Debate na TV Difusora cancelado

Cancelado debate na TV Difusora

difusora-1O debate que seria realizado hoje (27), na TV Difusora vai ser cancelado em acordo com os coordenadores das coligações e a direção da emissora. Ocorre que o candidato Eduardo Braide (PMN), judicializou o debate, mesmo o Tribunal Superior Eleitoral – TSE, externando regras claras para os debates em todo o país. Assim sendo, outros candidatos como Claudicéia Durans (PSTU), Valdeny Barros (PSOL), Rose Sales (PMN) e Zé Luís Lago (PPL), já entraram com representação junto à justiça eleitoral para também se fazerem presentes no debate.
Um caso no mínimo estranho é que o partido do candidato Braide, o PMN, não tem assento na Câmara dos Deputados Federais, já o Partido da Mulher Brasileira – PMB, de Rose Sales tem 3 (três) cadeiras no legislativo federal.
Outro fator é o Partido Socialismo e Liberdade – PSOL, do candidato Valdeny Barros, tem 6 (seis) membros na Câmara.
A regra diz que os candidatos e candidatas filiados a partidos com mais de 9 (nove) deputados federais devem ser chamados nos debates com antecedência mínima de72h. Ficam aptos para participar dos debates nas emissoras de televisão e rádios os candidatos e candidatas filiados a partido político com representação superior a (9) nove parlamentares na Câmara dos Deputados e que tenham requerido o registro de candidatura na Justiça Eleitoral.
A Justiça Eleitoral do Maranhão, deferiu um pedido liminar do deputado Braide, e abriu um precedente imenso para outras siglas e coligações. A decisão foi do juiz eleitoral Eduardo Moreira, que estava no plantão do TRE-MA na manhã de ontem (26), em um mandado de segurança impetrado pela assessoria jurídica do candidato depois de o juiz Adelvam Nascimento Pereira, da 2ª zona eleitoral da capital, haver negado o mesmo pedido no sábado (24). O mesmo deverá ocorrer com os outros candidatos.
Por conta da Judicialização do Debate,  a Difusora já convocou para as 14h desta terça-feira uma reunião com candidatos ou seus representantes e deverá cancelar o debate em virtude da inviabilização do mesmo.
Isto sem contar que o apresentador do debate… Mas essa é outra estória!!!
Em tempo: São estes os partidos que atualmente tem representantes na Câmara dos Deputados e quantidade de cadeiras;
Bloco PP, PTB, PSC          72
Bloco PMDB, PEN            71
PT           58
PSDB     50
PR          42
PSD        35
PSB        33
DEM      27
PRB        22
PDT        19
Bloco PTN, PTdoB, PSL  18
SD          14
PCdoB  11
PPS        8
PHS        7
PROS     7
PV          6
PSOL     6
REDE     4
PMB      2
PRP       1

Prefeitura aumenta período de gratuidade nos estacionamentos

A Lei 6.113 de 09 de agosto de 2016, aumenta de 15 minutos para 30 minutos o período de gratuidade que os motoristas têm direito nos estacionamentos privados. Veja o que diz o artigo 1º da lei.img_2443
Uma excelente notícia. A Prefeitura de São Luís, na gestão Edivaldo Júnior, através de uma Lei Municipal determinou a ampliação do período mínimo de gratuidade nos estacionamentos privados na capital maranhense.
“Fica estabelecido que os usuários do serviço de estacionamento privado no Município de São Luís ficam isentos da cobrança de taxas, tarifas e afins nos primeiros 30 (trinta) minutos que permanecerem nesses estabelecimentos, devendo ser iniciada a cobrança de quaisquer ordem somente após esse período”. Clique no documento ao lado para ampliar.
Ou seja, a partir de agora os estacionamentos privados de shoppings, hospitais, aeroportos e assim por diante, só poderão começar a cobrar após 30 minutos. Caso o motorista deixe o estacionamento em até 30 minutos, ficará isento de qualquer taxa.
A lei, que foi publicada no Diário Oficial do Município no dia 20 de setembro de 2016, ainda ressalta que em caso de descumprimento da nova legislação, os motoristas devem acionar a Secretaria da Fazenda de São Luís para que sejam tomadas as devidas providências.
Mais um ponto positivo na gestão Edivaldo Júnior. Vale lembrar que quando foi vereador, Edivaldo travou uma luta histórica contra a famigerada Taxa do Lixo, na gestão Tadeu Palácio. Agora, como prefeito de São Luís, conseguiu realizar a licitação do transporte público, construir a Ponte Pai Inácio e ampliar a gratuidade nos estacionamentos privados de São Luís. Problemas históricos da capital maranhense, mas que estão solucionados, com responsabilidade e coragem.
Indiscutivelmente, uma excelente notícia.
do Blog Jorge Aragão

Instalado Comitê Gestor para Política de Atenção à Saúde no TJMA

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) teve, na última quinta-feira (22), instalado o seu Comitê Gestor de Atenção Integral à Saúde de Magistrados e Servidores, previsto na Resolução nº 207/2015 do Conselho Nacional de Justiça, que instituiu a política sobre o tema para o Judiciário brasileiro. O objetivo é atuar com foco específico em ações que promovam a saúde, bem-estar e qualidade de vida no trabalho dos servidores e magistrados da Justiça estadual.
A coordenação do comitê ficou a cargo do desembargador João Santana Sousa. A juíza Lorena Brandão é a magistrada representante do 1º Grau. Na área da gestão de Saúde, o médico coordenador do Serviço Médico do TJMA, José Luis Nascimento; e da gestão de pessoas, a diretora de Recursos Humanos do TJMA, Mariana Clementino Brandão. A secretaria do comitê ficou com o servidor Guilherme Neto.
“Com certeza com a colaboração de todos os membros deste comitê, conseguiremos colocar ações em prática que atendam todos os objetivos”, disse o desembargador João Santana.
Dentre as ações que seguem a Resolução nº 207/2015 do CNJ, o “Projeto Cuidar” que já está em prática é um deles. Visando garantir melhorias nos serviços médicos prestados aos magistrados e servidores, ele foi elaborado pela Coordenadoria de Serviço Médico, Odontológico e Psicossocial. 
As diretrizes do projeto preveem o desenvolvimento de ações de saúde voltadas para planejar, realizar e gerir iniciativas que visem à prevenção, detecção precoce e tratamento de doenças, além da reabilitação da saúde de magistrados e servidores, com a realização de exames médicos periódicos. Inclui-se, também, entre as diretrizes, a uniformização de critérios, procedimentos e prontuários com a instituição e monitoramento da Rede de Atenção à Saúde, de acordo com as peculiaridades regionais com base na Resolução do CNJ.
O projeto complementa as atividades já desenvolvidas nas áreas médica, odontológica e psicossocial, por meio de ações voltadas à promoção e à preservação da saúde física e mental do quadro de servidores.
Outra ação que deve integrar as atividades desenvolvidas em atenção à Saúde no âmbito do TJMA é a parceria com a Universidade Federal do Maranhão, através do projeto deles chamado UFMA Saudável, que abrange cinco áreas: Educação Física, Fisioterapia, Nutrição, Medicina e Psicologia. O objetivo é criar e promover melhores condições de possibilidade e de favorecimento da melhoria da saúde e da qualidade de vida dos servidores.
Assessoria de Comunicação do TJMA
asscom@tjma.jus.br
(98) 3198-4370

Duas pessoas são mortas carbonizadas dentro de veículo em Pio XII

Duas pessoas foram mortas carbonizadas dentro de um veículo Vectra, placa JFO-1400, de Imperatriz, na tarde de domingo (25).
Pelas informações de moradores, seis criminosos seriam os responsáveis pelo incêndio do veículo na estrada de acesso ao povoado Cordeiro, na cidade de Pio XII. Os criminosos fugiram pela BR-316, no sentido da cidade de Bacabal.
A Polícia Militar de Pio XII foi acionada por volta das 14h e o incêndio foi apagado com a ajuda do carro pipa da Fazenda Maratá. O crime tem características de acerto de contas e queima de arquivo.
A polícia acredita que as duas vítimas foram levadas para o local já sem vida. Até o momento, a polícia não conseguiu localizar o proprietário do veículo.
Acredita-se que a identificação das vítimas seja feita através de exame de DNA, pois os corpos foram consumidos pelo fogo.
salvo
Do Blog Antonio Martins.

Aeroporto de São Luís será privatizado em 2017

A Secretaria de Aviação Civil (SAC) atualizou nesta semana a lista de aeroportos brasileiros que serão privatizados em 2017 e incluiu o Marechal Hugo da Cunha Machado, de São Luís, entre os que deve ser concessionados no ano que vem.
A primeira lista continha apenas quatro aeroportos (Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador), mas a autoridade de aviação civil do Governo Federal incluiu, além do maranhense, outras nove unidades: Belém, Cuiabá, Curitiba, Foz do Iguaçu, Goiânia, Maceió, Manaus, Recife, e Vitória.
Segundo a Aeroflap, revista especializado no setor, a intenção do governo Michel Temer é deixar a operação de aeroportos de médio porte com a Infraero.
“Os terminais de grande porte serão entregues à iniciativa privada e os pequenos seriam repassados às respectivas prefeituras que, por sua vez, podem leiloar ao setor privado”, diz a publicação, que completa:
“Os dez novos aeroportos serão privatizados possivelmente a partir do segundo semestre de 2017. Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador receberão investimentos de R$ 6,5 bilhões. Os editais desses quatro terminais serão publicados até o fim deste ano e os leilões devem acontecer até o fim do primeiro trimestre de 2017”.

Via blog do Gilberto Léda

Com aplicativos para celular, eleitores podem fazer denúncias de compra de votos

De olho na conectividade cada vez maior dos brasileiros, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desenvolveu 11 aplicativos para smartphones e tablets para que os eleitores participem mais ativamente do processo eleitoral deste ano. Com os apps, é possível acompanhar o resultado das eleições municipais, fazer denúncias de irregularidades e até participar da verificação do número de votos registrados nas urnas eletrônicas.
“Desde que o processo se tornou informatizado, há 20 anos, o compromisso da Justiça Eleitoral é justamente utilizar os recursos e as funcionalidades que a tecnologia proporciona e evoluir o processo eleitoral na mesma velocidade que evolui a tecnologia”, diz o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino. Os aplicativos estão disponíveis para as plataformasIOS e Android. Atualmente, existem mais de 196 milhões de acessos em internet móvel no país, incluindo 3G e 4G.
Uma das principais apostas do TSE para este ano é o aplicativo Pardal, que permite que os eleitores façam denúncias de propaganda eleitoral irregular, tanto nas ruas como na internet e em veículos de comunicação. A denúncia é feita pelo próprio aplicativo, com o envio de fotos, vídeos ou áudios. Por exemplo, se um eleitor encontrar um outdoor de um candidato na rua, que é proibido, pode tirar uma foto e mandar pelo aplicativo, que automaticamente envia a denúncia para análise do Ministério Público Eleitoral. Também é possível denunciar outras irregularidades como compra de votos, uso da máquina administrativa ou gastos irregulares.
Veja aqui quais são as condutas proibidas aos candidatos.
Em três semanas, o aplicativo já recebeu mais de 25 mil registros de irregularidades de todo o país. Janino estima que o número de denúncias deve subir com a proximidade das eleições, mas destaca que mais importante que isso é o caráter pedagógico das denúncias. “Sabendo que está sendo vigiado pelo cidadão, o candidato tem um comportamento adequado ao que prevê a lei”, diz.
Outra novidade deste ano é o aplicativo Boletim na Mão, que permite que, ao final da votação, os eleitores conheçam os votos depositados em uma urna eletrônica específica. Quando a eleição é encerrada, a urna apura os votos automaticamente e imprime o resultado em papel, que é distribuído para os fiscais e afixado na porta da seção eleitoral. O boletim tem um QR code, que é uma espécie de código de barras que pode ser escaneado pela maioria dos aparelhos celulares com câmera fotográfica. Com esse código, por meio do aplicativo, o cidadão poderá ter as informações dos votos daquela urna para depois comparar com o que é divulgado oficialmente.
“É uma forma de o cidadão comum também acompanhar e auditar o trâmite das informações que saem das urnas eletrônicas. É um processo simples, mas de uma importância estratégica, porque significa que no exato momento em que se encerra a votação o resultado já se torna de conhecimento público. Então, tudo o que acontece dali para a frente é facilmente verificável”, explica Janino.
Com o aplicativo Candidaturas, o eleitor pode analisar os dados de cada candidato, como nome, foto, planos de governo e dados de prestação de contas. O eleitor também pode “favoritar” seu candidato, para acompanhar seu desempenho posteriormente. “Essa é uma característica do eleitor brasileiro, de esquecer do candidato em quem votou, principalmente considerando nos cargos proporcionais”, diz o secretário do TSE.
Alguns aplicativos ainda não estão disponíveis, mas poderão ser baixados nos próximos dias. É o caso do Onde Votar ou Justificar, que informa o local exato de votação e o melhor caminho para que o eleitor vá até sua seção. O aplicativo Resultados, que permite o acompanhamento da totalização de votos em todos os municípios em tempo real, também deve ser disponibilizado em breve. Esse foi o aplicativo mais baixado da Apple Storeem 2014 nas vésperas das eleições. Nas eleições 2014, o TSE colocou quatro aplicativos à disposição dos eleitores.
Alguns aplicativos são mais voltados para os funcionários da Justiça Eleitoral, como o Mesários, que disponibiliza informações para quem vai trabalhar nas eleições, como a forma de preparar a seção, a identificação do eleitor e a proibição de propaganda no dia da votação. O QRUEL e oCheckup da Urna são para uso de servidores da Justiça Eleitoral e servem para verificar o funcionamento correto das urnas eletrônicas.
Todos os aplicativos foram desenvolvidos de forma colaborativa por técnicos do TSE e dos tribunais regionais em todo o país. Para o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, essa tecnologia contribui para uma maior participação dos cidadãos no processo eleitoral. “Os aplicativos trazem informações consistentes, de uma forma facilitada, objetiva e didática, e permitem que o eleitor interaja no processo, buscando cada vez mais um processo democrático e rígido com relação ao cumprimento das leis e dos direitos do cidadão brasileiro”, diz.
Veja os aplicativos disponibilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral para as eleições deste ano:
Pardal – Permite a notificação de irregularidades nas campanhas. Ao identificar um problema, o cidadão tira uma foto e, por meio do aplicativo, envia as evidências para a Justiça Eleitoral no estado ou município, que fará a análise da denúncia.


Candidaturas – Permite que o eleitor acompanhe o seu candidato e acesse informações como nome, número, situação do registro de candidatura, cargo, partido, coligação e o link para o site do candidato. O dispositivo também exibe os dados da prestação de contas dos políticos.

Aliança CV/PCC assume rebelião em Pedrinhas

Presos amotinados em meio às labaredas e à destruição causada pelo incêndio

Presos amotinados em meio às labaredas e à destruição causada pelo incêndio
Presos incendiaram o Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas (CDP) na tarde deste sábado. Imagens propagadas em redes sociais mostram um pavilhão em chamas e detentos em meio às labaredas. Um forte aparato policial foi destacado para o presídio para conter o motim.
Fonte do blog informou que a rebelião é comandada por presos ligados às facções Comando Vermelho (CV) e Primeiro Comando da Capital (PCC), originárias das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, que arregimentaram membros em São Luís.
O motivo do motim seria as condições desfavoráveis que às detentos quais os detentos alegam estar sendo submetidos no Cadeião.
Preso rebelado incendeia corredor do Cadeião de Pedrinhas

Preso rebelado incendeia corredor do Cadeião de Pedrinhas
Os amotinados estão armados com chuços e outros tipos de armas brancas. Ainda não há informação oficial sobre reféns, mortos ou feridos.
De mãos dadas, mulheres e outros parentes de presos fazem oração do lado de fora do Cadeião

De mãos dadas, mulheres e outros parentes de presos fazem oração do lado de fora do Cadeião
É a primeira rebelião enfrentada pelo governador Flávio Dino em quase 21 meses de gestão. Assista ao vídeo, gravado pelos próprios rebelados e transmitido via Whatsapp:

Rebelião em Pedrinhas

Presos deram inicio a uma rebelião no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O motim está restrito, até agora, ao Centro de Detenção Provisória (CDP), o popular Cadeião.
Ainda não há informações sobre reféns, mortos ou feridos. Nem sobre os possíveis estragos causados pelos detentos no presídio.
Não se sabe, também, quais reivindicações dos presos rebelados. Mas uma coisa é certa: os envolvidos integram uma ou mais facções criminosas que disputam o controle do tráfico em São Luís e no complexo prisional, espalhando clima de terror em toda a cidade.
Nesta sexta-feira, o Comando Geral da Policia Militar já havia transmitido um alerta geral para toda a tropa, em razão da ameaça não só de rebelião, mas também de novos ataques incendiários a ônibus. Veja abaixo:
IMG-20160924-WA0101

Dia “D” de multivacinação ocorre neste sábado (24) em todo o país

O Ministério da Saúde orientou estados e municípios a manterem salas de vacinação em atividade durante todo o dia. A mobilização tem como objetivo a atualização da caderneta de crianças e adolescentes
Para garantir que nenhuma criança até cinco anos de idade ou entre 9 e 15 anos fique de fora da campanha de multivacinação deste ano, os postos de vacinação estarão abertos neste sábado (24), em todo o país. A orientação do Ministério da Saúde aos estados e municípios é que as salas de vacinação permaneçam em atividade durante todo o dia, no entanto, os horários de funcionamento ficam a cargo dos gestores locais de saúde e podem variar de uma cidade para outra. O objetivo do “Dia D” é dar mais uma oportunidade aos pais e responsáveis de garantirem a proteção das crianças e adolescentes.
Além das salas fixas nas unidades de saúde, o “Dia D” da Campanha Nacional de Multivacinação terá ainda postos volantes em escolas, praças e outros locais públicos. A expectativa é que o sábado de vacinação envolva mais de 350 mil profissionais de saúde em todo o país, além de 42 mil veículos, entre terrestres e fluviais, que irão assegurar a vacinação em locais de difícil acesso.
O foco da campanha, que será realizada até 30 de setembro, é mobilizar os pais ou responsáveis a levarem seus filhos para atualizar o cartão de vacinação. Neste ano, a ação é voltada para crianças (menores de cinco anos e de nove anos) e adolescentes (entre 10 e 15 anos incompletos). Devem comparecer aos postos todas as crianças e adolescentes nessa faixa etária, para que seja possível identificar quais doses estão em atraso ou devem ter o esquema iniciado. Serão disponibilizadas vacinas do calendário da criança e do adolescente, como tuberculose, rotavírus, sarampo, rubéola, coqueluche, caxumba, HPV, entre outras.
Para isso, o Ministério da Saúde enviou aos estados 19,2 milhões de unidades extras de 14 vacinas. Ao todo, foram enviadas às unidades da federação 26,8 milhões de doses, que servem tanto para a vacinação de rotina do mês de setembro (7,6 milhões) quanto para a campanha (19,2 milhões).
Com a campanha de vacinação, o Ministério espera a redução das doenças imunopreveníveis no país e diminuir o abandono à vacinação. Como a vacinação será de forma seletiva para a população alvo, não há meta a ser alcançada.
Para reforçar a mobilização, o Ministério da Saúde lançou campanha publicitária com o slogan “Todo mundo unido, fica mais protegido”. A campanha já está sendo veiculada na televisão, rádio e internet, com vídeos, banners, cartazes, jingles e filme especial com a participação do grupo Carreta Furação.
MUDANÇAS NO CALENDÁRIO – Em janeiro de 2016, o ministério promoveu alteração no esquema vacinal de quatro vacinas: poliomielite, HPV, meningocócica C (conjugada) e pneumocócica 10 valente. O Calendário Nacional de Vacinação tem alterações rotineiras e periódicas em função de mudança na situação epidemiológica, nas indicações das vacinas ou na incorporação de novas vacinas. Mudanças deste ano: 
POLIOMIELITE – O esquema vacinal contra a poliomielite passou a ser de três doses da vacina injetável – VIP (2, 4 e 6 meses) e mais duas doses de reforço com a vacina oral – VOP (gotinha). Até 2015, o esquema era de duas injetáveis (VIP) e três orais (VOP). A mudança está de acordo com a orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e como parte do processo de erradicação mundial da pólio. Vale ressaltar que essa substituição não prejudica a proteção das crianças, que já ficam imunizadas com as três doses injetáveis.
HPV – O esquema vacinal passou de três para duas doses, com intervalo de seis meses entre elas. Os estudos recentes mostram que o esquema com duas doses apresenta uma resposta de anticorpos em meninas saudáveis de 9 a 14 anos não inferior quando comparada com a resposta imune de mulheres de 15 a 25 anos que receberam três doses. As mulheres vivendo com HIV entre 9 a 26 anos devem continuar recebendo o esquema de três doses.
MENINGOCÓCICA – O reforço, que anteriormente era administrado aos 15 meses, passou a ser administrado aos 12 meses, preferencialmente, podendo ser feito até os 4 anos. As primeiras doses da meningocócica continuam sendo realizadas aos 3 e 5 meses.
PNEUMOCÓCICA- Redução de uma dose na vacina pneumocócica 10 valente. Passou a ser administrada em duas doses, aos 2 e 4 meses, com um reforço preferencialmente aos 12 meses, que pode ser recebido até os 4 anos. Essa recomendação também foi tomada em virtude dos estudos mostrarem que o esquema de duas doses mais um reforço tem a mesma efetividade do esquema três doses mais um reforço.
PNI – Atualmente, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) distribui cerca de 300 milhões de imunobiológicos anualmente, dentre vacinas e soros, além de oferecer à população todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no Calendário Nacional de Vacinação. Nos últimos cinco anos, o orçamento do PNI cresceu mais de 140%, passando de R$ 1,2 bilhão, em 2010, para R$ 2,9 bilhões, em 2015.
Por Camila Bogaz e Nivaldo Coelho, da Agência Saúde 
Atendimento à imprensa – Ascom/MS
(61) 3315-2005/2577/3435

Aníbal Lins quer plano integrado de agricultura em toda a Ilha de São Luís

O candidato a vereador de São Luís Aníbal Lins (90121) vem comprovando porque é um dos favoritos a conquistar uma vaga na Câmara de Vereadores da capital maranhense. Em sua plataforma de trabalho proposta para a atividade parlamentar, Lins defende um plano integrado de incentivo à agricultura familiar, como forma de abastecer os municípios da ilha e gerar renda pra milhares de famílias.
Ao defender a viabilidade de sua proposta, Aníbal Lins destaca que algumas ações em São Luís só podem ser pensadas de maneira conjunta com os outros três municípios da Grande Ilha. “Nós precisamos de um plano de agricultura que garanta o abastecimento da nossa ilha, gere emprego e renda e preserve os recursos naturais do nosso ecossistema. É preciso vontade política para reunir diversos atores em torno dessa causa e eu vou lutar para promover essa articulação”, garantiu o candidato.
Atualmente quase todo o alimento consumido na Grande São Luís é oriundo de outros estados e a pouca produção de São Luís se resume uma pequena variedade de legumes, verduras, hortaliças e frutas. Aníbal Lins promete incentivar a inclusão de novas culturas e lutar pelo apoio a linhas de crédito e outras formas de melhorar a infraestrutura de produção.
“O pequeno agricultor precisa ter no poder público um parceiro. Com investimento na agricultura familiar – dentro de um projeto de manejo sustentável dos recursos disponíveis – é possível garantir maior produtividade e alimentos de qualidade e a preços menores para todos que residem na nossa ilha. Essa ação conjunta é necessária, porque os números revelam que a população vem crescendo rapidamente e precisamos garantir alimento para todos”, lembra Lins.
Projeto Mais Peixe
Percorrendo as comunidades rurais de São Luís, Aníbal Lins também constatou o grande potencial para a produção de pescados e mais uma vez a falta de apoio por parte do poder público. Aníbal vai propor e lutar pela implantação de medidas para o aumento da produtividade, tais como fortalecimento de cooperativas, parcerias com instituições de pesquisas e qualificação do processo de produção.
“Assim como na agricultura, quero propor um plano integrado para incentivo à produção de pescados em açudes na Grande Ilha. Temos um povo destemido e trabalhador e estou certo de que com os investimentos podemos produzir ainda mais e gerar emprego e renda para nossa população”, garante Aníbal Lins.