Temer: não haverá qualquer interferência do Executivo na Lava Jato

Trabalhar duro e dentro da legalidade, foi orientação de Temer aos novos titulares dos bancos públicos, da Petrobras e do Ipea
Escolha da nova equipe ocorreu com base nas reconhecidas capacidades técnicas, afirmou Michel Temer
Escolha da nova equipe ocorreu com base nas reconhecidas capacidades técnicas, afirmou Michel Temer
O presidente interino Michel Temer foi enfático ao reafirmar, nesta quarta-feira (1°), que não haverá interferência por parte do governo na operação Lava Jato. “A toda hora vem uma ou outra notícia de que o objetivo é derrubar a Lava Jato. Por isso que eu tomo a liberdade, sem nenhum deboche, de dizer pela enésima vez: não haverá a menor possibilidade de qualquer interferência do Executivo nessa matéria.”
A afirmação foi feita durante a cerimônia de posse dos novos presidentes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos Marques; do Banco do Brasil, Paulo Rogério Caffarelli; da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi; da Petrobras, Pedro Parente; e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Ernesto Lozardo.
Na ocasião, Michel Temer ressaltou que a escolha da nova equipe ocorreu com base nas reconhecidas capacidades técnicas e por conhecerem “profundamente” os problemas do País. E a orientação que foi dada aos novos presidentes empossados hoje foi alinhada com a diretriz deste governo de zelar pela legalidade e pelo interesse público.
“A minha orientação é simples. Trabalhar duro. Ter um interesse público como horizonte. Preservar a ética e a transparência na gestão em todas as decisões. Estimular a eficiência e os eficientes, estar em sintonia com os anseios da sociedade e ser absolutamente intransigente com tudo que se afaste da estrita legalidade”, afirmou Temer.
O presidente ressaltou ainda que esses órgãos não são patrimônio deste ou daquele governo, mas do conjunto da sociedade brasileira. “Por isso eu desejo êxito em suas missões, em suas gestões, que deverão atender aos imperativos da transparência e da eficiência que a sociedade brasileira, com toda razão, exige de todos nós”, finalizou.
Fonte: Portal Brasil, com informações do Blog do Planalto

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>