Advogada presa por estelionato

A polícia do Estado do Maranhão prendeu nessa terça- feira (07), advogada Paulyana Buhaten, suspeita de estelionato, a mesma foi conduzida ao presídio que ficará à disposição da Justiça.  Advogado estava sendo investigada pelos crimes de apropriação indébita de dois veículos, uso de documentos falsos e estelionato contra a empresa de locação de veículos.

 

Foto: Imirante

Roteiro Reggae conta a história do reggae no Maranhão nesta quarta-feira (08)

O passeio pelas ruas do Centro Histórico parte às 19h

Ruas e praças que lembram o reggae, salão de beleza para quem gosta de se produzir com os melhores penteados afro e, claro, as ‘pedras’ que fazem sucesso com os reggaeiros: esses são apenas alguns atrativos do Roteiro Reggae, evento da Prefeitura de São Luís realizado pela Secretaria Municipal de Turismo (Setur). O passeio pelas ruas do Centro Histórico parte nesta quarta-feira (08) às 19h da Praça Benedito Leite e todos estão convidados a conhecerem mais sobre a cultura do ritmo mais popular da ilha.

A concentração começa na praça Benedito Leite e seguirá pela rua da Palma, Beco da Pacotilha, rua do Giz, praça da Faustina, rua Humberto de Campos, rua da Estrela, rua da Alfândega, beco Catarina Mina, rua Portugal, passando pela rua Trapiche e finalizando o trajeto na praça dos Catraeiros.

Durante o percurso, um guia especializado vai explicar os principais pontos do Centro que remetem ao reggae, enquanto grupos de dança se apresentam e ensinam os visitantes a dançarem do jeito tradicional dos ludovicenses: agarradinhos. “O reggae faz parte da nossa cultura, e fazer com que as pessoas conheçam cada vez mais o ritmo é um dos principais objetivos do nosso evento, que acontece mensalmente desde o mês de junho deste ano”, explicou Socorro Araújo, secretária municipal de turismo.

JAMAICA BRASILEIRA

Por ser um ritmo que atrai multidões em São Luís, o reggae se incorporou à cultura local. Atualmente, estima-se que existam mais de 200 radiolas – grupos musicais que contam com DJs e grandes estruturas de som. A relação próxima da cidade com o ritmo rendeu o título de Jamaica Brasileira, sendo reconhecido pela gestão municipal e incentivado por eventos como o Roteiro Reggae.

O evento faz parte do Reviva, programa da Prefeitura de São Luís que tem movimentado o Centro da cidade, com, além do Roteiro Reggae, o Sarau Histórico e o Passeio Serenata. Todos são voltados para distribuir a riqueza cultural da capital maranhense para turistas e moradores locais

Enem 2017 foi o assunto de 4 milhões de posts no Twitter

O primeiro dia da edição 2017 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) voltou a servir como uma “fábrica de memes” no Twitter. Dados enviados ao G1 pela assessoria de imprensa do Twitter mostram que, entre a 0h de sexta-feira (3) e as 11h desta segunda-feira (6), a prova do Ministério da Educação foi o assunto de 4.133.207 posts na rede social feitos por usuários do Brasil.

No ano passado, o Twitter afirmou que o Enem 2016 gerou um total de 4.231.101 menções na rede nos dois dias de prova, incluindo usuários do mundo todo. Naquele ano, porém, o exame aconteceu em dois dias seguidos, um sábado e um domingo. Neste ano, o segundo dia de provas acontece no próximo domingo (12).

https://g1.globo.com/educacao/enem/2016/noticia/enem-gera-mais-de-4-milhoes-de-posts-no-twitter-relembre-memes.ghtmlConsiderando apenas os posts feitos por usuários no Brasil, o aumento no número de menções durante o fim de semana foi de 23%: no Enem 2017, entre sábado (4) e domingo (5), foram 3.824.678 tuítes. Já no Enem 2016, foram registradas 3.107.692 menções ao tema no Twitter.

Neste ano, as hashtags mais usadas pelos internautas foram #showdosatrasados, #aprendinoenem, #enem2017, #enem e #tamojuntoenem, segundo o próprio Twitter.

O já tradicional “show dos atrasados”, quando usuários que não estão participando da prova vibram e fazem piadas com os candidatos que tentaram fazer o Enem, mas chegaram depois do fechamento dos portões. “O maior pico de conversas sobre o assunto no Twitter aconteceu no domingo (5) por volta das 13h, com diversos comentários, fotos, GIFs, vídeos e memes referentes aos estudantes que chegaram atrasados para o Exame”, diz o Twitter.

via g1

Projeto de Wellington que beneficia diabéticos e intolerantes a lactoses é aprovado pelas Comissões da AL

Projeto de Lei que prever a criação de setores exclusivos em supermercados para produtos destinados a pessoas que sofrem de diabetes ou intolerância a lactose foi aprovado, quanto à constitucionalidade, na Assembleia Legislativa do Maranhão. O PL 193/2017 é de autoria do deputado Wellington do Curso (PP) e já passou pela Comissão de Constituição e Justiça.

De acordo com o deputado Wellington, a proposta estadual é parte do avanço na legislação brasileira.

“Recebemos essa ideia da Dona Helena, uma senhora de 68 anos que mora na Liberdade, em São Luís. Ela tem diabetes e nos relatou que, embora pareça algo simples, nem sempre é fácil encontrar os produtos alimentícios, o que a faz perder muito tempo lendo rótulos das embalagens. Buscando facilitar a vida do maranhense, é que apresentamos tal projeto de lei. Ficamos contentes com a aprovação. Afinal, é um projeto que em muito beneficiará a população maranhense”, disse Wellington.

De acordo com o projeto de lei, a área de alimentos para pessoas que sofrem de diabetes ou intolerância a lactose poderia ser um setor, corredor, gôndola ou quiosque, devidamente sinalizado.

Exposição na Galeria Trapiche reflete sobre tolerância e respeito ao próximo

Uma das obras do artistas Miguel Veiga em cartaz na Galeria TrapicheFica em cartaz até o dia 27 de novembro, na Galeria Trapiche Santo Ângelo, a exposição “Corpo Quântico de Unicidade”, do artista plástico maranhense Miguel Veiga. A mostra reúne 24 esculturas feitas a partir de formas copiadas no corpo do artista e desconstruídas para dar novas formas, trazendo a tona temas como igualdade, tolerância, gênero, censura, criminalização artística e o corpo nu. A Galeria, equipamento cultural da Prefeitura de São Luís, fica localizada na Avenida Vitorino Freire – Praia Grande (em frente ao Terminal de Integração), aberta para visitação de segunda a sexta-feira, das 14h às 19h.

O artista contou como a mudança do seu próprio corpo motivou a compor a exposição. “Tudo começou a partir do meu corpo e da mudança dele, as transformações que ele passou ao longo dos meus 62 anos. Isso sempre me impressionou e eu fui gostando desse corpo, achando bonito o formato e o volume, e fui percebendo também que eu não envelheço sozinho, todo mundo envelhece. Ao estudar Ciência da Educação me aprofundei em disciplinas filosóficas a partir de alguns pensadores que falam da unicidade e do pensamento complexo, então entendi que o que me fascinava não era só a mudança do meu corpo, mas a mudança de todos, porque somos iguais”, disse Miguel Veiga.

Para ele, a exposição vem instigar a uma reflexão sobre a unicidade, em que todos fazem parte de um todo. “Todos somos fios de uma teia e cada um é responsável pelo equilíbrio dela. A partir da unicidade, poderia existir a tolerância e o respeito pelo outro. Precisamos pensar nessa harmonia cósmica. Biologicamente somos todos iguais, somos pó diante do universo, somos quânticos. Então, para quê tanta intolerância?”, completou.

FORMAS

A professora Rosângela Potásio visitou a exposição e contou o quando ficou encantada com as obras expostas. “É um privilégio ver essa belíssima exposição do Miguel Veiga, um artista renomado na nossa cidade, em mais uma produção maravilhosa que traz essa energia quântica e coloca o seu corpo como modelo de várias formas, máscaras e cores. Ele é um artista completo, nessa exposição passeia pelo teatro, artes visuais e diversas técnicas para retratar esse homem em diferentes dimensões. Podemos entender que todos nós estamos ligados de alguma forma pelo universo e ele retrata isso muito bem, mostra a energia entre nós”.

A exposição entrou em cartaz no fim do mês de outubro e na oportunidade foi exibido o vídeo “Miguel Veiga”, com direção de Beto Matuck e realizado pela Guarnicê Produções, por meio de um projeto desenvolvido pelo Museu da Memória Audiovisual do Maranhão (Mavam) através da Lei de Incentivo à Cultura do Estado do Maranhão. O vídeo retrata a vida e obra do artista, que além de esculturas, sua produção artística inclui pintura e desenho, performances, instalações e intervenções, ambientações, decorações e consultorias. Para compor a exposição em cartaz na Galeria, o artista demorou cerca de um ano, sendo que ela já está pronta há dois anos e foi aumentando neste período.

“O Miguel é um artista com uma trajetória de 40 anos e para nós é de grande importância ter um artista como essa bagagem para expor na Galeria. Esta mostra é um trabalho inédito e não são as obras comerciais dele, é um trabalho voltado para sua filosofia de vida, aquilo que ele acredita. Além disso, ações como esta nos convidam a refletir como nós somos e que fazemos parte de um todo, ampliando os conhecimentos de quem visitar este equipamento público”, destacou a diretora da Galeria Trapiche, Camila Grimaldi.

Miguel Veiga é licenciado em Desenho e Artes Plásticas e especialista em Educação Artística pela Universidade Federal do Maranhão. O artista também é especialista em Artes Visuais pelo Senac, mestre em Pedagogia Profissional pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) em parceria com o ISPETP, instituição educacional sediada em Cuba, e doutorando em Ciências da Educação pelo Instituto Ideia e Universidade Americana, parceria entre Brasil e Paraguai.

Corpo de Allana Ludmila será velado na escola Marly Sarney no Conjunto Maiobão

O corpo da menina Alanna Ludmilla, de 10 anos, que foi encontrada morta na manhã desta sexta-feira (3) no quintal de sua própria residência, será velado na escola Marly Sarney, no Conjunto Maiobão, em Paço do Lumiar.

O corpo ainda está sendo periciado no IML e deve ser liberado por volta de 18h. O velório está previsto para ter início às 19h. O sepultamento será às 8h da manhã deste sábado no cemitério da Pax, na MA-204, nas proximidades do Val Paraíso.

Via Gilberto Lima