Délcio Luiz na gravação do 1º CD ao vivo do Grupo Bombô, no Porto da Gabi

O cantor e compositor Délcio Luiz, um dos nomes mais expressivos do samba e do pagode no Brasil, será a atração nacional do Porto da Gabi na gravação do primeiro CD ao vivo do Grupo Bombô, neste sábado (03/06), a partir das 20h. Com 25 anos de carreira, o artista carioca, que fez fama na década de 90 como líder do Grupo Raça e também já integrou o lendário Fundo de Quintal, desembarca na Ilha para apresentar canções eternizadas na memória do público, gravadas por ele e por outros intérpretes, como Belo, Péricles, Chrigor (ex-Exaltasamba) e tantos outros.

Lançado em 3 de novembro de 2016, o Grupo Bombô é formado com base em um novo conceito, que valoriza o samba de raiz.

A noite também será animada por alguns dos principais grupos e artistas locais e a expectativa é de casa cheia. Foram convidados e confirmaram presença Neyzinho e o Pagode do Poder, Grupo Tô Di Mais, Bulico e Dedê, Junior Bracinho e Preto Tipo A. O agito ficará por conta, ainda, do Paredão Palio Granja, DJ Denna Mixx e DJ Beto.

Ingressos

O primeiro lote de ingressos já está esgotado e o segundo já está à venda, na Nova Music Play (Rua do Passeio, Centro). A entrada individual custa R$ 20 e a casadinha pode ser comprada ao preço de R$ 30. Informações: (98) 98701 0103.

Serviço

O que: gravação do primeiro CD ao vivo do Grupo Bombô, com show de Délcio Luiz

Quando: sábado, dia 3 de junho, a partir das 21h

Onde: Porto da Gabi, no Aterro do Bacanga

Ingressos: R$ 20 (individual) e R$ 30 (casadinha)

Délcio Luiz na gravação do 1º CD ao vivo do Grupo Bombô, no Porto da Gabi

O cantor e compositor Délcio Luiz, um dos nomes mais expressivos do samba e do pagode no Brasil, será a atração nacional do Porto da Gabi na gravação do primeiro CD ao vivo do Grupo Bombô, neste sábado (03/06), a partir das 20h. Com 25 anos de carreira, o artista carioca, que fez fama na década de 90 como líder do Grupo Raça e também já integrou o lendário Fundo de Quintal, desembarca na Ilha para apresentar canções eternizadas na memória do público, gravadas por ele e por outros intérpretes, como Belo, Péricles, Chrigor (ex-Exaltasamba) e tantos outros.

Lançado em 3 de novembro de 2016, o Grupo Bombô é formado com base em um novo conceito, que valoriza o samba de raiz.

A noite também será animada por alguns dos principais grupos e artistas locais e a expectativa é de casa cheia. Foram convidados e confirmaram presença Neyzinho e o Pagode do Poder, Grupo Tô Di Mais, Bulico e Dedê, Junior Bracinho e Preto Tipo A. O agito ficará por conta, ainda, do Paredão Palio Granja, DJ Denna Mixx e DJ Beto.

Ingressos

O primeiro lote de ingressos já está esgotado e o segundo já está à venda, na Nova Music Play (Rua do Passeio, Centro). A entrada individual custa R$ 20 e a casadinha pode ser comprada ao preço de R$ 30. Informações: (98) 98701 0103.

Serviço

O que: gravação do primeiro CD ao vivo do Grupo Bombô, com show de Délcio Luiz

Quando: sábado, dia 3 de junho, a partir das 21h

Onde: Porto da Gabi, no Aterro do Bacanga

Ingressos: R$ 20 (individual) e R$ 30 (casadinha)

Prefeitura entrega cartões do Programa Bolsa Escola do Governo do Estado

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) entregará no próximo sábado (3), os cartões do Programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família), do Governo do Estado do Maranhão. Os cartões serão entregues no Centro de Ensino Mário Martins Meireles, Mangue Seco – Pedrinhas, Km 15, das 8h às 17h. Cerca de 13 mil cartões devem ser entregues.

A titular da pasta, Andreia Launde, destaca o empenho da Prefeitura em garantir aos beneficiários o recebimento do cartão. “O Governo do Estado já havia feito uma primeira entrega, agora compete aos municípios dar continuidade ao processo. Por orientação do prefeito Edivaldo nós desenvolvemos estratégias que visem atender o máximo de beneficiados. Durante a Ação Global nós fizemos o primeiro momento e nesse segundo temos como foco as famílias das regiões do Maracanã, Estiva e zona rural”, explicou a titular da pasta, Andreia Lauande.

É importante ressaltar que só devem se deslocar para o local, os moradores dessas regiões ou que ex-moradores que residiam nestes endereços no período da realização do cadastro. Para o usuário confirmar se é beneficiário deve procurar o Centro de Referência e Assistência Social (Cras) da sua região.

Os demais beneficiários que não participaram desses dois momentos, devem procurar a Central de Atendimento da Semcas, na Avenida Vitorino Freire, Edifício Cesário, 29, das 7h às 18h, a partir do dia 6 de junho para recebimento do cartão.

PROGRAMA

Em São Luís, 45.674 famílias serão beneficiadas pelo programa em 2017, sendo que 16 mil estão recebendo pela primeira vez o benefício. O Programa Bolsa Escola (Mais Bolsa Família) foi criado pelo Governo do Estado e executado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) para beneficiar estudantes de escola pública, de 4 a 17 anos, provenientes de famílias em vulnerabilidade social, com a transferência de renda para aquisição exclusiva de material escolar.

As famílias devem estar cadastradas no Cadastro Único, e ter em sua composição crianças e jovens com idade entre 4 e 17 anos matriculada em escolas públicas. O valor é único (R$ 51,00) para cada criança e jovem. Não há limites de quantidade de filhos por família.

Prefeitura paga servidores municipais na próxima quinta-feira (1º)

Em cumprimento ao calendário de pagamentos para o exercício de 2017, com datas aprovadas e confirmadas no Decreto nº 48.875 que destaca os prazos para quitação dos vencimentos, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), disponibilizará o pagamento salarial dos servidores municipais na próxima quinta-feira (1º) de junho.

Diante do cenário de crise econômica que o Brasil está vivenciando, a Prefeitura de São Luís tem conseguido manter o salário dos servidores em dia. Conforme orientação do prefeito Edivaldo, a prioridade é cumprir o compromisso com os funcionários municipais de seguir o calendário de pagamentos.

De acordo com o secretário municipal de Fazenda, Delcio Rodrigues, a Semfaz não tem medido esforços para sustentar o compromisso da Prefeitura com os seus servidores. “Prefeituras como a do município do Rio de Janeiro está parcelando o pagamento dos servidores municipais. Em São Luís estamos vivenciando a crise econômica, mas comprometidos em manter a folha em dia”, afirmou o secretário da pasta.

Os servidores municipais podem ter acesso às informações dos seus vencimentos em todos os terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, por meio do contracheque eletrônico. A informação dos vencimentos também pode ser acessada através do site da Prefeitura de São Luís (http://www.saoluis.ma.gov.br/), no Portal do Servidor, no menu do lado esquerdo, informando o número da matrícula e a senha.

 

Uber cobra até por corrida cancelada

Inegavelmente, o Uber é uma opção mais barata de transporte em relação aos táxis. Por outro lado, a empresa multinacional, que opera via aplicativo de internet, onera seus usuários até quando o serviço não é prestado. Uma jornalista, cuja identidade o blog preservará, por questão de segurança, enviou print de uma cobrança que recebeu em seu celular mesmo não tendo feito a viagem, cancelada porque o motorista alegou que demoraria a atender o chamado.

O caso aconteceu na última quinta-feira (25), às 11h29. Precisando se deslocar de um condomínio na área do Turu até o bairro São Francisco, a profissional de imprensa acionou o Uber, algo que já vinha fazendo habitualmente. Logo no primeiro contato com o condutor do veículo, um Fiat Punto, ela foi informada por ele que seria preciso esperar. Disse ainda o motorista que não tinha previsão de quando chegaria, pois a cliente que ele transportava naquele momento estava com dificuldade de localizar o endereço onde ele deveria deixá-la.

Com pressa, a jornalista perguntou se poderia cancelar a corrida, obtendo resposta afirmativa do condutor. A usuária assim o fez, via aplicativo. Tão logo concluiu o procedimento, ela foi surpreendida com a cobrança de R$ 6,00, aplicada na fatura do seu cartão de crédito.

Revoltada, a cliente considerou a cobrança injusta e abusiva, pois o cancelamento da corrida não se deu por sua vontade, mas, sim, pela impossibilidade do motorista de atendê-la com a agilidade necessária.

Esse tipo de cobrança é, com certeza, mais um ponto a ser discutido em meio à polêmica que cerca a operação, até agora ilegal, do Uber em São Luís.

A importância do vereador Astro de Ogum para a cultura popular?

Há exatos 60 dias, insistentemente, os convênios firmados com o Poder Público, mas, especificamente, a Prefeitura de São Luís e o Instituto Lógica, entidade sem fins lucrativos, fundado pelo matemático e bacharel em Direito – Itamilson Lima, que também é o atual Diretor Administrativo da Câmara Municipal de São Luís, portanto, um dos principais assessores do presidente daquela Casa, o vereador Astro de Ogum -, vêm sendo alvo de inúmeros ataques.

O valor do convênio, num total de mais de sete milhões de reais usado para a realização das festas juninas e carnavalescas, além da ligação do assessor com o assessorado, são os principais tópicos abordados. No entanto, ou por desconhecimento da atividade precípua que regulamenta o chamado terceiro setor, categoria em que o Instituto Lógico se enquadra ou, ainda, maldade mesmo, a importância do convênio para o fomento das atividades culturais na capital maranhense não foi abordado.

Os representantes da entidade, o próprio presidente Astro de Ogum, o atual diretor da CMSL, bem como o Parque Estadual, órgão que fiscaliza tais entidades, e com a emissão de certidões tem o condão de autorizar ou não a liberação de recursos públicos, mediante convênio, jamais foram procurados.

E o que é pior, nenhum integrante do movimento cultural foi ouvido para se pronunciar o que representou a liberação do montante já afirmado. O retorno para o município, em termo de recursos, com a realização de ambas as festas também passou despercebido. Ou seja, de fato, todas as publicações, nem de longe, atenderam ao regramento que deve pautar o jornalismo, digo, a divulgação de uma informação precisa e imparcial.

Para o movimento cultural, as intervenções do vereador Astro de Ogum, por meio de emenda parlamentar, mecanismo este amparado por lei (Lei de Diretrizes Orçamentárias), têm sido de fundamental importância para manter acesa a chama da cultura popular no Estado. Em um rápido bate papo com dezenas de representantes de diferentes entidades culturais, facilmente podemos detectar o sentimento de gratidão e respeito pelo trabalho realizado pelo vereador em prol da cultura, como segue abaixo.

“A importância do vereador Astro de Ogum para a cultura popular é algo inegável, mesmo para aqueles que não gostam dele. O vereador se envolve e luta por nós. Ele figura como um ponto de apoio para as inquietações e reivindicações de todos que fazem parte da cultura local, seja no Carnaval, São João, Procissão dos Orixás, Festa para Yemanjá, Festa do Divino e em outras ações culturais. Enfim, ele é o elo principal de muitas iniciativas para o segmento artístico. Louvo a sua motivação que sempre o leva a buscar melhorias, e quando a gente acha que tudo está perdido, ele consegue desenrolar sempre os nossos anseios. Astro de Ogum é um homem de fé, luta e, acima de tudo, coragem para enfrentar as dificuldades do dia a dia”, afirmou Clodenir Araújo , o Zeca da Cultura, presidente da União Folclórica e Cultura Luso Brasileiro do Maranhão e participante da comissão da Federação Folclórica.

Quem também ressaltou a contribuição e importância do vereador Astro de Ogum para a cultura popular, foi à comunicadora Helena Leite, que comanda o programa ‘Canta Maranhão’ pelas ondas da Rádio Difusora AM, de segunda a sexta-feira, das 14 às 16h. “Tenho respeito e admiração pelo vereador Astro de Ogum, por tudo que ele representa ao povo da cultura popular. Com ele podemos contar como o único ponto de apoio. Ao longo de décadas, ele é que tem feito intervenções junto aos governos do Estado e Município, o que só tem garantido muitos ganhos às nossas manifestações folclóricas. E foi em boa hora que o governo do estado devolveu o comando do Parque Folclórico da Vila Palmeira à Federação das Entidades Folclóricas e Culturais do Estado do Maranhão” afirmou a comunicadora, que também é uma das incentivadoras do Boi da Pindoba.

Pensamento similar é o que comunga a presidente do Boi da Floresta, Nadir Cruz. “Tenho uma grande admiração pelo vereador Astro de Ogum porque ele tem um olhar diferenciado para a cultura, por isto é reeleito sempre. E nós concordamos com este trabalho que vem desenvolvendo há mais de duas décadas. Ele sempre está a serviço da cultura popular. Eu aprecio a posição, como parlamentar, de defesa da cultura popular. Se pelo menos oitenta por cento dos parlamentares tivesse esta mesma dedicação que ele desenvolve, estaríamos numa posição melhor”, finalizou.

“Sempre digo que seria muito bom para nós da cultura popular, se tivesse colaboradores como o vereador Astro de Ogum. Ele ajuda sempre, e é impossível não reconhecer o trabalho desenvolvido por ele em favor do movimento cultural. Fiquei mais feliz ao saber que ele vai coordenar o Arraial do Parque Folclórico da Vila Palmeira. O arraial vai voltar a ter um novo visual e será mais um espaço para apresentações e inclusões de nossas manifestações culturais”, declarou, o folclorista Zequinha de Coxinho, presidente do Grupo Fruto da Raça Show.

“Não tem como não reconhecer que o vereador Astro de Ogum é profundo amante e conhecedor de todas as manifestações culturais da nossa terra, seus atores e suas carências, sendo uma voz firme na defesa e manutenção da cultura popular”. Tony Mota, ex -presidente da União das Escolas de Samba do Maranhão , vice Presidente da Escola de Samba Túnel do Sacavém.

Um notável apaixonado, admirador e articulador da nossa rica diversidade cultural. O vereador Astro de Ogum tem demonstrado todo seu amor ao povo da cultura popular e em todos os momentos, seja no carnaval ou nos festejos juninos, com comprometimento e atenção” (Brasa Santana, presidente da Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos).

Portanto, os depoimentos acima conseguem evidenciar a importância do vereador Astro de Ogum para aqueles que realmente fazem cultura popular, fato esse que também não foi mencionado em qualquer publicação feita até então envolvendo o Instituto Lógica, o diretor da Câmara e o próprio presidente.

No fundo, em tese, temos a nítida impressão que as informações divulgadas têm o fito propósito de induzir o leitor a pensar que, de fato, o montante do convênio fora desviado pelo Instituto visando beneficiar ao vereador.

Ao falar sobre o assunto, o presidente Astro de Ogum mostrou bastante tranquilidade. “Ao longo dessas duas décadas aprendi que política tem dessas coisas. Estou bastante tranquilo em relação a tais colocações. Por noite, milhares de pessoas visitaram o Arraial Pertinho de Você bem como o Carnaval na passarela do samba, e submeto-me ao julgamento do povo. Os amantes da cultura popular maranhense, de fato, podem falar da grandiosidade dos nossos eventos. Temos um alto custo que precisamos custear, principalmente com os grupos folclóricos, por isso, essa colocação infundada não tem o menor cabimento”, afirmou o presidente.

Também não foi informado que o terceiro setor, segmento que o Instituto Lógica está inserido, não visa ao lucro, razão pela qual se permite, legalmente, a parceria público/privado, haja visto que ambos têm o bem comum da coletividade como finalidade primordial.

“O objetivo das parcerias do poder público com o terceiro setor — termo utilizado para definir organizações de iniciativa privada, sem fins lucrativos e que prestam serviços de caráter público — não é o lucro, mas o ganho social”, essa foi à declaração de Itamilson Lima, à equipe do Jornal ‘Câmara News’, informativo que vai ao ar todas as sextas, das 12h às 13h, pela Rádio Difusora AM (680).

Durante a entrevista, o diretor admitiu que, de fato, foi um dos fundadores do instituto, mas renunciou ao cargo de presidente mesmo antes de findar seu mandato, na época e, desde então, não possui qualquer ligação com a entidade. Aclareou, ainda, algumas informações equivocadas sobre recursos de emendas apresentadas por vereadores ao Orçamento do Município, por meio do qual o parlamentar utiliza para financiar uma obra ou projeto.

“É importante deixar claro que as matérias parecem maldosas, uma vez que elas denotam um ganho de uma entidade sem fins lucrativos, sem explicar qual é a destinação ou o objetivo desses repasses?”, questionou o diretor da Casa Legislativa.

Itamilson, que é mestrando em Estatística e formado em Direito, afirmou também que uma emenda destinada, quando é executada, imperativamente será para cumprir o termo proposto entre entidade e ente público.

“Nenhum poder público vai repassar para uma entidade sem fins lucrativos qualquer que seja o valor, que não seja para cumprir um plano de trabalho. Os valores que são repassados, necessariamente serão para cumprir o termo proposto entre entidade e ente público, seja prefeitura, governo do estado ou união”, esclareceu.

O diretor da Câmara assegurou que não há qualquer ilegalidade na destinação de emendas de vereadores para a entidade filantrópica e lamentou como as informações estão sendo divulgadas de forma distorcida.

Quando o profissional de imprensa é correto, as informações são corretas. Como é que divulgam os valores dos recursos, mas ignoraram os custos? Qualquer entidade que recebe recursos para cumprir o termo proposto com o poder público precisa apresentar sua prestação de contas com os custos detalhando qual foi a destinação ou o objetivo desses repasses, por exemplo. Assim como o poder público, o objetivo do terceiro setor não é o lucro, mas o ganho social”, pontuou.

“CUSTO CULTURA”

Durante a entrevista, Itamilson, que também atua na área cultural apresentou, brevemente, alguns aspectos que mostram os custos do setor cultural. Foram relacionadas algumas despesas como mão de obra e serviços, além de gastos com som e palco, seguranças, ornamentação, alimentação, entre outros. Ele explicou ainda que entre os serviços, o que mais encarece um projeto cultural são as despesas com energia (iluminação e estrutura de som), segurança, mão de obra para confeccionar a ornamentação e cachês das apresentações.

Quando se falam em aplicação de recursos públicos para projetos na área cultural não se leva em consideração, por exemplo, o custo para se montar a estrutura do espetáculo. Existe toda uma despesa com mão de obra, som e palco, ornamentação e alimentação. Além disso, tem ainda o gasto com seguranças, energia e o pagamento dos cachês das apresentações que é o que mais encarece um projeto cultural”, concluiu.

Prefeitura conclui obras em mais duas Unidades de Educação Básica

Na manhã deste sábado (27), o prefeito Edivaldo acompanhado dos secretários municipais de Educação, Moacir Feitosa e de Articulação Política, Jota Pinto, vistoriaram duas escolas da rede municipal que receberam serviços de requalificação estrutural: As Unidades de Educação Básica (U.E.B.) Maria José Vaz, no João de Deus e a Araripina de Alencar Fecury, no bairro de Fátima, com obras já concluídas.


Por meio do programa de requalificação estrutural das escolas da rede municipal, a Prefeitura de São Luís já executou serviços em 46 escolas. Atualmente mais 40 estão em obras e 30 com ordem de serviços assinadas e cujas obras devem começar em breve. “Estamos satisfeitos em estarmos melhorando as condições físicas de nossas escolas. Na medida em que as obras estão sendo concluídas, estamos as devolvendo para as comunidades”, pontuou o prefeito Edivaldo após, visita à Unidade de Ensino Maria José Vaz, no João de Deus.
A melhoria das instalações da Maria José Vaz, que recebeu nova fiação elétrica, substituição de parte do telhado e forro e da rede hidrossanitária e ampliação do refeitório, foi elogiada pelo líder comunitário Antonio Pinheiro, presidente do Departamento Autônomo de Desporto do João de Deus. “Estamos muito satisfeitos com a reforma da nossa escola. Esse é um trabalho que merece nosso elogio ao prefeito Edivaldo”, declarou Pinheiro.

Na inspeção da escola do João de Deus, o prefeito foi acompanhado pelos vereadores Marquinhos, presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de São Luís, e Fátima Araújo. “Estamos acompanhando o prefeito Edivaldo nesta inspeção das obras de melhoria da estrutura física de mais uma escola da rede municipal. A comissão está atenta à questão e acompanhando as providências que estão sendo tomadas”, disse o vereador Marquinhos.
Para a vereadora Fátima Araújo, a obra responde a um requerimento apresentado no período que esteve exercendo o mandato na Câmara na legislatura passada. “Esta escola está recebendo o que precisava ser feito. A última reforma foi feita há 20 anos”, disse.
Antes de visitar a U.E.B. Maria José Vaz, o prefeito Edivaldo e o secretário Moacir Feitosa estiveram na U.E.B. Araripina de Alencar Fecury, de Ensino Infantil, no bairro de Fátima. Inaugurada em 1980, a escola recebeu a primeira reforma completa em suas instalações. A diretora da escola, Romany Fernandes Coelho, manifestou grande satisfação com o resultado das obras. A unidade atende 80 crianças da comunidade, com idade entre 3 e 5 anos, em dois turnos.
Araripina de Alencar a Semed realizou obras de pintura, substituição de rede elétrica, de piso, instalação de bebedouro e resolveu um antigo problema no reservatório de água, garantindo salubridade no produto fornecido às crianças e professores. “Com mais de 35 anos sem receber uma reforma, depois destas obras realizadas pelo prefeito Edivado, a escola ficou uma maravilha. Estou muito feliz”, disse a diretora.
O estudante Daniel Cauã Neves Castro, 6 anos, há dois anos matriculado na Araripina de Alencar, solicitou à mãe Socorro das Neves que o levasse até escola para receber o prefeito. “Eu gostaria de agradecer ao prefeito por ter dado para nós esse lugar bonito para a gente estudar. Meus amigos estão muito contentes como a escola está hoje”, comentou o garoto Cauã Castro.

Alcione convida público para show no Arraial Pertinho de Você, dia 28 de junho

A cantora Alcione gravou vídeo em que convida o público para o show que apresentará no dia 28 de junho, no Arraial Pertinho de Você, montado pelo terceiro ano consecutivo em espaço ao lado da casa de eventos Batuque Brasil, na Cohama, e que promete repetir o sucesso das edições anteriores.

A Marrom é uma das atrações mais aguardadas da programação do terreiro junino, organizado pelo presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), que terá ainda os shows das bandas Forró dos Plays, Forrozão Tropykalia, Limão com Mel, Willey Gomes (ex-Furacão do Forró) e Moleca 100 Vergonha. Confira o vídeo:

Deputado Wellington destaca ações de proteção aos idosos

Deputado Wellington destaca ações de proteção aos idosos.

Na última sexta-feira, 26, aconteceu na Assembleia Legislativa o I Fórum de Debate da Saúde da Pessoa Idosa no Maranhão. Com o tema “Jovens Corações cuidando do coração do idoso”, a Pastoral da Pessoa Idosa tem por missão promover os direitos da pessoa idosa, sua saúde, segurança e participação, valorizando vínculos familiares e intergeracionais por meio do acompanhamento domiciliar fortalecendo a rede de solidariedade.

A Campanha foi destaque de posicionamento do deputado Wellington do Curso (PP), que é um parlamentar que possui vários projetos em defesa da pessoa idosa no Maranhão.

“O I Fórum de Debate da Saúde da Pessoa Idosa no Maranhão. Precisamos ter proximidade com tais temas e garantir a assistência aos nossos idosos. Ajudar a cuidar e proteger quem tanto fez e faz por cada um de nós é uma missão de todos. É pensando nisso que já apresentei alguns projetos na Assembleia Legislativa, a exemplo do PL 78/2017, que combate à violência doméstica contra o idoso. Embora seja uma cruel realidade, muitos idosos ainda são agredidos em seus próprios lares. Prova disso, foi o repugnante caso da idosa de 84 anos, que era agredida pelo seu próprio filho, Roberto Elisio Coutinho. Casos como esse tem que ser combatidos e denunciados. Esse é um dever de todos nós enquanto humanos e é por isso que nosso projeto de lei está em tramitação na Assembleia”, disse Wellington.