D. Pedro II, no Centro Histórico, em frente à sede da Prefeitura.
O Campus Turu da Universidade Ceuma foi parte integrante da festa. A unidade acadêmica foi escolhida ponto de apoio das pessoas que carregaram a Tocha Olímpica. O clima foi de festa entre os funcionários participantes do revezamento. Dezenas de professores e alunos compareceram ao campus para ver de perto a passagem do Fogo Olímpico.
Senador Clóvis Fecury, a esposa, Carla, e os filhos Lucas, Catarina e Pedro também prestigiaram a passagem da Tocha Olímpica pelo Ceuma

Senador Clóvis Fecury, a esposa, Carla, e os filhos Lucas, Catarina e Pedro também prestigiaram a passagem da Tocha Olímpica pelo Ceuma
Diego Alves Cardoso, aluno do 7º período do curso de Direito da Universidade Ceuma, fez parte da equipe de revezamento que estava aportada. Foi um dos escolhidos pela LATAM Airlines, na categoria de passageiro frequente para carregar a Tocha, aqui em São Luís. Diego Alves externou alegria por participar do revezamento. “É um momento único participar do revezamento justamente quando a Tocha Olímpica passa pela primeira vez na América Latina. É uma hora participando deste momento quando tantas pessoas desejariam vivê-lo”.
Durante o percurso, outros discentes e docentes da Universidade Ceuma carregaram a Tocha, entre os quais o professor do curso de Administração Tarcísio Murta e a aluna de Educação Física Gleicykelly.

Festival desperta para a preservação de áreas verdes

Conscientizar a população sobre a necessidade de preservação de áreas verdes, estimulação da convivência entre moradores e incentivo à prática de esportes foram os principais objetivos do Festival de Pipas realizado na tarde de sábado, na Cidade Operária. O evento aconteceu ao lado da praça do Viva, em uma área descampada antes tomada por lixo. A iniciativa da prefeitura, por meio da coordenação municipal daquela regional, atraiu dezenas de crianças, jovens e adultos cujo hobby é soltar pipas.
Com apoio da Cemar, que orientou os participantes com relação aos cuidados para a correta prática (as pipas devem ser soltas em locais onde não haja fiação elétrica), o festival marcou a culminância das ações que resultaram na transformação daquele espaço. Segundo Ciro Nolasco, coordenador do evento, a área foi limpa e cercada por pneus, mas antes recebeu um abraço simbólico de 200 crianças.
“Foi o nosso grito de socorro em favor da limpeza deste local, que estava tomado por lixo e servia de depósito de entulho. Queremos que as pessoas observem que aqui é uma área de lazer e evitem inutilizá-la. E isto vale para os carroceiros que trabalham com o transporte de entulho”, frisou Nolasco.
O espaço limpo e cercado tornou-se convidativo para quem aprecia soltar pipas. Adailton Silva, um apaixonado pelo esporte, levou a esposa e a filha. Morador do Parque Timbira, não só pratica como comercializa pipas, que produz em casa com a ajuda da família. “Para mim é muito prazeroso e não me canso. Para vender, fabricamos diversas e de todos os tipos e tamanhos”, disse.
Terapia – Outro apreciador é Ítalo Dovera, que também solta e comercializa os “papagaios”, outro nome usado pelos participantes. Ele possui lojas especializadas na Cidade Operária, Maiobão e no Centro. Categoricamente, Ítalo afirmou que soltar pipas é um vício saudável. “Solto uma atrás da outra e não me canso. Faço isto desde os meus dez anos e já tenho 60. Ou seja, há 50 anos nesta diversão, que para mim é uma terapia e um passatempo dos mais agradáveis”.
Erickson Cardoso, de 21 anos, quase não desviava os olhos. Olhando para cima enquanto direcionava a pipa pela linha, afirmava que adora a diversão. “Moro em um bairro aqui perto e quando soube do festival, não pensei duas vezes. É bom demais!”, disse, enquanto tentava “cortar” uma das dezenas de pipas que eram empinadas.
Ciro Nolasco informou que na área foram plantadas 50 mudas de árvores. Todo o trabalho foi feito pela Superintendência de Limpeza Pública em parceria com o Instituto Municipal da Paisagem Urbana. Agora, é manter o hábito de não sujar, para que os esportistas encontrem um espaço sempre favorável ao lazer. “Estamos fazendo a nossa parte e todos deverão fazer a sua”, concluiu Ciro Nolasco.
Observe algumas dicas:
– Solte apenas em locais afastados da rede elétrica, em campos abertos ou parques
– Nunca use fios metálicos nem papel laminado para confeccionar a pipa. Eles são como condutores de energia e podem causar choques fatais
– Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-las. Nunca use varas nem suba no poste para tirar uma pipa. O choque nestes casos é fatal
– Se a pipa cair em uma árvore que esteja tocando a rede elétrica, é perigoso tentar retirar, pois o movimento dos galhos pode provocar curto-circuito e choques
– Não use cerol. Além do risco de ferir ou mesmo matar, o cerol costuma cortar os fios de alta e baixa tensão. Vale lembrar que, o uso de cerol é proibido e constitui um grande risco para as pessoas. Ele pode provocar acidentes graves com ciclistas e motociclistas
– Linhas metalizadas conduzem energia e aumentam o perigo de choques
– Não jogue objetos na rede de energia elétrica, como arames, correntes e cabos de aço
– Em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente. Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte
– Prefira pipas que não precisem de rabiola
– Não suba em telhados, lajes, postes ou torres para recuperar pipas
– Caso presencie um acidente desse tipo, para separar a vítima do condutor de energia use objetos de borracha ou madeira, evitando os de metal ou que estejam molhados. Lembre-se, o simples ato de tentar puxar uma pipa presa aos fios da rede elétrica pode provocar uma violenta descarga elétrica, capaz de levar à morte
Fonte
  • JORNAL O ESTADO MA

Fwd: Banda ‘Zero Hum’ lança clipe nesta quarta-feira com direção do mesmo produtor que trabalhou com Luan Santana, Lucas Lucco e Jota Quest

Dirigido por Bruno Fioravanti, um dos melhores produtores de clipes do Brasil, a banda maranhense lança nesta quarta-feira (15), às 14h, o clipe da música “Histórias de amor”, gravado em Brasília (DF).


Cantores nos bastidores da gravação do clipe em Brasília.

Sabe aquela história de amor que fica presa na memória? Muitas bem intensas, envolventes e com grandes recordações. “Histórias de amor” é o tema do novo clipe da Banda Zero Hum, gravado em Brasília (DF) e dirigido por Bruno Fioravanti que é diretor de vídeo e fotógrafo, considerado pela mídia como um dos melhores produtores de clipes do Brasil, inclusive, tem no currículo trabalhos realizados com artistas como Luan Santana, Lucas Lucco, Nego do Borel, Jota Quest, Zezé de Camargo & Luciano, Leonardo entre outros grandes nomes da música brasileira.

O clipe será lançado para todo Brasil nesta quarta-feira (15), às 14h, no canal oficial da banda (youtube.com/bandazerohum) e promete muitas emoções e surpresas. Para Guil Freitas, vocalista da banda, o trabalho é uma nova história para sua carreira. “Estamos nessa conexão entre São Luís e São Paulo alguns meses, e acompanhando todos os detalhes dessa nova história que estamos criando da Zero Hum, eu e Igote, estamos na maior expectativa para o lançamento desse trabalho que com certeza vai ser muito importante pra gente”, informou Guil. 

Atualmente a banda é gerenciada pela empresa Prime Business Brasil, responsável por toda carreira artística e tem como empresário, Gabriel Dantas. Ele já cuidou de artistas como, Léo Rodrigues, Rafael Machado, entre outros.

SOBRE O CLIPE

O clipe foi gravado no início de maio em Brasília (DF), mostrando as belas paisagens que a cidade tem do amanhecer ao pôr-do-sol. “Vamos mostrar no clipe a história de um casal, com cenas fortes e emocionantes, tenho certeza que vocês vão gostar, só não entro em detalhes, porque quero todo mundo assistindo, quarta-feira (15), 14h”, disse Igor Freitas, também vocalista da banda.

A ZERO HUM

A Banda Zero Hum vem surpreendendo o público maranhense não é de hoje. Formado por Guil e Igor Freitas, essa turma já representou o Maranhão no Brazilian Day em 2013, na Califórnia. Não é para menos, talento e determinação essa turma tem de sobra.

As ideias e projetos para banda começam alcançar novos voos, depois de conquistar o Maranhão e Piauí, agora São Paulo (SP) é o novo desafio.

Belezas de São Luís são apresentadas a operadores de turismo e jornalistas do Peru

Belezas de São Luís são apresentadas a operadores de turismo e jornalistas do PeruDepois da visita de operadores e jornalistas franceses que vieram a São Luís conhecer o roteiro integrado São Luís, Alcântara e Barreirinhas com a finalidade de divulgá-lo internacionalmente, agora é a vez dos peruanos fazerem a visita com o mesmo objetivo. Esta é a segunda etapa do projeto da Prefeitura de São Luís, por intermédio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), graças a um convênio firmado entre o executivo municipal e o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur).
A primeira parte do projeto teve início ainda em 2015, quando uma equipe da Setur, liderada pela secretária Socorro Araújo, esteve na França, Peru, Argentina e Colômbia para divulgar o roteiro integrado. Agora, é a vez deles conhecerem de perto as belezas naturais, históricas e culturais do Maranhão. Ainda virão os argentinos e colombianos.
PROGRAMAÇÃO
Os jornalistas e operadores de turismo peruanos desembarcaram esta semana em solo maranhense. Na manhã desta segunda-feira (13), a Secretária Socorro Araújo deu as boas vindas aos visitantes. “Nosso objetivo é fazer com que eles possam se deliciar com a nossa gastronomia, apreciar nossas belezas e cultura única. Que possam levar para os seus clientes e leitores o nosso melhor”, disse ela.
Antes dos peruanos, um grupo composto por cinco franceses visitaram a cidade na primeira semana de junho. Aqui eles tiveram experiências gastronômicas, conheceram o rico conjunto arquitetônico do Centro Histórico de São Luís e puderam praticar esportes radicais na orla ludovicense. Foram ainda aos Lençóis Maranhenses e a Alcântara.
Para Socorro Araújo, este projeto é de grande importância para a divulgação de São Luís e do Maranhão. “A promoção turística de São Luís, Alcântara e Barreirinhas é de fundamental importância para suas afirmações como fortes e novos destinos turísticos, devendo ser de caráter contínuo e de alta qualidade técnica. A divulgação é um dos principais instrumentos de que se dispõe para estimular o incremento do fluxo turístico em direção a um determinado destino”, destacou.
No primeiro dia em São Luís, os peruanos puderam conhecer e se deliciar com a culinária ludovicense. “Que comida gostosa e variada. E a experiência do manejo e preparo do camarão e caranguejo foi muito interessante. As sobremesas e sucos são muito diferentes. Adorei”, comentou a jornalista Claudia Ugarte.
Os visitantes ficam no Maranhão até do dia 19 de junho, participando de uma vasta programação, que constam de visitas à cidade histórica Alcântara e aos Lençóis Maranhenses, além de city tour pelo Centro Histórico e passeio Náutico. Eles participarão, também, de rodadas de negócios com os empresários locais e terão a oportunidade de conhecer e se apaixonar pelo São João em São Luís.

Justiça determina fechamento definitivo de matadouro público em Pio XII

O juiz Raphael Leite Guedes, titular da Comarca de Pio XII, proferiu sentença na qual determina o fechamento em definitivo do matadouro público e condenou o Município de Pio XII à reparação da área degradada, além de pagamento do passivo ambiental, em face do período em que despejou os efluentes líquidos e sólidos do referido matadouro diretamente na natureza, valor a ser apurado em liquidação posterior e revertido ao Fundo Nacional do Meio Ambiente. De acordo com a decisão, em junho de 2012, o Município de Pio XII/MA se comprometeu a realizar uma série de melhorias provisórias no referido local até a construção de um novo matadouro, com prazo final para cumprimento até o dia 26 de junho de 2013, o que não aconteceu.
Ressalta a sentença que “objetivando analisar as condições de funcionamento do Matadouro Público do Município de Pio XII/MA, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão – AGED/MA, realizou inspeção no local para apurar as condições de higiene e de proteção ao meio ambiente, sendo que após a inspeção emitiu Relatório Técnico no qual foram constatados inúmeros desrespeitos as condições pactuadas para a melhoria do Matadouro Público”. E observa que “restou comprovado o descumprimento às normas ambientais em vigor com ocorrência de graves danos ao meio ambiente e riscos de danos à saúde humana”.
“Realizada nova perícia em 12 de maio de 2016 inúmeras irregularidades persistem, mesmo ultrapassados quase 4 (quatro) anos do acordo realizado pelo ente municipal no sentido de sanar as irregularidades e construir um novo matadouro, o que demonstra, no mínimo, omissão do Poder Público Municipal, passível inclusive de gerar repercussão e prática de ato de improbidade administrativa pelo gestor público”, enfatizou o juiz na decisão.
A decisão relata que, através do Relatório de Vistoria juntado aos autos pela AGED/MA às fls. 175/182, que o Matadouro Público de PIO XII/MA está descumprindo as normas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Agência Estadual de Defesa Agropecuária – AGED/MA e ao Código de Defesa do Consumidor, além de não ter cumprido com todas as medidas que se propôs no acordo em juízo, e que as instalações físicas, recursos humanos e materiais do atual matadouro NÃO apresentam as condições necessárias para o correto abate higiênico-sanitário dos bovinos.
“Comprovada através de prova documental as irregularidades, entendo pela condenação do ente demandado à reparação da área degradada, além de pagamento do passivo ambiental, em face do período em que despejou os efluentes líquidos e sólidos do referido matadouro diretamente na natureza, desde a data da inauguração do matadouro até a data da interdição em 03 de maio de 2016, valor a ser apurado em liquidação posterior, devendo os valores serem revertidos ao Fundo Nacional do Meio Ambiente”, explicou Raphael Leite Guedes.
Por fim, decidiu pelo fechamento em definitivo do matadouro público e condenou o Município de Pio XII à reparação da área degradada, além de pagamento do passivo ambiental, em face do período em que despejou os efluentes líquidos e sólidos do referido matadouro diretamente na natureza, valor a ser apurado em liquidação posterior e revertido ao Fundo Nacional do Meio Ambiente. Condeno, ainda, o Município de Pio XII/MA ao pagamento do valor de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), a ser revertido ao Fundo dos Interesses Difusos Lesados do Ministério da Justiça, pelos danos morais causados à coletividade durante o período de funcionamento irregular do matadouro, ficando extinto o processo, com resolução de mérito, nos termos do art. 487, I, do NCPC.

Abaixo, em Arquivos Publicados, a sentença de Pio XII

Michael Mesquita
Assessoria de Comunicação
Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

Econométrica: Eliziane, Edivaldo e Wellington polarizam disputa em São Luís

Por Ronaldo Rocha (O Estado)
Edivaldo Júnior, Eliziane Gama e Wellington do Curso travam disputa acirrada na sucessão municipal na capitakl

Edivaldo Júnior, Eliziane Gama e Wellington do Curso travam disputa acirrada na sucessão municipal na capital
A pesquisa de intenções de votos Econométrica, realizada entre os dias 4 e 7 deste mês e contratada pela empresa Classe Mídia, que edita a Revista Maranhão Hoje, apresenta a disputa polarizada por três nomes e São Luís: a deputada federal Eliziane Gama (PPS), o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e o deputado estadual Wellington do Curso (PP).
O levantamento, registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA-08340/2016, ouviu 997 eleitores em 52 bairros da capital, possui margem de erro de 3,1% e intervalo de confiança de 95%.
Ao todo, foram elencados cinco principais cenários na pesquisa, todos do tipo “estimulado”. Destes, três simulam eventual segundo turno na capital. Até então, nenhum instituto havia apontado cenário de segundo turno para São Luís.
No primeiro cenário mais abrangente da pesquisa, quando o instituto pergunta ao eleitor em qual dos candidatos ele votaria caso as eleições fossem “hoje”, a deputada Eliziane Gama aparece na frente com 24,3% das intenções de votos, contra 20,0% do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.
Wellington do Curso aparece logo em seguida com 16,9% da preferencia do eleitorado, na terceira colocação, a frente da vereadora Rose Sales (PMB), com 6,8%; vereador Fábio Câmara (PMDB), com 2,6% e o médico João Bentivi (PHS), com 2,6%.
Afirmaram que votarão nulo, 22,7% dos entrevistados e não souberam ou não quiseram responder, 4,2%.
No segundo cenário do tipo “estimulado”, Eliziane Gama aparece `novamente a frente com 24,6% das intenções de votos; contra 20,2% do prefeito Edivaldo Júnior; 17,0% de Wellington do Curso; 7,2% da vereadora Rose Sales; 2,6% de Bintivi e 1,3% da deputada estadual Andrea Murad (PMDB), que na semana passada abriu mão da disputa em favor de Fábio Câmara.
Declararam que votariam nulo 23,1% dos eleitores e não souberam ou não quiseram responder, 4,1%.
Espontânea
Econométrica ouviu 997 eleitores em 52 bairros de São Luís

Econométrica ouviu 997 eleitores em 52 bairros de São Luís
A Pesquisa Econométrica também levantou um cenário do tipo “espontâneo” para a disputa eleitoral 2016 em São Luís. Neste, quando nenhum nome de pré-candidato é apresentado ao eleitor, Edivaldo Holanda Júnior aparece na primeira colocação, com 13,2% da preferência do eleitorado.
Eliziane Gama fica na segunda colocação, com 9,2% das intenções de votos, contra 5,8% de Wellington do Curso; 5,4% de João Castelo (PSDB); 2,7% de Rose Sales; 1,5% de Roseana Sarney (PMDB); 1,3% de Fábio Câmara; 0,6% de Bira do Pindaré (PSB); 0,6% de Neto Evangelista (PSDB); 0,4% de Tadeu Palácio (PP); 0,2% de Bentivi e 0,2% de Andrea Murad. Ao todo, 1,4% afirmou que votaria em “outros”; 1,4% disse que não votará em nenhum candidato e 56,0% não souberam ou não quiseram responder.
Mais
Apesar de ter lançado há pouco tempo sua pré-candidatura à Prefeitura de São Luís, o nome do deputado estadual Eduardo Braide (PMN) não apareceu na pesquisa Econométrica de intenções de votos.

Polícia Civil em greve a partir do dia 16

Ampla maioria dos policias civis votou pela greve por tempo indeterminado

Por considerar “imoral” proposta do governo, ampla maioria dos policias civis votou pela greve por tempo indeterminado
Os policiais civis do Maranhão, em Assembleia Geral convocada pelo Sindicato dos Policiais Civis-SINPOL/MA, decretaram nesta sexta-feira, 10/06, Greve Geral por tempo indeterminado, a partir da próxima quinta-feira, 16 de junho. A paralisação acontece a partir das 8h, na sede da Secretaria de Segurança Pública-SSPMA.
A categoria rejeitou, por ampla maioria, a proposta por eles considerada “imoral”, que foi apresentada pelo Governo do Estado, após meses de negociação.
O SINPOL-MA informou à categoria que na última quarta-feira, 08/06, o Secretário de Governo Antonio Nunes, apresentou que a proposta seria de 15%, sendo que ainda parcelada em três anos, sendo 6% a partir de junho de 2016, outros 6% em março de 2017, e por fim mais 3% em fevereiro de 2018, além de R$ 146,21 reais para a Gratificação de Dedicação Exclusiva, que seria incorporada no subsídio.
A categoria reivindica “Valorização da Carreira” e recomposição salarial, além de melhoria nas estruturas das delegacias, bem como aumento do efetivo, tecnologia e inteligência policial.
“Estamos passando por uma situação vexatória e com o pior cenário que poderíamos imaginar para a Polícia Civil. Até aqui participamos de 16 reuniões com os secretários para que agora nos fosse apresentada um valor que é vergonhoso apresentar para a categoria e que de imediato rejeitamos. Ano passado, o Governador do Estado tinha dito pessoalmente que manteria as negociações e que a Polícia Civil teria um reajuste condizente com a sua importância, no entanto, o que vemos é a total falta de respeito para com os policiais, o que reafirma a falta de valorização com todo o grupo APC da Polícia Civil”, disse Heleudo Moreira, presidente do SINPOL-MA.
O movimento
A Polícia Civil tinha deflagrando o movimento paredista no dia 03 de agosto de 2015, reivindicando melhorias salariais e de trabalho.
No entanto, após oito dias de greve, o governador do Estado do Maranhão Flávio Dino, reunido com a comissão do movimento, garantiu que iria rediscutir e reabrir o diálogo para a elaboração de tabelas salariais para 2016 e que as tabelas teriam recursos garantidos na Lei Orçamentária Anual-LOA.
Em maio de 2015, foi concedido reajuste aos Policiais Civis na ordem de 5% sobre o subsídio, o que representou cerca de R$ 190 reais para um policial civil em início de carreira, ao passo que, para os delegados de polícia, esse reajuste, até julho de 2016, gira em torno de R$ 5.400 reais, o que representa 40%. Tal reajuste aumentou ainda mais o abismo salarial existente entre as carreiras da Polícia Civil.
Diante dessa disparidade, o SINPOL/MA tentou, a todo custo, negociar com o secretariado do governo, com o fim de reduzir essa grande disparidade salarial e agraciar os Policiais Civis com uma remuneração justa.
Fonte: Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol)