Vice- prefeito desqualifica denúncia sem base jurídica feita por vereador

Estevão Aragão fez denúncia sem fundamento jurídico contra o vice- prefeito.
A suposta denúncia do vereador Estevão Aragão (PSB) sobre o vice-prefeito de São Luis, Júlio Pinheiro, é furada! Ou pior,  não tem consinstência nem embasamento jurídico nenhum e só demonstra o despreparo da assessoria do vereador, que, ao invés de apurar sobre o  caso, lança um factóide na mídia sem nehuma apuração.
Senão vejamos:
 1- Júlio Pinheiro se desimcompatibilizou do cargo para concorrer às eleições municipais como manda a justiça.
2- Depois de eleito, e após consultas jurídicas, ele retornou ao mandato de presidente do Sinporesemma, que só termina em Abril de 2017, reassumindo legalmente o cargo. Portanto ele apenas estava de licença do gargo de presidente do sindicato para concorrer ao pleito de 2016!!
3- Sobre as negociações do reajuste salarial 2017, antes de Pinheiro voltar da lincença a diretoria do sindicato ouviu a categoria nos municípios onde tem seus núcleos regionais. No total foram 16 assembleias em 16 municípios onde a categoria decidiu favorável às negociações com o governo.
4- Dentro da sua prerrogativa legal como presidente ainda por cumprir seu mandato até o final, Pinheiro, de volta ao sindicato consegue a negociação salarial garantindo o reajuste dos professores e demais direitos da categoria.

O vereador Estevão Aragão (PSB)  lamentavelmente parece que caiu no “Conto da Carochinha”. E não está sendo bem assessorado. Pois, comete uma “Gafe” ao tentar criar uma denúncia inexistente e sem base legal jurídica, que feio vereador!!!Num cenário de crise financeira nacional, enquanto outros Estados não pagam os salários dos servidores, no Rio de Janeiro por exemplo, a população está fazendo “vaquinha”, para pagar os políciais, é triste saber que um vereador se coloca contra o reajuste dos professores. 

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>