Wellington cobra pela 12ª vez a reativação da Unidade de Zoonoses em São Luís

O deputado Wellington do Curso (PP) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, na manhã da última quinta-feira (7), para cobrar pela 12ª vez a reativação da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ).
A UVZ da capital é responsável pelo controle e recolhimento de animais infectados das ruas e não possui sede fixa, elevando assim os riscos à população. O deputado Wellington cobrou explicações da Prefeitura por não reativar a Unidade.
“Em onze oportunidades, já ocupamos a tribuna desta Casa para solicitar do prefeito Edivaldo Holanda Júnior mais respeito com a sociedade e com os animas. Duas questões: a primeira é a saúde pública e a segunda a falta de amor com os animais. O Prefeito não tem carinho e não tem respeito nem com os animais, nem com os seus criadores, tratadores, defensores, protetores dos animais, em São Luís. Hoje estamos solicitando pela 12ª vez ao Prefeito Edivaldo à reativação da Unidade de Zoonoses. A primeira solicitação foi feita em caráter de urgência, no dia 1º de setembro de 2015, ressaltamos a importância tendo em vista que, desde dezembro de 2012, está desativado, isso retrata a falta de respeito, carinho, amor com os animais, falta de atenção com a população”, disse o deputado.
Wellington ainda ressaltou duas audiências públicas realizadas em defesa dos animais e solicitou ao Governo do Estado, por meio de Indicação, a instalação de um Hospital Público Veterinário no Maranhão.
Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, em São Luís, já foram confirmados até maio deste ano, 23 casos de calazar, com o registro de 7 óbitos. Em 2015 foram 84 casos e 15 óbitos. Já em 2014 foram 93 casos e apenas 1 óbito. Em todo o Maranhão, foram 473 casos com 22 óbitos em 2014, já em 2015 foram 479 casos e 51 óbitos, até maio deste ano foram 89 casos e 8 óbitos.
Desativação do antigo Centro de Zoonoses
O Centro de Zoonoses foi criado em 1988 no Campus da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e foi desativado pela Prefeitura em 28 de novembro de 2012 por conta de denuncias e maus tratos com os animais.
Segundo a gestão municipal, em 2015, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), passou por uma ampla reforma e ampliação. Houve requalificação de todos os espaços físicos do Centro, como instalações elétricas e hidráulicas, recuperação dos laboratórios de entomologia e leishmaniose e pintura interna e externa do prédio, entre outras intervenções, como a construção de mais quatro canis para isolamento de animais para observação.
O CCZ não tinha cessão de direito do terreno que ocupava na Uema. Mesmo assim, com a reforma, a Prefeitura de São Luís desperdiçou R$ 184.826,60 (Cento e oitenta e quatro mil e oitocentos e vinte e seis reais e sessenta centavos).

PT fecha com Edivaldo e quer vaga de vice

O Partido dos Trabalhadores integrará o palanque do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT). A decisão foi tomada neste domingo, durante o Encontro de Tática Eleitoral da legenda, realizado na Assembleia Legislativa.
Por maioria de votos, o PT decidiu pelo apoio a Edivaldo, que assim ganha um aliado de peso em seu projeto de renovar o mandato. Outra opção do partido era lançar candidatura própria. Dois nomes disputavam a indicação: o deputado estadual Zé Inácio, que contava com o apoio de alguns dos principais líderes da sigla, e o advogado Mário Macieira, ex-presidente da OAB-MA.
Ao final, os petistas descartaram o projeto de candidatura própria, prevalecendo a proposta de aliança com o prefeito.
Como contrapartida, o PT deverá reivindicar a vaga de candidato a vice, acirrando, assim, a disputa pelo posto com as demais legendas que compõem o grupo político que marchará junto com Edivaldo. Nesse cenário, já cogita-se o nome do vereador Honorato Fernandes, que, inclusive, já foi líder do governo municipal na Câmara de Vereadores.
A ocupação de espaços já na atual administração municipal por indicação petista também é provável.

Wellington destaca participação popular em Plano de Governo Progressista

O pré-candidato a prefeito de São Luís, deputado Wellington do Curso (PP), afirmou que a participação popular continuará sendo um dos pontos de uma atuação, dessa vez como chefe do Executivo municipal. A afirmação foi feita durante a Sabatina Verde, evento realizado pelo PV nessa sexta-feira (08), no Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa.
Além de Wellington, participaram do evento os pré-candidatos Rose Sales (PMB), Eduardo Braide (PMN), João Bentivi (PHS), Eliziane Gama (PPS) e Fábio Câmara (PMDB).
Durante a sabatina, Wellington apresentou as propostas do Plano de Governo Progressista para o meio ambiente, em relação à destinação do lixo, política de Resíduos sólidos, atenção a saúde básica e preventiva, arborização da cidade, cuidados com os animais, a importância da educação ambiental, Revisao do Plano Diretor e, ainda, à metropolização da Grande Ilha.
“É dever nosso identificar as necessidades de nossa cidade. Com a participação popular e pautados na realidade ludovicense, construiremos a São Luís que queremos em nosso presente e como o nosso futuro”, afirmou.
Sobre o Plano Diretor, o pré-candidato progressista afirmou que, caso seja eleito prefeito de São Luís, pretende revisá-lo com a participação da população, respeitando as recomendações legais, recebendo assim a importância que é devida.
“Nós encaramos o revisão do Plano Diretor como algo essencial e urgente à administração de nossa cidade. É a base. Sem ele, não temos como construir a São Luís que queremos. Uma gestão que possa preparar São Luís para os próximos 10 e 20 anos. Por isso, nós faremos a revisão desse Plano contando com a ajuda da população. Queremos um plano coerente, legítimo e real”, disse.
Lixo
Wellington destacou também pontos relevantes quanto à destinação do lixo em São Luís, o que para ele, precisa ser analisado sob vários pontos.
“Implantaremos um aterro sanitário que realmente atenda a necessidade da população. Em nossa gestão, a coleta seletiva será realidade, como ocorre em outras cidades, a exemplo de Aracaju. Paralelo a isso, iremos ainda estimular a criação de cooperativas de reciclagem de lixo, criar o Centro de Triagem de Resíduos e implantar o projeto do Lixo Digital, pautado no recolhimento de materiais eletrônicos que não podem ser descartados no meio ambiente. A devida preocupação com o saneamento básico e saúde preventiva”.
O pré-candidato a prefeito de São Luís abordou ainda a questão da arborização da capital e apresentou soluções em relação ao abandono dos animais.
“Em nossa visão progressista, compreendemos que plantar árvore não é algo meramente paisagístico, mas uma preocupação necessária. Por isto, iremos priorizar os parques em nossa cidade, além de destinarmos atenção ao Plano Municipal de Arborização, que ainda não é realidade. Quanto ao abandono dos animais, que muito nos entristece, iremos reativar as ações da Unidade de Vigilância de Zoonoses e, em parceria com as ONG’s e protetores independentes, iremos enfatizar o cuidado que é devido ao ‘animais que não falam, mas tem direitos’. O Programa de Proteção Animal, que tem o incentivo ao acolhimento e à doação como um dos seus pontos principais, e o desenvolvimento de um Hospital Veterinário, em parceria com nossos estudantes, são projetos Progressistas que serão implantados em nossa capital.”
Ao final da sabatina, Wellington ratificou que, como sua pré-candidato nasceu da vontade popular, o ponto de partida da elaboração do Plano de Governo Progressista está sendo a participação popular, visita aos bairros e a zona rural, conversando com a comunidade, ouvindo a todos, ouvindo São Luís.
“Nossa pré-candidatura nasceu da vontade popular. Por isso nosso Plano de Governo está sendo construído com a participação popular. Estamos Ouvindo São Luís. Quero ser prefeito de São Luís por esse incentivo e a confiança que cada cidadão deposita em nosso nome, a renovação da esperança, a atitude como diferencial para que possamos resolver os problemas de nossa cidade. O meu objetivo como prefeito é o de honrar essa confiança, respeitando as pessoas e, então, lutar pela São Luís que nós queremos para o futuro. Devolver o brilho, valor e orgulho de ser Ludovicense”, concluiu.

Justiça determina continuidade da licitação do transporte coletivo de São Luís

O presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Bayma Araújo, decano da Corte, suspendeu liminar proferida pelo juiz da 7ª Vara Cível da capital, José Brígido da Silva Lages, que determinou a suspensão do processo de licitação do transporte coletivo de São Luís.
A liminar anulava todos os atos praticados após a exclusão do Consórcio Nova Ilha, formado pela empresas Cisne Branco Transportes e Turismo, Transporte e Logística e Edeconvias Construções e Locações no certame.
Em sua decisão, o desembargador Bayma Araújo entendeu que a paralisação do procedimento licitatório e a alteração de decisão da Comissão Permanente de Licitação, para inserir as empresas integrantes do consórcio no certame, configura-se lesão à ordem pública, ferindo um dos princípios basilares da Constituição Federal que é a independência entre os Poderes.
“Compete ao Poder Judiciário, tão somente, o controle da legalidade dos atos discricionários praticados pelo Poder Executivo, não podendo o controle judicial invadir o mérito administrativo, consubstanciado nos critérios da conveniência e oportunidades administrativas”, frisou o magistrado, acrescentando que nesse aspecto, a adoção de regras classificatórias em certame público – desde que não infrinjam a legalidade – estão excluídas da seara da atuação do Judiciário.
Bayma Araújo enfatizou que a paralisação de procedimento licitatório bem como a alteração da decisão da Comissão Permanente de Licitação, configura ingerência indevida, com o agravante de que as demais empresas licitantes se sentirão no direito de contestar judicialmente o edital do processo de licitação, sem que utilizem a impugnação devida no âmbito administrativo.
O magistrado ressaltou que a paralisação do procedimento licitatório e a consequente concretização do efeito multiplicador, causariam graves prejuízos à coletividade e aos cofres públicos. “Tal fato, por si só, tem o condão de gerar lesão à economia pública”, assinalou o desembargador Bayma Araújo.
Fonte: Tribunal de Justiça do Maranhão

Virgínia Barroso, a voz das comunidades

A pré-candidata a vereadora de São Luís pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC) Virginia Barroso, antiga militante em favor das causas sociais na área da Cidade Operária, tem se engajado bravamente para buscar melhorias em sua comunidade e vizinhanças.
Envolvida com as questões comunitárias desde 1988, sempre em busca de melhorias, Virginia Barroso é um nome já bem conhecido por sua liderança na região onde reside. Esforçada e preocupada com o bem estar da coletividade, ela sempre toma a frente das lutas por benfeitorias e pela solução de problemas em sua localidade, com persistência e muitas vezes com êxito.
Semáforo
Recentemente, a pré-candidata do PTC reivindicou, com sucesso, a ativação de um semáforo no cruzamento próximo à Delegacia Especial da Cidade Operária (Decop), trecho onde a sinalização fora instalada, mas não funcionava, o que provocava acidentes diários.
Além de mobilizar a imprensa, obtendo, assim, ampla repercussão para o problema, Virgínia produziu um vídeo em que expôs o risco de atropelamentos e colisões no movimentado trecho. O material viralizou nas redes sociais, com mais de 1.500 visualizações. No vídeo, ela solicitava pessoalmente a sinalização eletrônica. “Foi mais uma das muitas vitórias conquistadas por nossa liderança”, destaca.
Propostas
Virginia Barroso pretende ser a porta-voz incansável do povo na Câmara Municipal de São Luís, sempre intercedendo em favor da comunidade em sua relação com o poder público, de modo a cumprir sua missão de cobrar e fiscalizar o Poder Executivo municipal. “Assumindo o compromisso de fidelidade, peço o apoio de todos nessa missão. Na convicção de que, dentro daquela grande casa pública, saberei me portar com dignidade e farei com que a vontade e as necessidades dos meus eleitores sejam ouvidas”, propõe-se. “Serei a voz de vocês na Câmara e na Prefeitura de São Luís e os representarei fielmente, onde for necessário. Esse é o meu compromisso”, assegura Virginia Barroso.

São João dos Patos terá mutirão de saúde


A população de São João dos Patos receberá o próximo mutirão de saúde, que será realizado nesta sexta-feira, 8 de julho, no posto de saúde Dr. Pedro Guimarães, ao lado da Igreja de São Sebastião. A expectativa é para a realização de 150 atendimentos, a serem feitos por vários médicos, cujas especialidades vão de saúde da mulher, medicina cardiovascular, otorrino, entre outras. O atendimento começa às oito da manhã, por ordem de chegada.

Centenas de patoenses tem recebido, anualmente, atendimentos proporcionados pelos mutirões de saúde. As dificuldades de acesso a determinados atendimentos especializados levaram o suplente de vereador Flávio Barbosa a planejar e mobilizar autoridades locais para a realização dos mutirões, para que a população não tenha que recorrer às cidades piauienses vizinhas de Floriano ou Teresina para ter atendimentos de maior complexidade. Liderança conhecida por realizar trabalhos sociais na área da saúde desde 2007, Flávio Barbosa, atual presidente do PSB em São João dos Patos, é conhecido na região pela realização dos mutirões, sempre recebendo o apoio do prefeito Valdênio Souza, de São João dos Patos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, além de instituições privadas. Dessa vez, as Clínica Femine e Angiocor, entraram na parceria para garantir os atendimentos feitos pela Dra. Emanuelly de Andrade (proprietária da Clínica Femine), o Dr. Lázaro Laingnier (proprietário da Clínica Angiocor) e o Dr. Marcelo Borges.
Saiba abaixo quem fará os atendimentos e quais as especialidades que serão oferecidas no mutirão:
Dr Lázaro Laingnier Alves Pinto – Cirurgião geral, cirurgiao videolaparoscopico, angiologista, cirurgiao vascular, angiorradiologista e cirurgiao endovascular, Dr Marcelo Borges – Otorrinolaringologia Dra. Emanuelly Rocha de Andrade – Ginecologia e obstetrícia, atendimento de gestação de alto risco e patologia do trato genital inferior.

Wellington destaca atuação de André Fufuca como melhor deputado federal do Maranhão


Wellington ressaltou que André Fufuca licensiou-se temporariamente do mandato para trabalhar pelo fortalecimento do PP no Maranhão
Wellington e André Fufuca.

Wellington ressaltou que André Fufuca licenciou-se temporariamente do mandato para trabalhar pelo fortalecimento do PP no Maranhão.

O deputado Wellington do Curso (PP) destacou, na manhã desta quarta-feira (6), na Assembleia Legislativa do Maranhão a atuação do deputado Federal André Fufuca, presidente estadual do Partido Progressista (PP).
Em seu pronunciamento, Wellington ressaltou o nome de André Fufuca no ranking dos melhores deputados federais. 
“Quero destacar a presença do presidente estadual do Partido Progressista, André Fufuca, como o melhor deputado do Maranhão e melhor deputado do nordeste nesse ranking. André Fufuca que foi deputado estadual na legislatura passada e é um jovem médico, está no seu primeiro mandato de deputado federal, configurado no ranking dos deputados de todo o Brasil na 14ª colocação como um dos melhores. No mesmo ranking consta como primeiro do Maranhão e do Nordeste ”, destacou Wellington.
Wellington ainda concluiu ressaltando que André Fufuca era o coordenador da bancada federal em Brasília e está licenciado temporariamente para, inclusive, dar maior atenção nesse período de fortalecimento do Partido Progressista em todo o Estado, onde se tem mais de 70 pré-candidatos a prefeitos no Maranhão.

Meio ambiente: reunião define regras de sabatina a pré-candidatos à Prefeitura de São Luís

Reunião preparatória para a Sabatina Verde foi realizada na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa do Maranhão

Reunião preparatória para a Sabatina Verde foi realizada na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa do Maranhão
Definidas as regras para a Sabatina Verde, evento idealizado pelo deputado estadual Adriano Sarney, que visa reunir pré-candidatos à Prefeitura de São Luís para debater questões ambientais da cidade. Em reunião entre a coordenação do evento e representantes de partidos, nesta quarta-feira (6), foram discutidos vários detalhes como tempo de duração de cada resposta e especificidades dos temas ambientais a serem tratados.
A reunião preparatória para a Sabatina Verde, realizada na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa do Maranhão, foi coordenada pela vice-presidente do PV de São Luís, Gabrielle Soeiro e representantes de várias pré-candidatos.
A sabatina será realizada em dois blocos, sendo o primeiro destinado a perguntas elaboradas pela coordenação para os pré-candidatos. Cada pergunta deverá ser respondida em até três minutos (com dois minutos a mais de tolerância).
No segundo bloco a dinâmica será diferente. Cada pré-candidato terá mais tempo para responder um dos temas preestabelecidos, cinco minutos para abordar um tema livre e mais cinco minutos para as considerações finais.
A Sabatina Verde, que será coordenada pelo deputado estadual Adriano Sarney (PV), está marcada para sexta-feira, dia 8, no Auditório Neiva Moreira, do Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa, a partir das 9h (da manhã). O objetivo é discutir propostas de governo e debater uma pauta de ações ambientais.

Ministro determina quebra de sigilo bancário do deputado Waldir Maranhão

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a quebra de sigilo bancário do presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP/MA). Ele é investigado no Inquérito (INQ 3784) que apura indícios de recebimento de vantagens indevidas, por suposta atuação em prefeituras envolvidas em investimentos fraudulentos em fundos de previdência de servidores públicos municipais.

O relator acolheu o pedido de acesso aos dados bancários do parlamentar feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, mas negou a quebra do sigilo das contas da esposa de Maranhão. O ministro considerou que ela não é investigada e que o Ministério Público não apresentou justificativa que sustentasse tal acesso. 

“Defiro as diligências requeridas pelo procurador-geral da República exclusivamente em relação ao deputado federal Waldir Maranhão, único investigado, determinando que as informações apuradas sejam encaminhadas ao Supremo, documentando-as neste procedimento, em vez de enviá-las, diretamente, ao Ministério Público Federal, observado o sigilo”, determinou o ministro. 
O pedido foi feito a partir de informações obtidas em acordo sigiloso de colaboração premiada firmado entre o Ministério Público e uma testemunha em novembro de 2013 e homologado em março de 2014 pelo ministro Marco Aurélio. 
O processo quanto aos demais investigados que não possuem foro por prerrogativa de função tramita no Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Fonte: Supremo Tribunal Federal (STF)

Salários de deputados do Maranhão variam de R$ 25 mil a R$ 38 mil

A Assembleia Legislativa divulgou, ontem, os salários dos 42 deputados estaduais maranhenses e dos servidores do Poder Legislativo estadual, atendendo a uma decisão da Justiça. Os vencimentos dos parlamentares variam de R$ 25.322,25 a R$ 38.640,90.
O mais bem remunerado é o presidente Humberto Coutinho (PDT). Os menos aquinhoados são os deputados Neto Evangelista (PSDB), Sérgio Frota (PSDB) e Bira do Pindaré (PSB).
A grande maioria dos parlamentares – 31, ao todo – recebe R$ 28.512,00. Confira a lista:
salarios deputados