Prefeitura faz vistoria técnica na U.E.B. Darcy Ribeiro

Prefeitura faz vistoria técnica na U.E.B. Darcy Ribeiro

Prefeitura faz vistoria técnica na escola Darcy Ribeiro e aguarda laudos para iniciar recuperaçãoA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), voltou, na manhã desta terça-feira (28), à Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Darcy Ribeiro, no Sacavém, para uma vistoria técnica ao local do incidente ocorrido na tarde de segunda-feira (27). A Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar também estiveram no local. A vistoria teve por objetivo fazer a avaliação estrutural do prédio, e avaliar possíveis causas do ocorrido, bem como detalhar as intervenções que serão necessárias no local.Na noite de segunda-feira (27), o prefeito Edivaldo foi à escola e determinou o início imediato das ações de reforma do espaço. Na ocasião, o chefe do executivo municipal destacou o empenho da Prefeitura em dar uma resposta rápida à população, em especial às famílias que têm filhos matriculados no colégio.

O prefeito garantiu, naquela oportunidade, a continuidade do ano letivo na U.E.B. Darcy Ribeiro. A Semed afirma que os alunos não serão prejudicados e fará a reposição das aulas. “Os dias letivos serão integralmente repostos mediante calendário suplementar a ser elaborado pela Semed em diálogo com a comunidade escolar”, atesta o secretário de Educação, Moacir Feitosa.

VISTORIA

Na vistoria realizada pela Semed, foi analisada toda estrutura da cobertura, sendo fiscalizados, emergencialmente, o telhado e a parte elétrica. De posse do laudo, a equipe de engenharia da Semed poderá dar início aos trabalhos, com foco no que foi levantado. As demais escolas da rede também passarão por vistoria.

“Estamos buscando dar toda a celeridade às intervenções que a escola precisa para retomar o calendário, em cumprimento à determinação do prefeito Edivaldo de que a unidades esteja apta, o quanto antes, para voltar a receber os estudantes”, disse o secretário Moacir Feitosa.

INTERVENÇÕES

O plano de requalificação estrutural da rede municipal de ensino está em curso desde o início da primeira gestao do prefeito Edivaldo e, só no ano passado, garantiu a requalificação estrutural de mais de 50 unidades escolares. Atualmente, a Prefeitura de São Luís executa obras de manutenção e requalificação em mais de 40 escolas, com prioridade para casos emergenciais e de maior vulnerabilidade.

Vice-prefeito Júlio Pinheiro parabeniza os 95 anos do partido PCdoB

PCdoB realiza atos em comemoração aos seus 95 anos de luta

O aniversário de 95 anos do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) comemorado neste sábado (25) mobilizou todo o Brasil pelo restabelecimento da democracia no país e contra o retrocesso nos direitos sociais. Os atos foram realizados em vários estados. O PCdoB mobilizou seus militantes, parceiros políticos e amigos para um grande ato político cultural na cidade em que o Partido foi fundado em 1922, na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro.

Vice-prefeito parabeniza os 95 anos do partido PCdoB

Em São Luís o ato de  comemoração aos seus 95 anos de história, foi na noite da segunda-feira (27) no Hotel Grand São Luís Hotel. O vice- prefeito Júlio Pinheiro em seu discurso parabenizou  os 95 anos de existência do  PCdoB,  declarando que tem muito orgulho de fazer parte desta família que, representa com muito orgulho essa importante agremiação que tem sido uma escola de fraternidade e luta por justiça social e democracia.

Estiveram presentes os deputados estaduais do partido Ohtelino Neto, Marco Aurélio, Ana do Gás e Levi Pontes. O deputado federal pedetista Weverton Rocha também esteve presente. O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, e o de Paço do Lumiar, Domingos Dutra também prestigiaram o evento.

Assista o discurso completo no vídeo abaixo.

 

Desfalque de quase 668 mil da merenda escolar

Um levantamento feito pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) apontou irregularidades na gestão de verbas para compra da merenda escolar em sete municípios do Maranhão. Os vícios detectados vão desde falta de comprovação documental das despesas realizadas a pagamentos por gêneros alimentícios não recebidos, sobrepreço e até desvio de merenda. O prejuízo somado aos cofres públicos é de mais de R$ 667 mil.

Na fiscalização federal, que abrangeu o perídio entre 2011 e 2015 e foi divulgada mês passado, foi feita uma devassa na aplicação dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). As cidades maranhenses onde foram detectados vícios são Itaipava do Grajaú, Balsas, Araguanã, Brejo de Areia, Coelho Neto, Maranhãozinho e Presidente Médici.

Montante desviado da merenda escolar foi de quase R$ 668 mil

Em Balsas, por exemplo, foram identificados pagamentos efetuados por gêneros alimentícios não recebidos, o que gerou um desfalque de R$ 57.750,00. Para punir o ilícito, a CGU anunciou a adoção das medidas administrativas necessárias ao ressarcimento do valor desviado e, caso não haja êxito, será instaurada tomada de contas especial.

Já em Presidente Médici, houve dupla ilegalidade: a realização de gastos se a devida comprovação e a contratação de empresa sem capacidade operacional para fornecer a merenda. Juntas, as duas irregularidades constatadas resultaram em um prejuízo de quase R$ 224.mil.

Desvio de merenda

O maior desfalque, de quase R$ 200 mil, ocorreu em Coelho Neto. No município, a fiscalização federal constatou a aquisição de gêneros alimentícios – comprovada por meio de notas fiscais – não distribuídos às escolas e/ou utilizados de modo a cumprir a finalidade do PNAE.

Outra ilegalidade verificada em Coelho Neto foi a falta de comprovação documental de despesas realizadas. Em ambos os casos, foi determinada a adoção de medidas administrativas necessárias ao ressarcimento dos valores pagos por produtos não recebidos e, caso não obtenha êxito, instaurar a tomada de contas especial.

Confira as ilegalidades constatadas em cada município, o desfalque em cifras e as sanções determinadas pela CGU:

Prefeito Edivaldo determinou o imediato das obras de reforma da Unidade de Educação Básica (U.E.B), Darcy Ribeiro

Prefeito Edivaldo determinou o imediato  das obras de reforma da Unidade de Educação Básica (U.E.B), Darcy Ribeiro, localizada no bairro do Sacavém. O anúncio foi feito na noite desta segunda-feira (27) durante vistoria realizada pelo prefeito Edivaldo à unidade de ensino. O prefeito vistoriou a situação da unidade e pediu celeridade nos trabalho de recuperação do prédio.

A medida é parte do conjunto de providências adotadas pela Prefeitura de São Luís após o incidente ocorrido na tarde de hoje, quando parte do teto da escola não resistiu às fortes chuvas e desabou. De imediato, a Prefeitura de São Luís acionou o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil,  o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a Polícia Militar. Uma equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação (Semed) também foi deslocada para o prédio em caráter de urgência, com o objetivo de avaliar a situação e prestar esclarecimentos a familiares de estudantes.

“Durante todo o dia tivemos uma chuva intensa na cidade. Tomamos todas as providências necessárias com a maior rapidez possível, no intuito de dar uma resposta rápida à população da nossa cidade, para solucionar esta questão. O prédio da escola vai passar por uma vistoria e, logo em seguida, iniciaremos as intervenções estruturais no prédio”, explicou o prefeito Edivaldo. Durante a vistoria nas instalações da escola, ele estava acompanhado do vice-prefeito, Júlio Pinheiro; e dos secretários Lula Fylho (Governo), Moacir Feitosa (Educação) e Jota Pinto (Articulação Política).

O prefeito garantiu ainda a continuidade do ano letivo na U.E.B. Darcy Ribeiro, determinando que, enquanto prosseguirem os trabalhos de requalificação estrutural, as crianças sejam alocadas em um novo espaço nas proximidades. Edivaldo ressaltou ainda que a Prefeitura de São Luís segue com o cronograma de requalificação estrutural das unidades de ensino, em curso desde o início da sua primeira gestão.

O secretário de Educação, Moacir Feitosa, afirmou que já nesta terça-feira a equipe técnica da Semed iniciará as providências para que os estudantes sejam realocados em um outro espaço enquanto são realizadas as intervenções na U.E.B. Darcy Ribeiro. “Daremos celeridade no cumprimento da determinação do prefeito Edivaldo, trabalhando para garantir aos estudantes a retomada das aulas no menor tempo possível”, disse o secretário Moacir Feitosa.

NA DEFESA DA VIDA E NA DENÚNCIA CONTRA A TORTURA


O vice-prefeito de São Luís, professor Julio Pinheiro, defende o respeito aos direitos humanos em roda de conversa sobre tortura e a violência, um tributo ao artista popular Gerô, assassinado brutalmente pela polícia em 2007. A roda de conversa foi seguida de show de artistas populares denunciando a violação do direito mais importante do ser humano: a vida. Foi no Centro de Criatividade Odilo Costa Filho, dia 22 de março, Dia Estadual de Combate à Tortura e dia que marca a brutalidade policial contra Jeremias Pereira, o negro Gerô, espancado até a morte após ser preso e confundido com um assaltante.

Prefeito Edivaldo visita trabalho social realizado na Casa do Bairro da Prefeitura de São Luís

Prefeito Edivaldo visita trabalho social realizado na Casa do Bairro da Prefeitura de São Luís“Estamos ampliando e fortalecendo cada vez mais nossas ações na área socioassistencial, o que nos tem possibilitado resgatar muitas de nossas crianças que passavam por situações degradantes ocasionadas pelas mais diversas formas de violência, como o trabalho infantil, por exemplo”, afirmou o prefeito Edivaldo, durante visita realizada na manhã desta quinta-feira (23), à Casa do Bairro, equipamento social da Prefeitura de São Luís, localizada no Centro Histórico. O gestor, que estava acompanhado da primeira-dama Camila Holanda e do vice-prefeito Julio Pinheiro, foi ver de perto as ações realizadas na instituição.

A Casa do Bairro congrega ações sociais executadas pela Prefeitura em atenção às crianças e adolescentes em situações de vulnerabilidade e risco social. Estas práticas colocaram São Luís entre as onze cidades brasileiras, destas três capitais, na qual a Organização Internacional do Trabalho (OIT) está realizando levantamento das ações de enfrentamento para erradicação do trabalho infantil.

O reconhecimento atribuído ao município de São é devido ao desenvolvimento, com êxito, das ‘Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Aepeti)’, na capital. “A menção positiva desse importante organismo internacional nos impulsiona e estimula ainda mais a trabalhar pelo social em nosso município, na busca pela proteção de nossas crianças e adolescentes, para que elas tenham uma vida mais digna”, frisou o prefeito Edivaldo.

A titular da Secretaria Municipal da Assistência Social (Semcas), Andreia Lauande, destacou que além de criar a Casa do Bairro, a Prefeitura de São Luís resgatou e revitalizou outros projetos socioassistenciais da capital, como o Circo Escola – que estava com suas atividades paralisadas – e o Centro de Convivência da Vila Luizão.

“Além dessas instituições, temos outras 60 entidades conveniadas com o município, todas referenciadas pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras), que também executam os Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Muitas das ações ali desenvolvidas são destinadas ao enfrentamento do trabalho infantil, o que revela que a gestão do prefeito Edivaldo muito tem feito para combater essa prática criminosa em nossa cidade, mas trabalhamos para avançar ainda mais na área”, observou Andreia Lauande.

A CASA

A casa do Bairro é um dos equipamentos sociais mantidos pela Prefeitura de São Luís, onde são executadas ações do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), da Semcas. O espaço tem como propósito promover atividades que venham contribuir para tirar as crianças das ruas, combater o trabalho infantil, promover a inclusão social e a redução do índice de criminalidade.

Atualmente, 120 pessoas entre crianças, adolescentes e idosos, são atendidos no local, com oficinas de capoeira, teatro, música, dança, rodas de leitura e outras atividades socioeducativas. Criado para ocupar com qualidade um espaço no Centro Histórico, que antes servia de abrigo a usuários de drogas e era dominado pela insegurança, a Casa do Bairro deu novo sentido às instalações e desenvolve ações que ajudam a mudar realidade das pessoas que se beneficiam do projeto.

Os adolescentes Hilton Carvalho, 16 anos, e Emily Carolaine, 13 anos, são alguns dos jovens moradores do Centro Histórico beneficiados pelo projeto. Eles fazem aulas de teatro e capoeira na Casa do Bairro e relatam que adoram participar também de outras atividades desenvolvidas na instituição. “Quando não estava na escola, eu só ficava na rua, sem fazer nada. Mas agora eu frequento a oficina de teatro aqui e estou gostando muito”, disse Hilton. As crianças e adolescentes beneficiários do projeto participam da ação no contraturno da escola.

ATIVIDADES

Além da qualificação e do lazer, as atividades realizadas buscam fortalecer sentimento de pertencimento e identidade, valorizando e respeitando as configurações sociais locais, assim como os costumes, história e cultura. No local são desenvolvidas ainda ações do programa Crack é Possível Vencer e realizadas consultas médicas de pediatria e clínica geral aos participantes do projeto.

O trabalho na Casa do Bairro é executado numa ação integrada que envolve diversos órgãos, entre estes a Subprefeitura do Centro Histórico, as secretarias municipais de Segurança com Cidadania (Semusc) e Saúde (Semus). O projeto conta ainda com a participação da União de Moradores, que funciona como uma ponte entre a Prefeitura e a comunidade local.

Fotos: Baeta

Maioria dos deputados federais maranhenses votou a favor do trabalho temporário no país

Mesmo sob forte protesto da oposição, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira, projeto de lei de 19 anos atrás que permite terceirização irrestrita em empresas privadas e no serviço público. A proposta também amplia a permissão para contratação de trabalhadores temporários, dos atuais três meses para até nove meses — seis meses, renováveis por mais três.

BRASÍLIA – ­Nove dos 15 deputados federais da bancada maranhense que votaram na noite desta quarta­feira (22) foram a favor da polêmica proposta que regulamenta a terceirização e o trabalho temporário no país. O texto foi aprovado, sob protesto da oposição, por 231 votos a 188. Foram registradas 8 abstenções.

O placar mostra que o governo terá dificuldades para aprovar as reformas trabalhista e, principalmente, a da Previdência, que será votada por meio de Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que exige um mínimo de 308 votos favoráveis na Câmara.

Entre outras coisas, o projeto de lei (PL 4302/98) permite a terceirização até da atividade-­fim de uma empresa. Ou seja, uma escola poderá terceirizar não apenas o serviço de limpeza, mas a contratação de seus professores, por exemplo

A Câmara não pôde incluir inovações no texto. Isso porque a proposta, de 1998, já tinha passado uma vez pela Casa, em 2000, e pelo Senado, em 2002. Com isso, deputados só puderam escolher se mantinham integral ou parcialmente o texto aprovado pelo Senado ou se retomavam, integral ou parcialmente, a redação da Câmara.

O texto final aprovado, que seguirá para sanção do presidente Michel Temer, autoriza a terceirização em todas as atividades, inclusive na atividade­-fim. Atualmente, jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho (TSE) proíbe terceirizar a atividade-­fim da empresa. Por exemplo, um banco não pode terceirizar os atendentes do caixa.

No caso do serviço público, a exceção da terceirização será para atividades que são exercidas por carreiras de Estado, como juízes, promotores, procuradores, auditores, fiscais e policiais Outras funções, mesmo que ligadas a atividade-­fim, poderão ser terceirizadas em órgãos ou empresas públicas.

Veja como cada deputado maranhense votou:

Aluísio Mendes (PTN) ­ Sim

Cleber Verde (PRB) ­ Sim

Eliziane Gama (PPS) ­ Não

Hildo Rocha (PMDB) ­ Sim

João Marcelo Souza (PMDB) ­ Sim

José Reinaldo (PSB) ­ Sim

Julião Amin Castro (PDT) ­ Não

Júnior Marreca (PEN) ­ Sim

Juscelino Filho (DEM) ­ Sim

Pedro Fernandes (PTB) ­ Sim

Rubens Pereira Júnior (PCdoB) ­ Não

Victor Mendes (PSD) ­ Sim

Waldir Maranhão (PP) ­ Não

Weverton Rocha (PDT) ­ Não

Zé Carlos (PT) ­ Não

 

Desenvolvido pela Prefeitura, PAA estimula alimentação saudável e valoriza produção local

Programa de Aquisição de Alimentos da Prefeitura de São Luís chega à famílias do Maracanã“Chegaram na hora certa”, diz o aposentado Antônio Fernando Santos Bezerra, 71 anos, beneficiado com entrega das cestas do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), no bairro do Maracanã. Satisfeito, ele afirma que o programa é de grande ajuda para quem é menos favorecido. A família do seu Antônio foi uma das 200 cadastradas no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) da região que foram beneficiadas com os produtos. A entrega aconteceu no Instituto Federal do Maranhão (IFMA) – Campus Maracanã.

Na lista de itens que compõe a cesta do PAA estão frutas, verduras, legumes, farinha e polpa de frutas. São produtos hortifrutis da agricultura familiar das regiões de Matinha, Cinturão Verde e Tajipuru. A variedade e o poder nutritivo dos alimentos distribuídos têm contribuído para o combate à obesidade adulta e infantil, destaca a secretária municipal de Segurança Alimentar (Semsa), Fátima Ribeiro.

“O plano identificou um contingente da população de São Luís em estado de insegurança alimentar, entre obesos e desnutridos. A execução deste programa garante na mesa desse público alimentos saudáveis, de alto teor nutritivo e baixa caloria”, avalia.

A dona de casa Raimunda Teixeira, 54 anos, vê na ação um importante apoio às pessoas carentes. “Para quem não tem nada, esta cesta de alimentos é tudo. E é tudo fresquinho, natural”.

Para José Raimundo, 38 anos, a iniciativa da Prefeitura representa um grande apoio para as pessoas mais carentes. “Com esse programa, o prefeito Edivaldo mostra que tem compromisso com quem mais necessita”. As distribuições do PAA são semanais e beneficiam famílias cadastradas nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras) da capital.

Representando o prefeito Edivaldo na ocasião, o vice-prefeito Julio Pinheiro, presente nas entregas no Maracanã. “Os beneficiados recebem produtos fresquinhos, de qualidade e que atendem às necessidades nutricionais. A estratégia do programa permite que a produção local seja consumida localmente, com isso, o prefeito Edivaldo dá importante lição garantindo a permanência do produtor no campo e favorecendo o aumento e melhoria da qualidade da produção rural”, analisa o vice-prefeito.

O programa se coloca em condição de essencial por tornar acessível o alimento e estimular a produção da agricultura familiar, observa o vice-prefeito Com as ações do programa, a Semsa atendeu mais de 45 mil pessoas distribuindo mais de 350 toneladas de alimentos, na primeira etapa, realizada entre 2015 e 2016. Dessa forma, o programa contribui com a diminuição da insegurança alimentar na população em vulnerabilidade social da capital. A titular da Semsa, Fatima Ribeiro, avalia o programa como um dos mais importantes da gestão municipal na área social.

“É imensurável a amplitude deste programa e o resultado para estas milhares de famílias beneficiadas. O alimento é uma necessidade básica de todo ser humano e precisa ser de qualidade, precisa ser nutritiva. Sensível à demanda existente, o prefeito Edivaldo garantiu a continuidade do programa e hoje podemos tornar acessível o alimento a estas pessoas”, enfatizou Fátima Ribeiro.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) se soma às demais ações da Segurança Alimentar que contribuem para o acesso ao alimento a quem precisa e foi implantado na gestão do prefeito Edivaldo. A iniciativa tem parceria com a Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), que identifica os beneficiários; e do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), que destina os recursos.

 

Vitima de cyberbuylling pode desistir de faculdade

Servidor portuário David Barros, 37, teve montagens depreciativas com sua foto, após postá-la em seu perfil de rede social e denunciou o caso à polícia

David Barros, ao registrar ocorrência na delegacia: constrangimento ilegal

O servidor portuário e estudante universitário David Barros procurou a polícia esta semana para denunciar um caso de cyberbullying.

Ele foi vítima de montagens depreciativas com uma foto que postou em seu perfil nas redes sociais, ao se formar em um curso técnico. A partir de então, internautas passaram a usar a foto em situações constrangedoras para Barros.

–  Poxa, eu estava em um momento de felicidade. Não sei porque fizeram isso. Estou, sim, muito triste – disse ele.

A primeira trolagem surgiu no perfil “Arthur Silvapereira”, no Facebook, mas já ganhou outras redes sociais e até aplicativos de troca de mensagens.

– Essa montagem já circula também no WhatsApp. As pessoas me olham na rua ficam sorrindo, Isso é muito chato”,comenta Davi, lembrando que parente seus também estão convivendo com o problema.

– Minha família também não gostou. Minha namorada também ficou irritada – disse ele.

Um dos autores do buylling: ofensa e ridicularização

Davi revela que familiares também estão bastante chateados. Muito abalado, ele já considera não ingressar em uma faculdade na qual já passou no vestibular, temendo iniciar os estudos tendo que encarar essa situação.

Amigos e internautas de várias partes do país se solidarizaram com a situação.

A polícia já está investigando os autores do buylling…

Com informações de O EstadoMaranhão

Prefeito Edivaldo visita instalações da Vale e reforça parceria com a companhia

Prefeito Edivaldo visita instalações da Vale e reforça parceria com a companhiaO prefeito Edivaldo, acompanhado do vice-prefeito Julio Pinheiro, visitou na manhã desta quarta-feira (22), as novas instalações do complexo portuário e ferroviário da empresa Vale, em São Luís. O objetivo foi estreitar ainda mais o relacionamento institucional e fortalecer as parcerias celebradas entre a Prefeitura de São Luís e a mineradora. Edivaldo e sua equipe foram recepcionados pelo diretor de Operações Logística Norte da Vale, Carlos Quartieri.

“Nós temos plena convicção de que o poder público não consegue realizar tudo sozinho para melhorar a cidade e a qualidade de vida de sua população. Precisamos estar muito próximos e em constante diálogo com a sociedade e também com a iniciativa privada, sobretudo com grandes parceiros do porte da Vale, que são importantes vetores de transformação econômica e social. Nossa visita aqui nos dá a oportunidade de não apenas conhecer a estrutura da empresa, mas também nos possibilita analisar novas parcerias em favor da cidade e da população, utilizando sua expertise principalmente na área da capacitação profissional”, afirmou Edivaldo.

O prefeito observou ainda que a Prefeitura já desenvolve importantes parcerias com a Vale, que viabilizaram a execução de projetos nas áreas da saúde, educação, esporte e lazer. Segundo Edivaldo, por meio delas foi possível a Prefeitura conseguiu realizar reformas em unidades de saúde localizadas no eixo Itaqui-Bacanga, bem como melhorias em em quadras poliesportivas de escolas municipais, além de ações voltadas à educação ambiental.

Acompanhado do vice-prefeito, Julio Pinheiro, Edivaldo visitou o Centro de Controle Operacional da Ferrovia; o Posto de Inspeção e Abastecimento de Locomotivas (PIAL); e o Complexo de Troca de Rodeiros (CTR). Realizou também visitas ao Píer e ao mirante dos pátios de estocagem da companhia.

EM CONJUNTO

O diretor de Operações Logística Norte da Vale, Carlos Quartieri, destacou a visita do prefeito Edivaldo como um momento importante para a Companhia e para o Poder Municipal, no sentido de buscarem ações conjuntas em benefício da comunidade.

“Além de apresentarmos ao prefeito uma visão geral do gigantismo e da importância que a Vale tem para o desenvolvimento econômico de São Luís e do Estado, queremos também mostrar que a cidade tem uma empresa com foco diferenciado nas pessoas, no desenvolvimento urbano, no meio ambiente, na qualificação de mão de obra, e reforçar que o município pode contar conosco na efetivação de parcerias importantes para a cidade”, disse o diretor da Vale.

Segundo ele, atualmente, mais de 90% da mão de obra obsorvida pela empresa no estado é formada por trabalhadores maranhenses, sendo que grande parte dos operários é oriunda da região Itaqui-Bacanga, em São Luís. A companhia tem hoje 17.528 empregados.

Participaram também da visita às instalações do complexo portuário e ferroviário da Vale os secretários municipais Lula Fylho (Governo), Délcio Rodrigues (Fazenda), Ivaldo Rodrigues (Agricultura, Pesca e Abastecimento), Hélio Soares (Relações Parlamentares) e Conceição Castro (Comunicação) e o secretário adjunto de Desenvolvimento Sustentável da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), Pablo Rebouças.

Fotos: Baeta