Prefeitura de São Luís paga 13º dos servidores municipais nesta sexta-feira (21)

Prefeitura de São Luís paga 13º dos servidores municipais nesta sexta-feira (21)

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), irá efetuar na próxima sexta-feira (21) o pagamento da 1º parcela do 13° salário, conforme planejamento da atual gestão. A folha somar recursos novalor R$ 42 milhões que serão injetados na economia da capital.

Diante do cenário de crise política e econômica nacional, a Prefeitura de São Luís segue controlando as contas públicas, criando ações para melhorar a arrecadação municipal e, consequentemente, movimentando diretamente a economia na capital. “Isso só é possível graças ao nosso planejamento e à gestão consciente do dinheiro público. A ação valoriza quem nos ajuda a construir a cidade e movimenta a economia”, disse o prefeito Edivaldo.

Segundo o titular da pasta, Delcio Rodrigues, São Luís vem se destacando frente a outras capitais brasileiras que estão parcelando o 13º. “Estamos mantendo o pagamento nos nossos servidores em dia e proporcionando a movimentação da economia ludovicense”, garantiu.

Os servidores municipais tem acesso às informações do pagamento do 13º salário nos terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, por meio do contracheque eletrônico. A informação também pode ser acessada através do site da Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br), no Portal do Servidor, menu do lado esquerdo, informando o número da matrícula e senha.

Transgênero e parceiro anunciam nascimento do 1º filho biológico

O transgênero Trystan Reese e seu parceiro, Biff Chaplow, anunciaram no sábado (15) o nascimento do primeiro filho biológico deles. O casal de Portland, em Oregon (Estados Unidos) contou que o menino nasceu na noite desta sexta-feira (14) com mais de 4kg.

“Pai grávido, nove meses, um bebê e uma família muito feliz”, diz o post publicado no Facebook com o vídeo em que o casal, juntos a sete anos, apresentaram a criança. “Ele é muito saudável”, contou Reese. “Ele é lindo”, disse, Biff, orgulhoso.

Trystan, de 34 anos, afirmou à imprensa internacional que teve uma gravidez tranquila. O casal já tem um casal de filhos, que foram adotados em 2011, porém decidiram ter um filho biológico.

Então, Tristan, que nasceu mulher, suspendeu a ingestão de testosterona para engravidar. O casal contou que a equipe médica passou por treinamento para acompanhá-los.

Transição

Trystan contou que decidiu iniciar a transição ainda no ensino médio. “Eu dizia que eu era um homossexual em um corpo de mulher. Eu comecei a tomar testosterona e meu corpo começou a mudar. Emocionalmente foi muito difícil, mas em seis meses eu era um homem”, afirmou.

Via G1

Remédio com substância de maconha deve chegar neste ano por $2,8 mil

Aprovado em janeiro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o primeiro medicamento à base de maconha no país, o Mevatyl (Sativez no exterior), deve chegar às prateleiras das farmácias brasileiras por um preço de até R$ 2,8 mil. O valor é equivalente à caixa com três frascos de spray de 10 ml cada. Segundo informações da Folha de S. Paulo, o valor pode variar por estado. Para distribuidores, o preço máximo de venda aos estabelecimentos farmacêuticos será de R$ 2,1 mil. Os valores foram definidos neste mês pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed). O medicamento, relatou a reportagem, é indicado para adultos com esclerose múltipla e quadro de espasticidade moderada a grave. Para chegar ao preço estabelecido, foi levado em considerado a composição, composta por THC (tetra-hidrocanabinol) e CBD (canabidiol).(NM)

Novas intervenções viárias no São Cristóvão vão promover melhorias no trânsito da região

Avenida do São Cristóvão tem intenso fluxo de veículos nos horários de pico

A Prefeitura de São Luís vai iniciar, nos próximos dias, novas intervenções no trânsito da região do São Cristóvão para promover melhorias na mobilidade urbana de uma das regiões da capital que apresenta intenso fluxo de veículos nos horários de pico. Para a execução dos serviços, o prefeito Edivaldo firmou, no início desta semana, acordo de Cooperação Técnica com o Grupo Educacional Pitágoras, na modalidade de Parceria Público-Privada (PPP), para garantir mais segurança a motoristas e pedestres que transitam pela área contemplada.

“Temos priorizado a execução de obras viárias em setores da capital que por décadas apresentaram transtornos demasiadamente danosos à circulação de veículos e pedestres. Já são dezenas de intervenções realizadas no trânsito da nossa cidade que, além de proporcionar um melhor aspecto urbanístico aos locais beneficiados, propiciam também mais segurança e maior fluidez, contribuindo com a redução dos congestionamentos gigantescos verificados anteriormente às obras. São benefícios cujos reflexos positivos já podem ser sentidos pela população”, afirmou o prefeito Edivaldo. Ele destacou ainda a importância de mais uma parceria celebrada para resolver problemas de mobilidade na capital.

A visão do prefeito é corroborada pelo taxista Cláudio Omar Aguiar de Sousa, 43 anos. Ele, que trabalha há quase uma década em um posto de táxi localizado no bairro, relata que há muito tempo todos sonhavam com uma intervenção desse porte na região. “Outra áreaeu não sou capaz de analisar, mas sou taxista e conheço muito bem o trânsito da minha cidade. Percebo o quanto melhorou nos últimos anos, principalmente nos locais em que antes enfrentávamos tantas dificuldades para circular, a exemplo da Forquilha, do retornodo aeroporto e do Anel Viário, por exemplo. O prefeito Edivaldo foi o único gestor que realmente se preocupou em dar solução aos problemas do trânsito de São Luís. E com essas intervenções que serão realizadas aqui no São Cristóvão, tenho certeza que vai melhorar bastante o tráfego nesta região”, disse o taxista.

INTERVENÇÕES

Com a parceria firmada com o Grupo Educacional Pitágoras – como contrapartida em decorrência do impacto no tráfego gerado pelo empreendimento no local – serão executadas, no São Cristóvão, modificações no traçado geométrico e reestruturação viária nas avenidas Guajajaras, Lourenço Vieira da Silva e Avenida 2, em pontos de grande estrangulamento do trânsito na área. A obra tem como finalidade promover mais fluidez ao tráfego de veículos nesse setor da cidade e facilitar a travessia de pedestres.

A intervenção está na fase de preparação, com as marcações dos locais a serem alterados. O projeto de reestruturação viária no São Cristóvão contempla a retirada da rotatória que fica no cruzamento das avenidas Guajajaras com a Lourenço Vieira da Silva, onde também será instalado um conjunto semafórico de dois tempos.

A alteração vai transformar em mão única o trecho entre o Terminal de Integração do São Cristóvão à Avenida Guajajaras. Dessa forma, quem vem dos bairros da região da Cidade Operária pela Avenida Lourenço Vieira da Silva, no sentido Av. Guajajaras, seguirá direto para a Forquilha, aeroporto ou avenida Santos Dumont pela Rua 25 (a mesma Dr Carlos Vasconcelos).

A obra inclui ainda a construção de um retorno de quadra, nas proximidades do Banco do Brasil. Conforme o projeto, quem atualmente vem da Forquilha no sentido Uema-Cidade Operária, transitará por uma alça de quadra que será criada pela Rua 11, atrás do Banco do Brasil; e quem vem da Forquilha, sentido Aeroporto, seguirá direto. Já quem vem do Aeroporto, no sentido Uema, entrará na Avenida 02 (Jardim São Cristóvão).

A alteração permitirá ainda que quem venha da Avenida Santos Dumont pela Rua 25 (Dr Carlos Vasconcelos), no sentido Guajajaras, terá de entrar pela Rua 30 (atrás do Banco do Brasil), saindo na Rua 10 para depois seguir pela Guajajaras. O cruzamento semafórico instalado do local será de dois tempos, fechando totalmente para um sentido e liberando para outro.

“Essa intervenção vai se somar a outras já realizadas no complexo viário da Forquilha, assim como também na Avenida Jerônimo de Albuquerque, entre o trecho da rotatória à igreja católica da Cohab, onde estão sendo construídas duas alças de retorno na própria avenida, para alargamento da faixa nos dois sentidos da via. Juntas, as intervenções se complementam e proporcionam mais qualidade ao trânsito dessa região da cidade”, ressaltou o secretário da SMTT.

As intervenções no trânsito integram o Plano Estratégico de Melhoria do Trânsito executado pela Prefeitura de São Luís, desde 2013. Além de melhorar a fluidez no tráfego de veículos nos locais trabalhados, as intervenções têm ainda como objetivo reduzir o número de acidentes nesses locais, como já pode ser verificado atualmente nos pontos da cidade que receberam obras de intervenção viária, a exemplo da Ponta do Farol, na descida para a Avenida Litorânea; do Anel Viário-Bacanga, Curva do Noventa (Vinhais), Avenida Carlos Cunha, nas proximidades do Shopping São Luís; na Avenida dos Franceses, próximo à Rodoviária; Avenida Vitorino Freire, na Areinha, entre outros pontos.

“Em muitos desses locais a incidência de acidentes era muito grande. Hoje, podemos afirmar seguramente que as ocorrências graves do gênero tiveram uma redução significativa, o que nos deixa muito felizes em saber que o trabalho realizado no trânsito da cidade tem atendido aos objetivos idealizados pelo prefeito Edivaldo, de promover mais segurança e qualidade de vida aos moradores”, frisou Canindé Barros.

O zelador Dérick Fernando Mendonça, 27 anos, trabalha em um prédio na Ponta do Farol, onde foi realizada uma intervenção viária para melhorar o trânsito que conduz à Avenida Litorânea. Lá, os acidentes eram constantes, principalmente nos finais de semana, quando aumenta o tráfego na área praiana. “Perdi a conta de quantos acidentes presenciei nesse local. Hoje, percebemos nitidamente que reduziram bastante após a realização dessa obra”, afirma Dérick.

O mototaxista Dhefferson Inácio, 23 anos, e o comerciário Francisco Marcelo Feitosa, 44 anos, que trabalham, respectivamente, no Anel Viário e na Curva do Noventa, dois setores da cidade que também receberam intervenções no trânsito, relatam as melhorias percebidas após a realização das obras nesses locais.

Amudança realizada aqui no Anel Viário até a região do Bacanga ficou mil por cento melhor”, salientou Dhefferson. “Há ainda muitas alterações que podem ser feitas na região do Vinhais, mas essa intervenção executada aqui na Curva do Noventa já foi um grandeavanço para o trânsito nesse trecho que antes era extremamente caótico”, completou Francisco Marcelo.

 

Samba com Grupo Ziriguidum na Cozinha Massari

Sábado é dia de curtir muito samba e saborear os melhores pratos da cozinha regional e brasileira na Cozinha Massari, no Olho d’Água. Com uma programação musical que sempre agrada em cheio ao público, o espaço vem se consolidando como uma das principais opções de gastronomia, diversão e entretenimento de São Luís.

A batucada e os acordes musicais ficam por conta do Grupo Ziriguidum, que apresenta sempre o melhor repertório, com muito samba de raiz e sucessos do gênero na atualidade. O som rola a partir das 13h e a alegria será um dos principais ingredientes da festa.

A qualidade do cardápio é outro atrativo. Variedade e sabor são as marcas registradas da Casa Massari, que a cada dia ganha novos adeptos.

Serviço:

O que? Samba com o Grupo Ziriguidum

Quando? Neste sábado (15), a partir das 13h

Onde? Cozinha Massari (Avenida Atlântica, nº 48-A, Olho d’Água)

Assassino do fiscal da Sefaz vai a júri popular em São Luís

O crime aconteceu no dia 19 de novembro de 2014. Réu assassinou a vítima em uma emboscada, por sua ação de fiscalização referente a uma carga de arroz.

suspeito-crime-576x1024

A 2ª Vara do Tribunal do Júri julga na manhã da próxima segunda-feira (17), Jak Douglas Vieira Matos, preso e suspeito de ter assassinado, em 2014, o fiscal da Secretaria Estadual da Fazenda do Maranhão, José de Jesus Gomes Saraiva.

A sessão está marcada para ter início às 8h30, no Fórum Desembargador Sarney Costa, no Calhau em São Luís.

Relembre o caso

Jak Douglas, conhecido como Pinheiro, é acusado de assassinar, no dia 19 de novembro de 2014, com três tiros fatais, o fiscal da Secretaria Estadual da Fazenda do Maranhão. O acusado pela prática do crime de homicídio triplamente qualificado foi preso em Paulo Afonso, no interior da Bahia, no dia 27 de outubro de 2016, após ficar dois anos foragido.

Saraiva, como era conhecido, fiscalizava uma carga ilegal de 39 toneladas de arroz, avaliada em R$ 100 mil reais, que vinha de Santa Catarina para São Luís, e seria entregue para a empresa Pinheiro Comércio e Alimentos LTDA, com sede fictícia na Avenida principal do Povoado Maracujá.

Vítima de uma emboscada, o fiscal da Sefaz foi atraído ao suposto local onde estaria a mercadoria, na Vila Maracujá, zona rural de São Luís, onde foi encontrado o seu corpo.

video_crime

À época, um vídeo obtido pela polícia ajudou a esclarecer o crime. As imagens mostram o carro da Sefaz conduzido pelo fiscal, passando pela Avenida principal da Vila Maracujá até um lugar sem saída. Em seguida, aparece um veículo Strada, conduzido pelo acusado, que sai do carro e dispara três tiros fatais contra a vítima.

Os familiares de Saraiva clamam por justiça!

images

Oficina de Comidas Típicas é uma das mais procuradas na programação do “Todos por São Luís”

Oficina de Comidas Típicas é uma das mais procuradas na programação do “Todos por São Luís”

Oficina de Comidas Típicas é uma das mais procuradas na programação do ″Todos por São Luís″Pratos tradicionais da culinária maranhense na Oficina de Comidas Típicas Regionais promovida no Centro Beneficente Nossa Senhora da Glória, na Alemanha. A oficina integra o programa Todos por São Luís, iniciativa da Prefeitura, que nesta edição contemplou a comunidade do bairro. “O curso é um dos mais procurados entre as diversas opções oferecidas na ação. Há o interesse em aprender sobre a produção e os principais pratos da nossa gastronomia. A oficina é um verdadeiro sucesso, assim como toda a programação que é pensada junto com as comunidades”, ressaltou a primeira-dama e coordenadora do programa, Camila Holanda.

Para alguns participantes a oficina foi o primeiro aprendizado no preparo dos pratos típicos. É o caso da aposentada Severa Sá, 80 anos, que soube da oficina durante as reuniões da comunidade no próprio centro e resolveu participar”Quero aprender as receitas porque acredito que todo aprendizado é válido e importante. Achei bastante viável o programa por dá a oportunidade das pessoas aprenderem a cozinhar e até fazer disso uma profissão”, disse.

A estudante Isaryanne Souza Asceno, 27 anos, também viu na oficina a chance de aprender mais. “Os pratos que aprendemos a fazer são os mais pedidos. Fiquei satisfeita com a organização e o resultado. Aprendi e vou fazendo em casa. Muito boa a ideia do programa de oportunizar esse aprendizado”, disse ela.

A dona de casa Analice Correa, 45 anos, ficou interessada em aprender para a família. “Pretendo também ter uma renda com a venda dos pratos, mas quero fazer na minha casa para minha família. São receitas muito boas e alguns pratos eu realmente não sabia fazer e aprendi aqui. Muito bom. Gostei bastante da oficina”, afirmou ela.

Na lista das receitas estão arroz de cuxá, cariru, vatapá, tortas de camarão e caranguejo, arroz Maria Isabel, arroz de vinagreira, peixe serra frito, farofa e para balancear os pratos, saladinhas de verduras diversas. A oficina é realizada em dois dias, sendo um de teoria, onde os participantes aprendem sobre os alimentos e um pouco da história da culinária maranhense; e o mais esperado, a prática, na qual põem a mão na massa, literalmente. “Ficamos muito felizes com a participação de tantas pessoas, aprendendo sobre nossa história e gastronomia e muitos fazendo dessa oportunidade seu trabalho e gerando renda familiar”, pontua a primeira-dama Camila Holanda.

No cronograma do Todos por São Luís são mais de 50 atividades e serviços, que proporcionam aprendizado e integração da comunidade. “Com este programa os moradores podem aprender mais, gerar renda e tudo gratuito, dentro do próprio bairro. E é justamente esta a intenção do Todos, levar às comunidades ações importantes, ampliar o acesso e promover a integração social”, concluiu a primeira-dama. Ao final do preparo, os participantes puderam degustar os diversos pratos tipicamente maranhenses.