Mulher era mantida em cárcere privado há um ano

Um jovem de 18 anos foi preso na quarta-feira (8) suspeito de manter, há um ano, a mulher dele em cárcere privado na casa em que moravam, em Goiânia. A vítima, de 19 anos, relatou à Polícia Civil que estava há dois dias sem se alimentar e que era agredida e ameaçada constantemente.

“Ela contou que sofria agressões, até mesmo com faca, que era proibida de sair de casa e ameaçada de morte caso fugisse. Ela estava há um ano sem contato com a família dela”, detalhou a delegada responsável pelo caso, Cássia Sertão.

A jovem foi resgatada porque conseguiu sair da residência e pedir para que uma vizinha ligasse para a mãe dela, que mora em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. Em seguida, a vítima voltou para casa como se nada tivesse acontecido. Na tarde de quarta-feira, a mãe da dela veio a Goiânia e acionou a Polícia Militar.

Os policiais arrombaram a porta e encontraram a jovem. Depois, prenderam o marido dela que, segundo a vítima, era traficante de drogas. No local, os militares encontraram 1 kg de cocaína, 112 gramas de maconha, balança de precisão, um revólver calibre 38 e mais de R$ 2 mil em dinheiro.

A vítima contou à delegada que vivia com o suspeito há quatro anos. Inicialmente, eles moravam em Senador Canedo. No ano passado, o casal se mudou para Goiânia. Segundo ela, foi quando as agressões começaram. “Ela disse que, após a mudança, ele se tornou extremamente agressivo”, complementou a delegada.

Investigação

O jovem foi preso em flagrante por cárcere privado, lesão corporal, ameaça, injúria, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Além destes crimes, a delegada deve indiciá-lo por estupro.

“Como ela fala que era constantemente obrigada a fazer sexo com ele. Mesmo vivendo em união estável, se a mulher não quiser ter relação com parceiro, ela não é obrigada”, explicou Cássia.

A delegada disse que colherá o depoimento de vizinhos do casal. Ela tem dez dias para concluir o inquérito. Casa seja condenado por todos os crimes listados, o jovem pode pegar até 25 anos de prisão.

Já a jovem foi hospitalizada, mas recebeu alta após o atendimento. Ela está na casa de familiares.

Fonte: G1 Goiás.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>